Android Geek
O maior site de Android em Português

Análise Huawei Mate 40 Pro: Anos á frente da concorrência

O AndroidGeek teve o privilégio de testar o Huawei Mate 40 Pro e ,antes de mergulharmos nos detalhes suculentos, é seguro adiantar que é um FlagShip em todos os sentidos, quer olhemos para as especificações internas, tecnologia de ecrã, o poder da câmara ou qualquer outro recurso. É um telefone sedutor, mas como qualquer outro telefone recente da Huawei, têm em falta o Google Play e – como tal – conta com a App Gallery da Huawei para trazer aplicações aos utilizadores.

A Huawei costuma guardar os seus maiores avanços tecnológicos para o Outono de cada ano e , 2020 apesar de todas coisas malucas que aconteceram e continuam a acontecer, não foi exceção.

Nós aqui no AndroidGeek tivemos o privilégio de testar o Huawei Mate 40 Pro e ,antes de mergulharmos nos detalhes suculentos, é seguro adiantar que é um FlagShip em todos os sentidos, quer olhemos para as especificações internas, tecnologia de ecrã, o poder da câmara ou qualquer outro recurso.

É um telefone sedutor, mas como qualquer outro telefone recente da Huawei, tem em falta o Google Play e - como tal - conta com a App Gallery da Huawei para trazer aplicações aos utilizadores.

Análise Huawei Mate 40 Pro: Anos á frente da concorrência 1

O mais recente smartphone FlagShip da Huawei, o Mate 40 Pro, pode marcar o fim de uma era. Com as sanções dos EUA a limitar o seu acesso a Chipsets FlagShip e o anúncio recente de que veremos pelo menos um smartphone em 2021 a correr o seu sistema operativo HarmonyOS, este pode ser mesmo o último smartphone Huawei Android com um Chipset de última geração.

 

Huawei Mate 40 Pro: Especificações

EspecificaçãoHuawei Mate 40 Pro
Dimensões e peso

75.5 mm X 162.9 mm X 9.1 mm

Ecrã
  • OLED flexível de 6,76 polegadas
  • Resolução 2772 x 1344
  • 456ppi
  • Taxa de atualização de 90Hz
SoC
  • HiSilicon Kirin 9000
    • 1x ARM Cortex A-77 a 3,13 GHz
    • 3x ARM Cortex A-77 a 2,54 GHz
    • 4x ARM Cortex A-55 @ 2,04 GHz
  • 5nm processo TSMC
  • GPU ARM Mali-G78MP24
RAM e armazenamento
  • 8 GB de RAM
  • 256 GB de armazenamento UFS 3.1
  • Slot de expansão de cartão NM proprietário da Huawei
Bateria e carregamento
  • Bateria dual-cell 4.400mAh
  • 66W SuperCharge com carregamento rápido
  • Carregamento rápido sem fio de 50 W
  • Carregamento reverso sem fio
Segurança
  • Desbloqueio 3D
  • Leitor de impressão digital no display
câmaras Traseiras
  • Câmara principal RYYB de 50 MP f / 1.9 com OIS (estabilização óptica de imagem)
  • 20 MP f / 1.8, câmara grande angular
  • 12MP f / 3.4, câmara telefoto periscópica 5x
  • Sensor laser
Câmaras frontais
  • 13 MP f / 2.4, câmara grande angular
  • Sensor 3D ToF
PortasPorta USB 3.1 Type-C
ÁudioColunas stereo duplas
Conectividade
  • 5G
  • Bluetooth 5.2
  • Wi-Fi 6
  • NFC

Um Look marcante

  • Design da câmara 'Space Ring'
  • 162,9 x 75,5 x 9,1 mm
  • Pesa 212 gramas
  • Mystic Silver e Black

O Mate 40 Pro perpetua a estética de design estabelecida pelo Mate 20 Pro: um ecrã OLED dramaticamente curvado, um sistema de desbloqueio facial 3D (uma raridade no Android) e um módulo de câmara circular localizado centralmente.

Análise Huawei Mate 40 Pro: Anos á frente da concorrência 2

O sistema de câmara principal do Mate 40 Pro compreende uma lente principal de 50 megapixels com o maior sensor de imagem da indústria (para melhor captação de luz); uma câmara de ângulo ultralargo de 20 megapixels; e uma lente zoom Periscope de 12 megapixels oferecendo zoom ótico 5X sem perdas.

Esta não é a lente de zoom mais poderosa da linha da Huawei - o Mate 40 Pro + e Huawei P40 Pro + usam um sensor Periscópio 10X sem perdas ainda mais exuberante. Mas, verdade seja dita, a actual lente 5X produz fotos com zoom muito mais nítidas do que quaisquer outros Androids. 

 

O Huawei Mate 40 Pro tem o módulo de câmara centralizado com um layout de câmara 2 × 2, um ecrã curvo e capacidade de Scan facial 3D real. Felizmente, o entalhe angular do Mate 30 faz parte do passado. No seu lugar temos um recorte perfurado que abriga uma câmara selfie, um sensor TOF e uma câmara infravermelha, semelhante ao que vimos na série P40.

Análise Huawei Mate 40 Pro: Anos á frente da concorrência 3

O ecrã curvo em “cascata” visto pela primeira vez no Mate 30 Pro do ano passado -destaca-se pelas suas laterais do ecrã que se inclinam num ângulo dramático de 88 graus e curvam abaixo nas laterais do telefone - estão de volta no Huawei Mate 40 Pro.

Análise Huawei Mate 40 Pro: Anos á frente da concorrência 4

 

A primeira coisa que salta á vista no Mate 40 Pro, é o design exclusivo da caixa da câmara. Esta é uma evolução do design circular do Mate 30 Pro, que agora apresenta as câmaras dentro de um anel saliente, chamado de 'Space Ring' pela Huawei.

Análise Huawei Mate 40 Pro: Anos á frente da concorrência 5

A unidade que estamos a testar apresenta uma combinação de vidro fosco preto, mas se querem algo mais exuberante a versão Mystic Silver tem camadas de cores sob o vidro para criar um acabamento verdadeiramente impressionante. Longe da luz, parece prata, mas quando incide alguma luz os reflexos nas margens mostram que pode ser mais do que isso. Virem-no e posicionem-o em ângulos diferentes e ele pode reflectir todas as cores do arco-íris.

O Huawei Mate 40 Pro possui um módulo de câmera circular. Foto: Ben Sin

A margem de metal na parte superior e inferior é polida e brilhante, enquanto nas laterais é quase inexistente graças à tecnologia 'Horizon Display' da Huawei, que vê o ecrã envolver as margens até que esteja virtualmente perpendicular à superfície plana do ecrã. Isso, pela sua vez, significa que os botões de volume e energia estão mais junto á superfície traseira do que o normal.

Análise Huawei Mate 40 Pro: Anos á frente da concorrência 6

Quando lhe pegamos é evidente que o Mate 40 Pro é um dispositivo bastante robusto, tanto em tamanho quanto em peso. Dito isso, não é desconfortável, e aquelas margens de vidro curvas nas laterais fazem com que assente de forma perfeita na mão.

Análise Huawei Mate 40 Pro: Anos á frente da concorrência 7

Na frente, no recorte maior que o normal, estão duas lentes de câmara selfie (uma principal e uma grande angular de 100 graus), em conjunto com uma câmara infravermelha para o Scan facial 3D.

Ecrã maravilha

  • Painel OLED flexível de 6,76 polegadas
  • Resolução de 1344 x 2772
  • Design de ecrã em cascata
  • Recorte de perfuração dupla

À medida que o mercado se volta para os ecrãs planos novamente, a Huawei está a seguir uma abordagem oposta e apresenta aqui quase uma curva completa. opainel Oled flexível do Huawei Mate 40 Pro envolve as margens do telefone até á traseira. Na verdade, na verdade está a apenas dois graus de ser um ângulo perfeito de 90 graus com a superfície principal.

A tela de 6,67 polegadas do Huawei Mate 40 Pro se curva drasticamente. Foto: Ben Sin

Isso é bom e mau. Isso faz com que o telefone pareça bastante futurista, mas também pode distorcer o seu conteúdo nas margens e prejudicar um pouco a experiência de visualização.

Análise Huawei Mate 40 Pro: Anos á frente da concorrência 8

É um painel de alta resolução, mas não possui um formato padrão. A sua resolução é de 1344 x 2772 e é mais densa em pixels do que fullHD + e no nosso teste ficámos impressionados com a nitidez, cores e brilho.

Potência e Desempenho

  • Chipset Kirin 9000 - processo 5nm e 5G
  • 8 GB de RAM
  • 256 GB de armazenamento
  • Bateria de 4400mAh
  • Carregamento rápido de 66 W - carregamento rápido sem fio de 50 W

Neste momento não há nenhuma linha de telefones tão poderosos quanto o Mate 40 Pro, graças a um processador Kirin 9000 a estrear o processo de 5nm. Como o A14 Bionic da Apple, usa um processo de 5 nm para um desempenho mais eficiente e rápido. Na verdade, a Huawei diz que inclui mais transistores do que o iPhone 12 e 12 Pro. Uma grande diferença para o A14 Bionic é que temos suporte 5G integrado em vez de recorrer a um modem externo como a solução da Apple.

UMA FERA! Huawei Mate 40 Pro com Kirin 9000 pontua 720K no AnTuTu
Arquitetura Kirin 9000

 

Análise Huawei Mate 40 Pro: Anos á frente da concorrência 9

O telefone oferece , como já disse, 8GB de RAM, com armazenamento UFS 3.1, e o Kirin 9000, o mais recente Chipset FlagShip da Huawei que é construído na arquitetura de 5nm. Na tecnologia de Chip, quanto menor o nm, melhor, e em benchmarks iniciais o Kirin 9000 bate o Chipset Qualcomm Snapdragon 865 de 7 nm usado na maioria dos telefones Android mais recentes.

Análise Huawei Mate 40 Pro: Anos á frente da concorrência 10

O Huawei Mate 40 Pro vem com o HiSilicon Kirin 9000, um Chipset de 5 nm que também possui um modem 5G incluído. Este é um feito impressionante de engenharia, já que até o 5nm A14 Bionic da Apple requer um modem separado para 5G.

O Chipset de 5 nm é extremamente poderoso quando falamos de lidar com tarefas computacionais em tempo real, como reconhecimento de cenas de IA ou aplicação de efeitos HDR a fotos após captura.

Autonomia e velocidade de carregamento

Para aproveitar o SoC Kirin 9000 há 8 GB de RAM e 256 GB de armazenamento que é mais do que suficiente para praticamente qualquer coisa que possam querer fazer no vosso telefone. Há uma bateria de 4.400 mAh, que não desilude e nos fez chegar ao fim do dia sempre com 30% a 40% de energia restante.

Análise Huawei Mate 40 Pro: Anos á frente da concorrência 11

Mesmo que isso não vos aconteça, por estarem mais tempo fora de casa ou por terem que fazer alguma coisa extraordinária no telefone (como jogar Call Of Duty Mobile durante horas) a tecnologia de carregamento rápido da Huawei irá aliviar-vos a ansiedade de ficar sem bateria. O carregador incluído na caixa possui tecnologia SuperCharge de 66W, que é semelhante em desempenho ao SuperVOOC de 65W da Oppo e significa uma carga completa de 0-100 em menos de uma hora. Ou, se quiserem usar o wireless e usar um carregador sem fio de 50 W da Huawei, têm uma velocidade que é o dobro da velocidade com fio dos concorrentes!

Relacionado:  Xiaomi lança programa de retomas

As aplicações são iniciadas rapidamente e a duração da bateria é excelente, como é normal na Huawei. A célula de 4.400 mAh permitiu 12 a 14 horas por dia com 25 a 30 por cento de energia de sobra.

Benchmarks

Já aqui dissemos que o Huawei Mate 40 Pro bateu todos os adversários no BenchMark AnTutu e para aqueles que ligam a números instalei também o 3D Mark, e no teste “Wild Life” que avalia o desempenho gráfico, o Kirin 9000 venceu o Snapdragon 865 a correr no Galaxy S20 FE com uma pontuação de 6.505 a 3.723. A pontuação no Mate 40 Pro é ~ 2x a do Kirin 990 no Huawei P40 Pro e ~ 1,5x da pontuação do Snapdragon 865+. 

 

Historicamente, os Chipsets Kirin são conhecidos por competir facilmente com os chipsets da Qualcomm e da Apple. E é a marca registada da família Mate oferecer um SoC avançado que a Huawei apresenta nos Flagships da série P no próximo ano, portanto, Relativamente à potência, este SoC equipado com uma GPU Mali-G78 é tudo o que poderíamos desejar.

Chipset 1 HUAWEI Mate 40 Pro
Kirin 9000, o poderoso monstro do Huawei Mate 40 Pro. / © Huawei

Além disso, a empresa desenvolveu o sistema patenteado 5G Super-Uplink para aperfeiçoar a conectividade 5G e aumentar "drasticamente" a velocidade de download.

A Huawei também se concentrou no LinkTurbo, um recurso para otimizar 2,4 GHz e 5 GHz WiFi, bem como redes 4G e 5G inteligentes, novamente para melhorar a conectividade de rede para jogos, download e streaming.

Comparado com o Mate 40 pré-lançamento com uma pontuação AnTuTu de 693.605, a unidade final do Mate 40 Pro conseguiu uma pontuação monstruosa de 721.462. O aparelho conseguiu uma pontuação UX de 90.943, uma pontuação MEM de 131.084, uma pontuação de GPU de 304.672 e uma pontuação de CPU de 194.763 chegando à incrível marca de mais de 720K.

Maior do que qualquer dispositivo Android e iOS até agora
Superior a qualquer dispositivo Android e iOS até agora

 

Esta é a primeira vez que um smartphone com Android ultrapassou a marca de 700K, que é muito superior do que a pontuação de 520K do Chipset principal da Huawei Kirin 990 5G encontrado no P40 Pro +.

A pontuação que o Mate 40 Pro alcançou é superior, mesmo em comparação com a pontuação de setembro do iPad 4 Pro de de 716.762, e o ROG Phone 3, com pontuação média de 642.671.
A pontuação do Kirin 9000 também é maior do que a pontuação do Exynos 1080 com 693.600.

 

As melhores Câmaras do mercado

  • Câmara principal com sensor de 50 MP RYYB 1 / 1,28 pol. - f / 1.9
  • câmara periscópio telefoto 12MP com zoom 5X
  • 20 MP f / 1.8 - 18 mm ultra grande
  • Vídeo 4K a 60 fps
  • Selfie dupla - largo / ultra largo

A Huawei tem apresentado nos últimos anos alguns dos melhores telefones com câmara do mercado e o Mate 40 Pro já arrecadou o título de melhor smartphone de fotografia no Ranking do DXoMark.

Análise Huawei Mate 40 Pro: Anos á frente da concorrência 13

Análise Huawei Mate 40 Pro: Anos á frente da concorrência 14Análise Huawei Mate 40 Pro: Anos á frente da concorrência 15

 

O Huawei Mate 40 Pro apresenta um sensor principal de 50 megapixels e esse sensor - pela maioria dos padrões - é gigante. É um sensor de 1 / 1,28 polegada que usa a composição de pixel RYYB da Huawei e bins de pixel para imagens de pouco mais de 12 megapixels no modo automático. Ele é acompanhado por uma lente zoom periscópio que permite zoom 5x sem perder detalhes e uma câmara ultra grande angular de 20 megapixels. Os entusiastas do vídeo vão gostar de saber que temos vídeo 4K a 60 quadros por segundo.

Análise Huawei Mate 40 Pro: Anos á frente da concorrência 26

Temos ainda um sistema de câmara dupla na frente que pode alternar automaticamente entre amplo e ultra-wide ao detectar mais de uma pessoa na foto.

Se estão preocupados em como partilhar as fantásticas fotografias que vão tirar com o vosso Huawei Mate 40 Pro, fiquem a saber que aplicações importantes usadas ​​pela maior parte do mundo - como Instagram, Facebook e WhatsApp - funcionam em dispositivos Huawei, embora os utilizadores tenham que as instalar directamente das suas plataformas, já que não estão oficialmente disponíveis na app store da Huawei.
Análise Huawei Mate 40 Pro: Anos á frente da concorrência 27

 

Seja na sua fotografia ou poder de processamento, o Mate 40 Pro é sem dúvida um campeão. A Huawei apresentou sempre o melhor sistema de câmara de smartphone para fotos nos últimos três anos, e isso não mudou.

A lente principal de 50 megapixels pode ver praticamente no escuro, e consegue fotos bem iluminadas em salas totalmente escuras. A câmara grande angular tem um corte mais estreito do que em outros telefones, mas traz muito mais nitidez ao resultado final.

O vídeo é onde o Mate 40 Pro não se destaca dos rivais: diria que o Note 20 Ultra da Samsung supera o Mate 40 Pro na estabilização de vídeo.

 

Análise Huawei Mate 40 Pro: Anos á frente da concorrência 28

 

EMUI 11 e o Ecossistema Huawei

O Huawei Mate 40 Pro corre EMUI 11 sobre o Android 10. Já tive a oportunidade de mergulhar no software, e destaco a multitarefa melhorada na forma de um slide -over menu que permite ao utilizador lançar aplicações numa janela flutuante.

Análise Huawei Mate 40 Pro: Anos á frente da concorrência 29

Análise Huawei Mate 40 Pro: Anos á frente da concorrência 30

Há também um novo Display Always-On que, de forma inteligente, só liga quando olhamos para ele. Funciona como magia - sempre que inclino a cabeça na direção do ecrã do telefone, o AOD acende. A Huawei não explicou exatamente como está a fazer isto, mas está sem dúvida a recorrer aos sensores encontrados no recorte da câmara frontal. O meu melhor palpite é que está a usar o sistema de reconhecimento facial em 3D para detectar o movimento da cabeça.

Análise Huawei Mate 40 Pro: Anos á frente da concorrência 31

Conclusão

Acho que ninguém precisa ser convencido de que a Huawei fabrica alguns dos equipamentos com o hardware mais avançado tecnologicamente do mundo, como é evidenciado pelo Chipset Kirin 9000 e os sistemas de câmara de topo em vários dos seus telefones. O Mate 40 Pro brilha em todas essas áreas. O handicap para a marca chinesa é as pessoas perceberem que podem viver sem os serviços do Google.

Análise Huawei Mate 40 Pro: Anos á frente da concorrência 35

Existem opções para ter quase todas as vossas aplicações favoritas, como usar o serviço de clonagem de telefone da Huawei ou usando Petal Search para instalar APKs de aplicações diretamente, no meu caso consegui substituir todas as aplicações que dependem de serviços Google por alternativas satisfatórias.

O Huawei Mate 40 Pro é sem sombra de dúvida o telefone Android mais poderoso e avançado no mercado, se querem o melhor é este. Avaliem no entanto se as aplicações que são imprescindíveis para vocês são viáveis nesta EMUI 11 com Huawei Mobile Services.

 

88%
O melhor Android no mercado!

O Huawei Mate 40 Pro é sem sombra de dúvida o telefone Android mais poderoso e avançado no mercado, se querem o melhor é este. Avaliem no entanto se as aplicações que são imprescindíveis para vocês são viáveis nesta EMUI 11 com Huawei Mobile Services.

  • Design
  • Ecrã
  • Bateria
  • Performance
  • Câmaras
  • Software

Acho que ninguém precisa ser convencido de que a Huawei fabrica alguns dos equipamentos com o hardware mais avançado tecnologicamente do mundo, como é evidenciado pelo Chipset Kirin 9000 e os sistemas de câmara de topo em vários dos seus telefones. O Mate 40 Pro brilha em todas essas áreas. O handicap para a marca chinesa é as pessoas perceberem que podem viver sem os serviços do Google.

Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!