Tal como a Huawei, Xiaomi pode não conseguir ameaçar a liderança da Samsung

É isso que a analista de mercado Counterpoint Research está a tentar descobrir. A conclusão sobre a Xiaomi é que o seu crescimento, foi, de certa forma, acidental.

A Xiaomi tornou-se aparentemente uma ameaça crescente ao domínio do mercado da Samsung, bem como da Apple, mas será que os OEM chineses irão comer a quota da Samsung até lhe conseguir roubar o papel de líder de mercado? Afinal, a Huawei tornou-se uma ameaça crescente num espaço de tempo relativamente curto antes da proibição comercial ter empurrado a marca para o quase esquecimento, mas poderá a Xiaomi ter sucesso onde a Huawei falhou e destronar a Samsung?

Tal como a Huawei, Xiaomi pode não conseguir ameaçar a liderança da Samsung 1

É isso que a analista de mercado Counterpoint Research está a tentar descobrir. A conclusão sobre a Xiaomi é que o seu crescimento, foi, de certa forma, acidental. A Xiaomi beneficiou dos problemas de produção da Samsung no Vietname. Isto, combinado com a saída da Huawei dos mercados ocidentais, permitiu ao OEM chinês ultrapassar a Apple no segundo trimestre e terminar em segundo lugar atrás da Samsung. Mas esta vitória pode não ser duradoira.

A Samsung não vai enfrentar problemas de produção para sempre, e a situação melhorou um pouco no terceiro trimestre à medida que o gigante da tecnologia distribuiu a produção. Coincidentemente, foi quando a Apple voltou a ocupar o segundo lugar em relação a Xiaomi.

Os rivais vêm e vão, mas a Samsung permanece na liderança.

O gráfico abaixo mostra os 3 principais OEMs de smartphones por trimestre desde 2012. É quase totalmente dominado pela Samsung (assinalada pela bolha azul com a letra “S”), e parece mostrar um padrão a formar-se ao longo dos anos.

Vai gostar de saber:  O primeiro smartphone dobrável da Samsung, o Galaxy Fold, foi atualizado para o Android 12

Tal como a Huawei, Xiaomi pode não conseguir ameaçar a liderança da Samsung 2

A Samsung liderou o mercado a maior parte do tempo desde 2012. A Apple ganhou a maior parte das medalhas de prata, mas, curiosamente, o terceiro lugar foi o mais disputado. A certa altura foi alcançado pela ZTE, depois Huawei e LG lutaram pela medalha de bronze durante algum tempo até que o antigo OEM ganhou. A Huawei roubou o lugar da Apple durante alguns trimestres, e agora a Xiaomi parece estar a ocupar o lugar da Huawei. Pelo menos, durante algum tempo.

Tal como a Huawei, Xiaomi pode não conseguir ameaçar a liderança da Samsung 3

Ao longo de tudo isto, a Samsung permaneceu como líder do mercado global de smartphones, e os analistas suspeitam que o gigante tecnológico coreano irá manter a sua liderança no futuro mais próximo. Como no passado, alguns OEMs ultrapassarão a Samsung ocasionalmente em alguns quadrantes, mas não será suficiente para ameaçar o seu domínio do mercado global de smartphones.

Tal como a Huawei, Xiaomi pode não conseguir ameaçar a liderança da Samsung 4

Leiam as últimas notícias do mundo da tecnologia no Google News , Facebook  e Twitter e também no nosso Grupo de Telegram
Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!