Android Geek
O maior site de Android em Português

Huawei anuncia Kirin 990. Mais rápido mais inteligente e com poder de sobra

A Keynote da Huawei começou com um surpreendente vídeo de Ramstein com a música radio que foi filmada no recinto da IFA na Messe Berlim.

O HiSilicon Kirin 980 da Huawei foi lançado nesta altura no ano de 2018 e equipou uma das melhores series de sempre da empresa chinesa, estamos a falar dos carismáticos e poderosos membros da família P30. Hoje na IFA 2019, Richard Yu apresentou ao seu estilo o novo chipset da Hisilicon que promete ser uma referência no mercado mobile em 2020 .

A Keynote da Huawei começou com um surpreendente vídeo de Ramstein com a música radio que foi filmada no recinto da IFA na Messe Berlim.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Eish.. Rammstein (em vídeo) a abrir a Keynote da HUAWEI na IFA 2019 <3

Uma publicação compartilhada por androidgeek.pt (@androidgeek.pt) em


Antes de entrarmos em detalhes técnicos exige-se o reconhecimento de que a Huawei fez o seu  melhor para produzir um Chipset ainda melhor e competir olhos nos olhos com o que de melhor a Qualcomm, e Apple têm no seu portfólio.

Anteriormente, foi sugerido que o próximo Chipset da Huawei seria chamado de Kirin 985 mas não, Kirin 990 é o nome da besta.

 

Kirin 990 é o nome da besta

A Huawei tornou-se recentemente o segundo maior cliente da TSMC e é, com o Krin 990,  a primeira empresa a adotar o fabrico de nós de processo ultravioleta extremo (EUV) de fundição pura.

Os processadores Kirin da Huawei sempre tiveram uma mãozinha da TSMC nos últimos anos. Os chipsets de 16nm, 10nm e 7nm tiveram os seus primeiros lançamentos através dos Chipsets Kirin, como o Kirin 960, o Kirin 970 e o Kirin 980, respectivamente.

Segundo a Huawei, o desenvolvimento do Kirin 980 custou mais de US $ 300 milhões. O processo de desenvolvimento foi iniciado em 2015. Em conjunto com a TSMC, juntos estudaram , aperfeiçoaram e implementaram as especificações do processo de 7nm. Todo o processo de pesquisa e desenvolvimento durou 36 meses.

A TSMC atualmente está a produzir em massa o Chipset de 7nm de primeira geração. Mas, introduz agora a litografia EUV de segunda geração do processo de 7nm (N7 Plus) .

Para além da tecnologia N7 Plus, o chipset Kirin 990 integra pela primeira vezna indústrIa o seu próprio modem 5G. Isto significa que o modem Balong 500 que permitia a ligação 5G do Mate 20 X, foi melhorado e incluído num Sistema de camadas no Kirin 990.

Todos os concorrentes, que suportam tecnologia 5G , necessitam de recorrer a um modem externo para isto. O Kirin 990 é o primeiro a ter o modem 5G integrado, o que permite ganhos em performance e eficiencia.

O Kirin 990 é 36% mais pequeno que os concorrentes, e apresenta 10 mil milhões de transistores, permite velocidades de conexão de 2.3GB NR Downlink e NRUplink de 1.25GB. O que é um marco na indústria.

Estamos a falar de 6x melhor performance e 8x mais eficiência energética.

Kirin 990 o coração dos futuros equipamentos Huawei

O que o coração é para um ser humano, um chipset é para um smartphone! O chipset ou popularmente conhecido como SoC é crucial para um smartphone. É basicamente o que controla o dispositivo e o ajuda a funcionar correctamente. Actualmente, existem três grandes fabricantes no mercado SoC de smartphones; Qualcomm, HiSilicon e Exynos. O Kirin 970 foi um dos principais game changers para a Huawei. De facto, devido à popularidade do Kirin 970, a empresa investiu fortemente no Kirin 980 com algumas melhorias.

E agora chega a vez do Kirin 990 revelar todo os eu poder e funcionalidades.Além do facto de vir equipado com o modem Balong 5000 5G para suportar 5G, o chipset é sem sombra de dúvida mais poderoso que o Kirin 980. No entanto, o que realmente importa é a margem pela qual o desempenho aumenta com o novo chipset. A partir de agora, espera-se que o Kirin 990 seja 10% melhor que o Kirin 980, bem como 10% a mais de eficiência energética. O que quer dizer que permite que a CPU seja maior com temperaturas de operação mais baixas. O resultado prático é um consumo de energia reduzido e uma melhor duração da bateria.

O Kirin 990 adota uma nova tecnologia composta pelo processador Cortex-A77 e GPU Mali-G77 da ARM, recorrendo a um processo de “bolacha” de 7 nm+EUV. A empresa garante que a maior densidade do transístor, em 20%, confere um ganho na eficiência de processamento. Pela primeira vez na família Kirin, o processador suporta gravação de vídeo 4K a 60 FPS.

Na prática, o chip vai permitir estender as capacidades da inteligência artificial da interface, baseado na arquitetura Da Vinci da fabricante.

O mais poderoso CPU de sempre

2 Big Core

Cortex A76 @2.86GHz

2 Middle Core

Cortez A76 @2.36GHz

4 Little Core

Cortex A55 @1.95GHz

Vamos no decorrer do dia de hoje trabalhar as toneladas de informação que recolhemos, para vos trazer tudo o que este chipset consegue fazer.

 

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais