Série Redmi Note 11 lançada a nível internacional a partir de 159 euros

Xiaomi lançou hoje a família de smartphones Redmi Note 11 a nível mundial. A popular linha Redmi da Xiaomi vendeu mais de 100 milhões de aparelhos até à data, e a nova linha de gadgets continua a emocionante história de sucesso da empresa. “RedmiNote11 é um dispositivo fantástico que acrescenta à incrível história de sucesso da Xiaomi”.

Xiaomi lançou hoje a família de smartphones Redmi Note 11 a nível mundial. A popular linha Redmi da Xiaomi vendeu mais de 100 milhões de equipamentos até à data, e a nova linha de smartphones continua a emocionante história de sucesso da empresa.

Série Redmi Note 11 lançada a nível internacional a partir de 159 euros 1

Xiaomi lançou a sua série Redmi Note 11 de smartphones a nível internacional. O preço inicial é de 159 euros

A família Redmi Note 11 tem agora quatro membros, cada um com um sensor de câmara diferente e capacidades de carregamento rápido. A Xiaomi tem como objetivo competir no mercado com funcionalidades de topo de gama em dispositivos de gama média.

A Xiaomi tem uma longa história de estrear as suas tecnologias na China antes do mundo inteiro. A nova série Redmi Note 11, que foi lançada no quarto trimestre de 2021 na China, está entre as mais poderosas de acordo com a AnTuTu, o software de referência líder.

A Xiaomi introduziu inicialmente a sua mais recente tecnologia de carregamento rápido, bem como outros avanços no campo dos smartphones, num evento em Pequim, no sábado. A sessão de abertura começou com uma demonstração dos sistemas de carregamento rápido das últimas gerações de smartphones da Xiaomi, incluindo as que estão disponíveis em todas as gamas de preços de equipamentos Xiaomi. O fabricante vangloriou-se da emoção das suas estreias globais, que já tiveram filas de pessoas à espera para comprar o primeiro dos seus equipamentos, no primeiro dia.

Série Redmi Note 11 lançada a nível internacional a partir de 159 euros 2

Um dos desafios da Xiaomi para esta nova geração foi criar um smartphone de gama média que desafiasse o mercado com algumas funcionalidades de topo de gama. Os Redmi Note 11 5G e Note 11 Pro foram os primeiros smartphones anunciados, com câmaras de 108 MP, em branco, azul (escuro e claro), e cinza. O novo modelo tem uma nova forma de aderência graças às suas linhas retas, para evitar que ele escorregue das mãos dos utilizadores. Tem um sensor biométrico de impressões digitais na lateral. O smartphone também se destaca pelo seu módulo de fotografia na parte traseira em forma rectangular alinhado verticalmente, com os sensores de fotografia ao centro.

O fabricante afirma que a câmara do smartphone de alta resolução, tem a maior qualidade de imagem e melhor desempenho com baixa luminosidade. O sensor mais significativo tem uma resolução de 108 MP, enfatizando que esta é uma câmara apenas disponível em smartphones premium agora disponíveis num telefone de gama média. Também contém um sensor de modo nocturno 2.0, assim como uma lente macro de 2 MP e um módulo ultra grande angular. Também pode tirar fotografias no modo Retrato e com efeito bokeh para se destacar da concorrência. A versão 5G tem ainda um sensor de IA para ajudar na qualidade das imagens.

Os dois modelos têm ecrãs AMOLED, com capacidade de brilho de 1.200 nits no seu pico. Tem contraste de 4500000:1 e compatibilidade DCI-P3, assim como taxa de atualização de 120 Hz para imagens mais suaves. A fabricante destaca a fluidez de “scroll” quando se navega nas redes sociais ou mesmo nos jogos, com um touch sampling de 360 Hz. Tem um ecrã de 6,67 polegadas, certificações SGS Eye Care, Reading mode 3.0 e Sunlight display. Tem proteção de ecrã Corning Gorilla Glass 5.0.

Série Redmi Note 11 lançada a nível internacional a partir de 159 euros 3

O processador Snapdragon 695, capaz de suportar redes 5G é equipado no modelo Note 11 5G. A versão Pro inclui um chip da MediaTek Helio G96. Possui 8 GB de RAM LPDD4, 128 GB de armazenamento interno, e 1 TB de possibilidades de expansão de memória flash. O dispositivo oferece suporte para carregamento rápido de 65 W Turbo Charging e uma bateria de 5.000 mAh que promete energia durante todo o dia. Um sistema de arrefecimento líquido também está incluído no telefone. Na caixa os seus felizes compradores vão ter direito ao carregador rápido de 67 W, que a marca diz que lhes vai permitir carregar todos os equipamentos que possuírem. Os smartphones também têm refrigeração líquida. Os modelos também oferecem dois altifalantes, jack de 3.5mm para ligar os auriculares e UFS 2.2.

Redmi Note 11 Pro– 6 GB + 64 GB: 265 euros
– 6 GB + 128 GB: 291 euros
– 8 GB + 128 GB: 309 euros
Redmi Note 11 Pro 5G– 6 GB + 64 GB: 265 euros
– 6 GB + 128 GB: 291 euros
– 8 GB + 128 GB: 309 euros

 

Há mais dois modelos: Note 11S e Note 11

Tem câmara de 108 MP na versão S e ecrã com 90 Hz AMOLED nas duas versões. O design é o mesmo das versões Pro. Tem ecrã de 6,43 polegadas e sensor de impressões digitais na lateral. Ambos chegam ao mercado em cinzento, azul e branco pérola. O Note 11 tem azul claro na seleçã0 de cores. O objetivo é oferecer câmaras de grande qualidade para smartphones com preços acessíveis. A versão standard tem uma configuração de câmara Quad de 50 MP, com ultra grande angular e macro.

Série Redmi Note 11 lançada a nível internacional a partir de 159 euros 4

Os modelos Standard têm ecrã FHD+ AMOLED a 90 Hz com 1.000 nits de brilho. Tem proteção Corning Gorilla Glass nos dois equipamentos. O Note 11S tem um processador Helio G96 da MediaTek. O standard tem um Snapdragon 680 da Qualcomm de 6 nm, prometendo mais 20% de eficiência energética. Tem uma bateria de 5.000 mAh, a mesma bateria dos modelos Pro. Os modelos são também alimentandos por carregamento rápido de 33 W com o respetivo carregador na caixa. Os modelos apresentam uma tecnologia chamada Memory Extension, que permite gerir a memória e adicionar virtualmente memória RAM ao equipamento. Têm ainda dois altifalantes.

Redmi Note 11– 4 GB+ 64 GB: 159 euros
– 4 GB + 128 GB: 176 euros
– 6 GB +128 GB: 203 euros
Redmi Note 11S– 6 GB + 64 GB: 221 euros
– 6 GB + 128 GB: 247 euros
– 8 GB + 128 GB: 265 euros

O software MIUI da Xiaomi, que é baseado no Android fornece uma experiência quase stock

 

A Xiaomi diz que já tem 500 milhões de utilizadores do seu sistema operativo MIUI, apresentando agora a 13º geração. A empresa promete uma experiência central, focada na otimização de quatro pontos. O primeiro é o armazenamento líquido, que tem o objetivo de desfragmentar de forma mais eficiência a memória interna do equipamento. Esta tecnologia gere, de forma ativa, tudo o que faz no smartphone. Em comparação, passados 36 meses de utilização mantém uma eficiência de 95%.

O novo sistema operativo introduz ainda uma barra vertical, à esquerda do ecrã, que ajuda a navegar mais facilmente pelas funcionalidades do smartphone. A Xiaomi anunciou que a nova MIUI 13 já vem instalada na nova linha de smartphones Note 11.

Leiam as últimas notícias do mundo da tecnologia no Google News , Facebook  e Twitter e também no nosso Grupo de Telegram
Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!