Android Geek
O maior site de Android em Português

Nova 5T o novo da Huawei com serviços da Google

Esta gama sempre apresentou equipamentos com especificações acima da média, mas a preços mais acessíveis. Comparativamente com os seus equipamentos mais premium, como na linha P e Mate.

Nova 5T o novo smartphone da Huawei com serviços da Google

A série Nova, da chinesa Huawei, não é uma novidade para nós. Esta gama sempre apresentou equipamentos com especificações acima da média, mas a preços mais acessíveis.

Comparativamente com os seus equipamentos mais premium, como na linha P e Mate.

E é isso que este Huawei Nova 5T pretende oferecer, especificações equiparadas aos equipamentos da linha de topo do ano passado, mas sem o peso do respetivo preço.

No papel, o Nova 5T oferece uma boa relação/preço, temos um design que mistura o novo e o antigo. Com linhas elegantes que vimos presentes nos equipamentos da linha P.

O Nova 5T tem um ecrã grande de 6.26 polegadas, com a tecnologia da Huawei Punch FULLView, bem como, a presença do poderoso processador Kirin 980, o mesmo que o Huawei P30 Pro ou Mate Pro. Outro aspecto de destaque sãoaas suas 5 câmaras (quatro traseiras e uma frontal).

Tudo isto, num orçamento abaixo dos 500 euros. No entanto, de forma a manter alguma margem de lucro a Huawei teve que fazer algumas cedências.

Terá o Nova 5T os argumentos para nos convencer?

Bem, é isso que vamos tentar descobrir, mas antes de nos debruçarmos na análise do Huawei Nova 5T. Deixo-vos com um resumo das suas especificações, só para abrir o apetite.

Especificações Nova 5T

Especificações Huawei Nova 5T
Ecrã 6.26 polegadas FHD+ IPS LCD (1080 x 2340 Pixels, 412 ppi)

com uma proporção 19.5:9 e furo para a câmara

OS Android 9.0 Pie com EMUI 9.1 (upgrade para EMUI 10)
Chipset HiSilicon Kirin 980
CPU Octa Core CPU

(2.6GHz Dual Core Cortex-A76 +

1.92GHz Dual Core Cortex-A76 +

1.8GHz Quad Core Cortex-A55)

GPU Mali-G76
RAM 8 GB
Câmaras traseiras Quatro câmaras:
48 MP Principal com uma abertura f/1.8 , PDAF
16 MP Grande angular com f/2.2
2 MP Macro f/2.4
2 MP Sensor de profundidade
Câmaras frontal 32 MP com uma abertura de f/2.0 com Flash(ecrã)
Armazenamento 128GB, não expansível
Cartões SIM Dual SIM (Nano-SIM)
Rede 4G LTE, 3G HSPA+, 2G EDGE & GPRS Networks
Wi-Fi Wi-Fi 802.11 b/g/n/ac (Dual Band)
NFC Sim
Bluetooth Bluetooth 5.0
GPS A-GPS, GLONASS, Galileo, QZSS & BeiDou
USB OTG Sim
USB PORT USB Tipo-C
SOM USB Tipo-C Áudio Output, sem áudio Jack
Biométricos Reconhecimento facial e sensor de impressões digitais (lateral)
Bateria 3750 mAh Li-Po com carregamento rápido 22.5W (Huawei SuperCharge)
Construção Vidro na traseira e metal na moldura
Dimensões 154.25 x 73.97 x 7.87 mm
Peso 174 g
Cores Preto, Midsummer Purple e Crush Blue

 

O que vem dentro da caixa

O Huawei Nova 5T, no mercado português ronda nas grandes lojas físicas, uma média de 430 euros. Sendo que, em algumas lojas virtuais já o encontramos abaixo dos 400 euros, e outras com promoções, já o vendem na casa dos 330 euros.

Se formos comparar com o modelo P30, que neste momento é comercializado em Portugal na casa dos 600 euros, temos aqui, uma diferença de de preço até 150 euros, ou 350 euros se pensarmos no P30 Pro.

Começamos esta análise a comparar o Nova 5T com um P30. Porquê?

Porque, tanto o Nova 5T como o P30, são equipamentos que se encontram equiparados em algumas especificações chave.

Mais precisamente o processador, a memória RAM e o seu armazenamento.

Claro que o Huawei P30 tem os seus trunfos, como o caso do seu ecrã AMOLED e as suas câmaras. Mas serão suficientes para vencer uma guerra com um Nova 5T centenas de euros mais barato?

Para já, voltemos a nossa atenção para o menino em questão, o Huawei Nova 5T.

Quando o recebi todo embalado e envolto na sua pelicula de plástico senti aquela sensação de prazer ao remover a pelicula de um “brinquedo” novo, mesmo que mais tarde o tenha que devolver!

Pois foi isso que senti, uma mistura de sentimentos.

Principalmente quando peguei no Nova 5T, e apercebi-me que este não vinha com uma capa de silicone, vieram me memorias antigas, de um outro modelo que testei.

O Huawei P8 (2017) e do quanto desejei  posteriormente que este viesse com uma capa.

Mas prosseguindo, para além do telefone Nova 5T, podem contar com um “senhor” carregador Huawei SuperCharge, um cabo USB Tipo C, e aqui vem a parte curiosa, uma vez que o Nova 5T não tem saída para um áudio Jack.

A Huawei fez questão de incorporar na embalagem um adaptador para os nossos auscultadores com fio favoritos, bem como uns da Huawei com entrada Tipo C.

Design e construção, quando o novo e o antigo se juntam

O Huawei Nova 5T vem disponível em três opções de cores - preto, Midsummer Purple e Crush Blue.Huawei Nova 5T

A unidade que recebi é preta, um visual clássico que se adequa sempre em qualquer situação, o seu painel traseiro produz reflexos que parecem destacar as câmaras traseiras, acredito que esse efeito deva ser mais percetível nas cores azul e roxo.

Mesmo assim, se optarem por uma das outras opções de cores, contem com um esquema de cores brilhantes com efeitos reluzentes em gradiente.

Uma sanduiche de vidro com um toque premium

O Nova 5T tem uma construção solida, com um design estilo “sanduiche”, no início comentei que o Nova 5T relembrou-me do P8(2017). Primeiro pelo design sanduiche e depois porque ambos, têm uma aversão a superfícies lisas.

Gosta de deslizar, se é que me entendem, daí uma capa, não ser uma má ideia, apesar de estragar toda a sua estética.

Nova 5T o novo da Huawei com serviços da Google 1

O Nova55T é vidro à frente e atrás, e tem uma moldura em metal, onde apenas temos pequenas tiras de plástico para uma melhor transmissão do sinal de rádio.

Com margens e cantos redondos, o Nova 5T é um equipamento ergonómico, mas com o seu tamanho “considerável” e o seu ecrã 2.5d a utilização com uma mão é um desafio. Inclusive em algumas situações de aperto, senti que pressionava as margens inferiores do telefone quando tentava escrever algo.

O 5T segue a mesma linha de design do Huawei P30 e P30 Pro, com as suas quatro câmaras traseiras alinhadas verticalmente no canto superior esquerdo e com o mesmo relevo da câmara.

Nova 5T o novo da Huawei com serviços da Google 2

Mas o que se destacou, por se tratar de uma novidade, foi a posição do seu scanner de impressões digitais.

O sensor de impressões digitais está incorporado no botão ligar / desligar no lado direito, logo abaixo dos botões de volume. Honestamente, até considero esta posição bem ergonómica, tal como a localização na traseira.

Nova 5T o novo da Huawei com serviços da Google 3

No lado esquerdo temos a entrada para cartões micro SIM, sim o Nova 5T é Dual-Sim, mas sem possibilidade de usar cartões microSD de forma a expandir a sua memória.

 

Na zona inferior temos a entrada USB-C, uma coluna stereo e o microfone para as chamadas. Por último na zona superior temos mais um microfone, e o que inicialmente parecia ser um sensor de infravermelhos, na realidade é um sensor de movimentos.

Então e o ecrã? Calma, já lá vamos.

O controverso ecrã do Nova 5T

Aqui temos a primeira diferença entre o Nova 5T e a gama P30, o seu ecrã.

Ao invés de um ecrã AMOLED, temos um ecrã LCD full HD + de 6,26 polegadas 2.5d com uma resolução de 2.340 x 1.080 pixels ou 412 DPI e sem a presença de margens, propriamente ditas.

A proporção é de 19,5: 9 e temos a presença de um furo para a câmara frontal, alinhada no canto superior esquerdo, uma combinação perfeita para consumo de multimédia.

Ao contrário, de outros modelos como a gama P ou Mate que têm um entalhe, aqui a gama Nova, introduziu no modelo Nova 4, o conceito do ecrã com um Punch Hole para a câmara frontal, estilo Samsung.

E honestamente oferece um visual muito mais limpo e moderno ao equipamento.

No entanto nem tudo é perfeito, embora que ainda seja capaz, o ecrã do 5T fica aquém dos painéis OLED e AMOLED. Estes têm cores mais vibrantes e fortes e geralmente estão disponíveis em telefones com preços ligeiramente mais altos.

Nova 5T o novo da Huawei com serviços da Google 4

As cores e o contraste num painel LCD não são tão nítidos, e os pretos não são realmente pretos. Mesmo com a presença do modo escuro, não há muita utilidade para os ecrãs LCD, no que toca à eficiência da bateria.

Apesar de ser possível diminuir manualmente a resolução do ecrã nas configurações para reduzir o consumo de bateria.

Outro exemplo, que pode incomodar alguns utilizadores, mais propriamente os jogadores. É a localização escolhida pela Huawei do Punch Hole.

Uma vez, que este cobre alguns elementos da interface em alguns jogos. Mas este constrangimento também pode ser evitado desativando o furo nas configurações, mas aí perdemos alguma margem do ecrã imersivo.

Apesar de tudo, o ecrã em si mesmo não sendo AMOLED, é bastante nítido e brilhante com uma decente legibilidade ao ar livre.

Alinhado na margem superior do 5T, encontramos o auscultador das chamadas com um led de notificações, por detrás da grelha e mais alguns sensores.

O Huawei com serviços da Google

As relações internacionais, continuam ainda um pouco instáveis, mas mesmo assim, ao contrário do que muitos especulavam, a Huawei continua a crescer, e inclusive a Google já veio pedir aos EUA uma licença para retomar os negócios com a Huawei.

Independentemente disso o 5T, vem com os serviços pré-instalados da Google na versão 9 com o EMUI 9.1.

Mas calma, que a Huawei não ficou por aí. Uma vez que o 5T também já recebeu a última versão do Android 10 e o EMUI 10.

Com isso ganhamos o modo escuro nativo, bem como Equilibro Digital e imensas otimizações na bateria. Igualmente também ganhamos uma nova cara com a atualização do EMUI 10.

Com um visual mais focado no Material Design, temos alterações nos ícones e nos widgets no 5T. Fora isso, EMUI é das máscaras das OEMs que testei mais completa e responsiva, com imensas customizações e extras.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Tirando isso também temos acesso à loja da Huawei com imensos temas e aplicações, que têm crescido a olhos vistos.

Alto desempenho, mesmo que seja de um topo de gama do ano passado

No papel o Nova 5T tem as mesmas características técnicas de processamento que por exemplo o Huawei P30 ficando atrás da versão Pro, por 2 GB de RAM a menos.

Mas será que este equipamento de média gama pode competir com os cavalos de corrida da chinesa?

Nova 5T versus P30

Apresentados no ano passado com diferença de 5 meses, agora neste momento em 2020, já temos uma diferença monetária que me fez questionar, se valeria a pena comprar um modelo ou outro?

O Nova 5T vem com o mesmo processador que a série P30, o HiSilicon Kirin 980 (7 nm), com a mesma divisão de cores: Octa-core (2x2.6 GHz Cortex-A76 & 2x1.92 GHz Cortex-A76 & 4x1.8 GHz Cortex-A55) e a mesma gráfica Mali-G76 MP10.

Sem esquecer dos seus 6 GB de RAM e 128 GB de memória interna UFS 2.1.

Logo por aí, temos um clone do P30, nem que seja na versão mais fraca. Mas será que estão à mesma altura?

Segundos os resultados obtidos no Geekbench a diferença é mínima. A unidade de testes que recebi, obteve uma pontuação de 676 pontos no teste de single-core e 2349 no multi-core.

Face aos 682 e 2406 do P30, e só por aí, tendo em conta a diferença de preço, e se tivesse que escolher entre os dois apenas com base do seu desempenho, teria que olhar primeiro para a minha carteira, mas se olharmos para o pacote geral o P30 é claramente o equipamento mais bem equipado.

Mas acreditem, que o Nova 5T não desaponta. Durante o tempo que analisei este telefone, não senti qualquer atraso, fosse no desempenho gráfico a jogar  PUBG Mobile, ou nas minhas atividades diárias com múltiplas aplicações abertas, fotografia, consumo de multimédia ou trabalho.

O Nova 5T voa graças aos seus 6 GB de RAM e ao Kirin 980

Ainda não disse, que foi incorporado um modo de desempenho, o qual honestamente não senti necessidade de utilizar mesmo quando jogava.

Resumindo, por menos de 450 euros, podem ter o mesmo desempenho que a gama de topo do ano passado da Huawei.

As câmaras do 5T não são Leica, mas não desiludem

E enquanto, que o Nova 5T economiza em alguns recursos, as suas câmaras não são um deles.

Ele possui uma configuração quádrupla de câmaras impressionante e versátil, semelhante à encontrada no P30 Pro. As lentes combinadas com as artimanhas de IA, resultam em algumas boas fotos.

Nova 5T o novo da Huawei com serviços da Google 5

Obviamente que estas, estão um pouco abaixo das câmaras da marca Leica presentes na gama P30 e P30 Pro, mas os resultados são tão bons ou melhores que outros equipamentos de elite da concorrência.

Temos também uma câmara frontal de 32MP, no Punch Hole do ecrã do telefone. E igualmente, vem repleta de extras e filtros, e graças à inteligência artificial, temos alguns aprimoramentos via software.

A configuração das quatro câmaras na traseira, tem como destaque um sensor principal Sony IMX586 de 48MP (f / 1.4) com estabilização ótica de imagem e foco automático a laser.

Acompanhada por uma lente grande angular de 16MP (f / 2.2) com FoV de 117 graus, uma teleobjetiva de 8MP (f / 2.4) com OIS capaz de zoom sem perdas e zoom híbrido de 5X, e finalmente uma lente macro de 2MP com f / 2.4 que apresenta desempenho médio.

Quando vamos tirar uma foto, a maior parte do trabalho é realizado pelo sensor de 48MP. Este permite capturar mais luz e cor e produzir fotos de alta resolução.

No entanto, o resultado final é uma imagem de 12MP, apesar de podermos forçar manualmente a captura de fotos de 48MP. Basta nas configurações da câmara, mudar a resolução das fotos.

Este slideshow necessita de JavaScript.

No entanto, apenas recomendo isso, se a cena, em questão estiver bem iluminada.

Aqui o processador Kirin 980, faz um excelente trabalho ao fornecer recursos de inteligência artificial para câmara no Nova 5T. A IA é ativada por padrão na câmara, mas é o seu sucesso depende de um pouco de sorte.

Nova 5T o novo da Huawei com serviços da Google 10

Algumas fotos parecem demasiado processadas e não naturais, e caso, não queiram isso, recomendo desativarem o IA nas definições.

Tanto o modo Ultra Claridade quanto o modo Super Noturno ajudam a adicionar detalhes a uma foto capturando mais luz e várias imagens para produzir uma boa foto.

Embora eles precisem de um bom tempo de exposição e processamento de 3 a 5 segundos, por isso tenham calma.

Não há lente de zoom ótico na Nova 5T, mas em vez disso, ele usa zoom digital para atingir o nível máximo de 10x. Obviamente a qualidade das fotos vai piorar quanto mais alto este for.

Ainda temos também a lente macro, esta tal como outras que testamos obriga a que estejamos muito próximos do objeto em questão. E não convém haver muita oscilação ou vibrações.

Caso contrário, ficamos com imagens tremidas. A lente grande angular, por outro lado é útil, quando pretendemos capturar mais cenas numa foto.

As imagens não ficam distorcidas nas bordas, como a maioria das lentes grande angular, as fotos parecem que foram tiradas por com uma lente mais fraca.

A gravação de vídeo na Nova 5T é suave e estável. Podemos gravar vídeo em 1080p e as imagens mantêm os seus detalhes e cores.

No entanto, a falta de OIS significa temos que manter o telefone o mais estável possível. Igualmente temos disponível a opção de gravar 4K.

Bateria e autonomia surpreendentes

Durante o meu uso diário mais pesado, que consistia em redes sociais, navegação na web, streaming de música, e alguns jogos. O Nova 5T terminava o dia regularmente com 18-22% no depósito.

Honestamente a duração da bateria do 5T, é boa para um dia consistente de trabalho pode potencialmente durar, até mesmo uma boa parte do dia seguinte com uso conservador e otimização ativada por software.

Infelizmente não há carregamento sem fio no Nova 5T, o que é uma pena, mas afinal de contas é um equipamento de gama média. Felizmente, fazer com que a bateria de 3.750mAh do Nova 5T volte à carga total, é um processo rápido, através do super carregador de 22,5W incluído na caixa. Basta mais ou menos 20 minutos para termos 50% da bateria de volta.

 

Será o Nova 5T o telefone para vocês?

Bem chegámos ao fim e ao final deste episódio. Devem ou não comprar um Huawei Nova 5T ?

Tambores, suspense no ar por favor… e a resposta, é…

Nova 5T o novo da Huawei com serviços da Google 11

Não, calma lá, Emanuel, mas afinal o 5T não reunia toda uma panóplia de características que igualavam a gama P30 do ano passo. Sim, é verdade, mas felizmente são cada vez mais as marcas chinesas que querem um pedaço do mercado europeu.

A Xiaomi já tem uma presença física em Portugal e dentro da gama de especificações e preços do 5T, podem adquirir um Xiaomi Note 8 Pro ou um Mi9 T, e ainda poupam uns trocos e vão ficar igualmente bem servidos. Talvez com exceção das câmaras e do sistema operativo.

Mas neste momento, há um outro concorrente no mercado nacional, que anda a dar que falar. Estou a referir-me a outra marca chinesa, a Realme que é a submarca da Oppo.

E estou-me a referir mais precisamente ao modelo Realme 5 Pro, que oferece o mesmo leque de especificações que o Nova 5T, mas a um valor inferior a 250 euros.

Atenção! Volto a relembrar, que o Nova 5T é um excelente equipamento e oferece uma boa relação qualidade / preço, face à gama de topo do ano passado.

Mas, obviamente se me derem uma opção mais barata, e que no final do dia vou tirar o mesmo partido, eu iria optar por essa via.

Se recomendo o Nova 5T?

Sim, mas sem esquecer,que existem alternativas da Xiaomi e Realme com preços mais competitivos.Nova 5T o novo da Huawei com serviços da Google 12

Pontos fortes

  • Câmaras fotográficas
  • Desempenho
  • Design

Pontos fracos

  • Ausência de expansão de memória
  • Ecrã LCD
  • Ausência de áudio Jack

 

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais