Android Geek
O maior site de Android em Português

Huawei P30 Pro não é fácil de reparar de acordo com o iFixit

Como acontece com cada vez mais frequência,  o novo FlagShip da Huawei é um sanduíche de metal e vidro: elegante e compatível com carregamento sem fio, mas não é fácil de abrir e é fácil de partir ao tentar fazê-lo.

Como acontece com cada vez mais frequência,  o novo FlagShip da Huawei é um sanduíche de metal e vidro: elegante e compatível com carregamento sem fio, mas não é fácil de abrir e é fácil de partir ao tentar fazê-lo.

O Huawei P30 Pro, o mais recente smartphone topo de gama da fabricante chinesa, foi recentemente submetido à desmontagem já clássica da equipa iFixit. Esta prova demonstrou que o Huawei P30 Pro pode ser bastante difícil (e provavelmente dispendioso) de reparar.

Huawei P30 Pro não é fácil de reparar de acordo com o iFixit 1

Como acontece com cada vez mais frequência,  o novo FlagShip da Huawei é um sanduíche de metal e vidro: elegante e compatível com carregamento sem fio, mas não é fácil de abrir e é fácil de partir ao tentar fazê-lo. Entre o corpo de metal e a tampa traseira de vidro há uma fresta extremamente pequena, tem que ser devido à certificação IP68.

Depois da tampa traseira ser removida, o utilizador encontrará a bobina para carregamento sem fio e carregamento reverso, um recurso que está a começar ser habitual em dispositivos premium. Temos depois o fascinante e inovador módulo fotográfico com o seu sistema de periscópio que desperta uma curiosidade particular.

A desmontagem da iFixit analisa outra peculiaridade do P30 Pro: a Huawei, como o sabemos não usou uma coluna de ouvido clássica, mas uma “tecnologia de ecra acústico”.

Como o iFixit explica, a coluna funciona como uma coluna normal, mas ao invés de vibrar uma membrana para produzir ondas sonoras, faz o ecrã vibrar: o ecrã é a coluna. Para tornar isso possível, uma parte do sistema é colada diretamente na parte traseira do ecrã na parte superior. Portanto, surgem dúvidas legítimas sobre o funcionamento em caso de danos ao próprio ecrã.

Sob o ecrã do Huawei P30 Pro há também o sensor óptico de impressão digital, este é o mesmo Goodix GM185 do OnePlus 6T, Xiaomi Mi 9 e Vivo NEX S. A bateria de 16.04Wh (4.200 mAh para 3.82 V, é a mesma do Mate 20 Pro).

Em suma, o Huawei P30 Pro acaba por ser um smartphone repleto de soluções inovadoras e interessantes, mas ao mesmo tempo complexo e decididamente complicado de reparar. A pontuação atribuída pelo iFixit em termos de reparabilidade é de 4/10. Para mais detalhes, dêem uma vista de olhos na. Desmontagem completo neste link.

 

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais