Android Geek
O maior site de Android em Português

HarmonyOS poderá competir com o iOS da Apple em 2 anos, diz o CEO da Huawei

Consequentemente, a Huawei não estava mais autorizada a trabalhar com o Google, portanto, qualquer smartphone da empresa a ser apresentado não iria ter suporte imediato aos serviços do Google.

 

No início deste ano, o Departamento de Comércio dos EUA designou Huawei para uma lista negra com base em alegações de que a empresa chinesa instala backdoors nos seus equipamentos de rede, o que representa uma ameaça à segurança nacional dos Estados Unidos. A designação restringia todas as empresas americanas de terem qualquer tipo de relação comercial com a fabricante chinesa. Consequentemente, a Huawei não estava mais autorizada a trabalhar com o Google, portanto, qualquer smartphone da empresa a ser apresentado não iria ter suporte imediato aos serviços do Google.

Algumas semanas após a proibição, foi revelado que a Huawei trabalhava num sistema operativo secreto desde 2012. Embora as informações no passado declarassem que a Huawei lançasse o seu primeiro smartphone a correr no seu sistema operativo interno até ao final deste ano, se a proibição dos EUA não fosse revogada, isto não veio a tornar-se realidade. Em vez disso, a fabricante chinesa lançou a sua mais recente linha de smartphones, série Mate 30 com AOSP (Android Open Source Project), mas, como mencionado anteriormente, não suportava os serviços Google.

No entanto, agora é oficial que o SO secreto da Huawei é chamado de HarmonyOS (HongMeng na China) e a empresa lançou um dispositivo a correr esse sistema operativo, que é a  Honor Vision TV. Claramente, este SO não deverá estar pronto para ser implementada em smartphones no seu estágio actual.

No mês de setembro, o CEO da Huawei, Ren Zhengfei, foi entrevistado por correspondentes da Fortune Magazine. Na entrevista, o alto funcionário da Huawei fez uma afirmação ousada e diz que o seu sistema operativo desenvolvido internamente, que agora conhecemos como HarmonyOS, seria capaz de competir com os principais rivais iOS da Apple dentro de um período de 2 anos. Ele acrescentou ainda esta declaração:

“Acho que levará menos de dois a três anos. Como faço parte da liderança da empresa, preciso ser um pouco mais conservador ao discutir cronogramas. Caso contrário, posso acabar por colocar muita pressão na nossa equipa. "

Também destacou o facto de que a Huawei está actualmente a ver uma queda de US $ 10 biliões na sua receita analítica de vendas esperada por não poder usar os produtos do Google nos smartphones da Huawei. Mesmo depois disso, a empresa registou uma receita agregada de 401,3 mil milhões de yuans (US $ 58,3 mil milhões) no primeiro semestre de 2019, que é 23,2% maior que no ano anterior.Zhengfei Ren, fundador e CEO da Huawei

Quando perguntado sobre o futuro do Google e da Huawei, ele afirmou:

"Ainda esperamos continuar com o sistema operativo do Google e continuamos comprometidos com uma cooperação amigável com o Google", "Precisamos melhorar ainda mais em termos de software. Somos um pouco fracos no que diz respeito à grande arquitectura de software ".

Em suma, a Huawei parece muito confiante sobre o seu sistema operativo auto-desenvolvido. Embora tenha os recursos para cumprir a sua promessa, o caminho não será fácil e teremos que esperar para vermos o que o futuro reserva para a empresa

 

Fonte

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais