Android Geek
O maior site de Android em Português

FlagShips da Huawei em 2021 podem ter Chipsets Snapdragon

A nova alteração nas regras de exportação exige que todos os Chipsets fabricados com a tecnologia dos EUA garantam uma licença antes de serem vendidos à Huawei. Os EUA permitem , no entanto, que a Huawei se abasteça de chipsets que estejam atualmente em produção, desde que sejam enviados até 14 de setembro.

Com o Departamento de Comércio dos EUA a atacar a Huawei por todos os lados, cabe ao governo dos EUA decidir se a Huawei pode ou não abastecer-se de Chipsets FlagShip de fundições como a TSMC.

A nova alteração nas regras de exportação exige que todos os Chipsets fabricados com a tecnologia dos EUA garantam uma licença antes de serem vendidos à Huawei. Os EUA permitem , no entanto, que a Huawei se abasteça de chipsets que estejam atualmente em produção, desde que sejam enviados até 14 de setembro. Isso deve permitir à Huawei garantir chipsets Kirin 1020/1000 de 5nm suficientes para a linha Mate 40 no final deste ano.

Analistas dizem que a Huawei pode usar Chipsets Snapdragon para os telefones P50 e Mate 50 do próximo ano

Mas o que acontece em 2021 quando a Huawei precisar de Chipsets de 5nm para a série P50? A empresa já transferiu alguns das suas encomendas para a maior fundição da China, a SMIC. No entanto, o Chipset mais avançado que a SMIC pode produzir neste momento usa o modo 14nm.
Recentemente, a Huawei anunciou o primeiro Chipset fabricado na SMIC, o Kirin 710A de gama média. Diz-se que a SMIC está a trabalhar nos modos de processo de 7 nm e 8 nm, mas está a enfrentar dificuldades pela falta de equipamento litográfico avançado.
Este é o equipamento usado para marcar os chipsets para determinar a colocação dos transistores. Para a SMIC chegar a 5 nm. vai precisar de duas coisas: tempo e equipamento litográfico avançado. De momento não tem nenhuma delas.

 

O actual FlagShip da Huawei P40 Pro é alimentado pelo chipset Kirin 990 5G
O actual FlagShip da Huawei P40 Pro é alimentado pelo chipset Kirin 990 5G

Portanto, apesar da boa vontade da SMIC as suas soluções abaixo de 14nn só estarão disponíveis em 2021, mas a Huawei tem outras opções.

De acordo com Barron, John Vinh, analista da KeyBanc Capital Markets, a Qualcomm acabará por fornecer os seus chipsets Snapdragon à Huawei para o P50 e o Mate 50 no próximo ano. O fabricante de Chipsets de San Diego precisaria para isso de uma licença do Bureau of Industry and Security do Departamento de Comércio. Vinh acredita que esse pedido seria concedido e que a Qualcomm entraria num contrato de licença de patente com a Huawei. A Qualcomm está a tentar vender à Huawei os seus Chipsets de modem 5G.

A pergunta aqui é por que os EUA concederiam uma licença à Qualcomm para vender os seus Chipsets à Huawei ? O analista do KeyBanc tem uma resposta. Ele diz: "Muitas das restrições impostas à Huawei são para , alegadamente,  prevenir ameaças à segurança nacional impostas pelas comunicações 5G / infra-estrutura de rede e aplicações militares". Vinh diz que, por ser uma empresa dos EUA, conceder uma licença à Qualcomm beneficiaria o país.

A Qualcomm, como a unidade HiSilicon da Huawei, não possui as instalações necessárias para fabricar Chipsets. Como a Apple, a MediaTek e outras empresas, a HiSilicon conta com a TSMC para produzir os Chipsets que projetou. Vinh diz que, como resultado, a Qualcomm pode acabar por ser a vencedora surpresa do último ataque dos EUA à Huawei.

Embora já tenha sido proibida de aceder à sua cadeia de fornecedores nos EUA, a Huawei ainda conseguiu vender 240 milhões de smartphones no ano passado. Esse total foi 35 milhões ou 17,1% superior aos 205 milhões de telefones de 2018. Ao mesmo tempo, a Huawei conseguiu superar a Apple e tornar-se o segundo maior fabricante de telefones do mundo, depois da Samsung.

A actual linha principal da Huawei é a Série P40 alimentada pelo chipset HiSilicon Kirin 990 5G da empresa. Este Chipset é fabricado pela TSMC usando a nó de processo de 7 nm.
Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!