Android Geek
O maior site de Android em Português

Por que a Xiaomi tornou a marca Redmi independente?

Há rumores de que o pioneiro será chamado de Redmi Pro 2. Ele vai ter uma câmera de 48MP e um Chipset Snapdragon 675.

A 3 de janeiro, a Xiaomi divulgou um comunicado que dizia que a Redmi seria de futuro uma marca independente. O anúncio oficial será feito no dia 10 de janeiro, onde o primeiro  smartphone da série Redmi será apresentado. Há rumores de que o pioneiro será chamado de Redmi Pro 2. Ele vai ter uma câmera de 48MP e um Chipset Snapdragon 675. Além disso, o ex-presidente da Gionee, Lu Weibing, assinou um contrato com a Xiaomi, em contornos ainda desconhecidos.

Por que a Xiaomi tornou a marca Redmi independente? 1 É compreensível que isso tenha causado uma grande agitação, e muitos utilizadores de smartphones começaram a pensar que seria Lu Weibing ex-Gionee a liderar a nova marca independente da Xiaomi. Mas este último apressou-se a refutar este rumor, dizendo que ele seria responsável pela marca POCO e não pelos produtos da marca Redmi.

Como vemos, não é tão simples assim. Vamos tentar entender se era o momento certo para separar a Redmi da Xiaomi e se ela irá lutar contra a Honor, como foi assumido.

Sabemos que a Xiaomi tem duas linhas de smartphones Mi e Redmi. Os telefones da série anterior foram considerados modelos emblemáticos, enquanto Redmi sempre apresentou aparelhos económicos, pertencentes às categorias de médio e baixo segmento.

No entanto, isso mudou nos últimos anos. A nova série MIX veio abanar as coisas. E a diversificação dos smartphones Xiaomi mudou de acordo. Atualmente, o prefixo na frente do nome do telefone Xiaomi indica a sua faixa de preço. Digamos, a série MIX que vem com tecnologias de tooo tem preço de mais de 3.000 yuans (US $ 435), os principais modelos da série vêm em 2000 – 3000 yuan (US $ 290 – 435), e os modelos de médio a alto têm preço de 1400 – 2000 yuan (US $ 203 a 290). Pelo menos, essa classificação foi  a que foi fornecida pelo co-fundador da Xiaomi e pelo presidente Lin Bin na conferência de lançamento do Xiaomi Mi Play.

A propósito, o Xiaomi Mi Play é um produto muito importante neste contexto. vejam! A série Mi tem alguns modelos com características relativamente fracas e preços altos. O Xiaomi Mi 8 Lite foi o único modelo nos últimos anos a custar 1999 yuan. Pelo contrário, o fabricante começou a fabricar melhores dispositivos para a linha Redmi. Digamos, um dos smartphones mais populares desta família é o Xiaomi Redmi Note 5 / Note 5 Pro. Apenas na Índia, vendeu mais de 5 milhões de unidades em 4 meses. Na verdade, os smartphones da série Redmi Note sempre foram best-sellers devido à sua atraente relação preço-desempenho. Neste sentido, os dispositivos originais da Redmi foram os smartphones mais vendidos durante o período do 11-11 um festival de saldos muito importante na China.

Por que a Xiaomi tornou a marca Redmi independente? 2

Por que a Xiaomi tornou a marca Redmi independente? 3

Também devemos ter em consideração que o preço inicial do Redmi Note 5 era 1.099 yuan (US $ 160). Mas vamos voltar ao Xiaomi Mi Play. Como o sabemos foi colocado à venda pelo mesmo preço. Assim, os preços dos telefones Mi e dos telefones Redmi já estão muito próximos. O Mi Play é o melhor exemplo. Isso significa simplesmente que o conceito que a Xiaomi vem seguindo desde que os seus primeiros dias não funciona mais. Além disso, a “luta” entre os seus próprios produtos pode ser considerada um sinal positivo para a divisão entre Mi e Redmi.

Quanto à origem da Xiaomi, pode ser datada de 1950. Quando a China estava em guerra com o Japão, a China lutou contra a armada Japonesa com Xiaomi e armas. A Xiaomi representa solidez, é uma espécie de presença constante na vida quotidiana dos chineses.Por que a Xiaomi tornou a marca Redmi independente? 4

Na tradução do chinês, Xiao significa pequeno, pequeno, jovem, enquanto Mi significa arroz. Parece tudo é simples e Xiaomi é traduzido como um arrozinho. Mas como pronunciar Xiaomi? A maioria dos ocidentais ouviu falar da Xiaomi pela primeira vez quando Hugo Barra, ex-vice-presidente do Google responsável pela administração de produtos Android, anunciou que deixaria o Google para juntar-se à Xiaomi.

Por que a Xiaomi tornou a marca Redmi independente? 5

BBC até publicou um artigo a explicar como pronunciar Xiaomi. O nome Xiaomi gera algumas dificuldades para os falantes não chineses. XIOMI, XIAMI, XOAMI já vimos de tudo.

Nesse sentido, o nome Redmi é mais internacional. Na tradução do chinês, isso significa arroz vermelho é mais fácil de pronunciar.

Esta é uma estratégia que se está a tornar comum para as marcas de smartphones. A Huawei fez isso há alguns anos, separando a marca Honor. A OPPO fez isso no ano passado, ao lançar a marca Realme e até mesmo a Samsung está a preparar algo parecido com a sua submarca MIME.

O mesmo é agora feito pela Xiaomi. Muitos pensam que a Xiaomi separou a marca Redmi para competir com a Honor, que vem a ganhar força. Quando Xiong Junmin, o vice-presidente da Honor foi questionado sobre isso, ele disse que a competição entre Honor e Xiaomi estava terminada. Mas quiserem recomeçar,  a Honor está pronta.

A Honor foi classificada em primeiro lugar na linha de vendas da China por nove trimestres consecutivos

Por que a Xiaomi tornou a marca Redmi independente? 6

A Honor disse que a competição entre Honor e Xiaomi já terminou há muito tempo. Mas o que é mais interessante, acham que Honor ganhou todas as batalhas. Xiong Junmin disse que a Honor já está muito é frente qeuando se trata do volume total de vendas ou do desempenho no mercado da sua linha de produtos de médio a alto padrão. De acordo com os dados oficiais, a Honor foi classificada em primeiro lugar na linha de vendas da China por nove trimestres consecutivos.

As vendas de três gerações consecutivas dOS Honor 8, Honor 9 e Honor 10 ultrapassaram o Xiaomi Mi 5, Mi 6 e Mi 8. O Honor Magic 2 é muito mais inovador e mais poderoso que o Xiaomi Mi MIX 3 da mesmo categoria. Os aparelhos da série V da Honor destruíram completamente a linha correspondente da Xiaomi. O Honor V20 já saiu e é melhor que qualquer smartphone da Xiaomi, ao preço de 3.000 yuan. Sim, parece que a Xiaomi está a perder a guerra.

De facto, nos últimos anos, a nomenclatura Redmi foi entendida como a marca de entrada da Xiaomi. Ao longo dos anos, produziu vários smartphones interessantes e tornou-se um dos principais contribudores para as vendas Globais de smartphones da Xiaomi. Agora a Redmi não é mais um “smartphone para a china”, e vai fazer o seu caminho para o resto do mundo.

Por que a Xiaomi tornou a marca Redmi independente? 7

De acordo com o CEO da Xiaomi, Lei Jun, as marcas Mi e Redmi já estão separadas, e cada uma se desenvolverá em diferentes direcções. De certa forma, isso liberta a marca Mi, e pode traduzir-se numa estratégia mais focada e potencialmente com melhores resultados. Ao mesmo tempo, enfatizou que a Redmi se concentrará nos mercados que valorizam mais a relação qualidae VS preço e e-commerce, enquanto a marca Mi se concentrará nos mercados de venda de médio a alto padrão.

Não é difícil prever que, no futuro, a Redmi não ficará mais confinada ao nicho de máquinas de mil yuans. Terão mais smartphones de média gama e até flagships e terá uma relação competitiva directa com alguns produtos Xiaomi. O sucesso da Huawei e da Honor comprovou que a partilha de recursos internos e a concorrência saudável são mais propícios ao crescimento saudável de duas marcas.

Supõe-se que na conferência de imprensa a 10 de janeiro, um novo smartphone com uma câmera de 48MP será lançado oficialmente. Há rumores de que o suposto Redmi Pro 2 também será embalado com o Chipset Snapdragon 675. Nesse sentido, proporcionará um desempenho melhor do que o aparelho Mi mais acessível, o Xiaomi Mi Play, que é alimentado por um Helio P35.

Quanto a este processador, o Snapdragon 675 é um SoC de média gama lançado pela Qualcomm no segundo semestre de 2018. Ele usa a nova arquitetura Kryo 460, um design octa-core e uma velocidade de clock da CPU de 2.0GHz. Também está emparelhado com uma GPU Adreno 612 e com o mecanismo de inteligência artificial multi-core de terceira geração da Qualcomm. em AI, a melhoria geral de desempenho é de até 50%, em comparação com a geração anterior do Snapdragon 670.

Se este é o mesmo modelo (M1901F9T) aprovado pela certificação TENAA, já conhecemos alguns dos seus principais recursos, onde se inclui um display de 5,84 polegadas, uma capacidade de bateria de 2900mAh e o sistema MIUI 10 baseado no Android.

Bem, se o Redmi Pro 2 for o primeiro aparelho da Redmi, isso é um pouco confuso. Já existem dois smartphones com 48MP e ambos são modelos emblemáticos – o Huawei Nova 4 e o Honor V20. Mas é uma questão de tempo até vermos esse sensor de câmera em outros modelos, a Sony lançou-o no verão, e este CMOS aparecerá em outros modelos em breve. Por que a Xiaomi tornou a marca Redmi independente? 8

Em 2018, o mercado chinês de smartphones enfraqueceu e o desempenho no mercado de vários fabricantes tornou-se mais dispar. Os smartphones da Xiaomi foram perseguidos pela Huawei, Honor e outras grandes marcas. Vários modelos de gama média a alta lançados pela Xiaomi também foram ofuscados pela concorrência. Muitos se apressaram em dizer que Xiaomi estava a morrer. Ao mesmo tempo, a série Redmi foi ” esmagada” por vários modelos da casa como Mi 8 SE, Mi 8 Lite e Mi Play.

Em termos de produtos / marcas concorrentes, um dos maiores obstáculos, é a Honor, já é a primeira marca de smartphones de vendas na Internet na China. o seu GPU Turbo, CPU Turbo, LINK Turbo, ecrã punch-hole, chipset 7nm e outras soluções técnicas ganharam atenção suficiente e já ameaçaram o status actual dos negócios de smartphones da Xiaomi.

Para a Lei Jun, o desempenho da Redmi não é satisfatório e está a atrasar a marca mãe. Então a Xiaomi tinha duas escolhas – enterrar a marca Redmi ou dar-lhe independência. Eles escolheram a segunda hipótese. Provavelmente, esta é uma solução melhor porque a operação independente e a competição interna podem tornar a marca Xiaomi melhor e mais forte.

Partilhar é importante, mostra este artigo aos teus amigos!

Obrigado, ficamos a dever-te uma 😉

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais

Partilhar é importante, mostra este artigo aos teus amigos!

Obrigado, ficamos a dever-te uma ;)
close-link