Android Geek
O maior site de Android em Português

A Huawei vai conseguir chipsets 5G de última geração?

A 15 de maio, o Departamento de Comércio dos EUA anunciou uma alteração numa regra de exportação que permite bloquear o envio de Chipsets para a Huawei. Qualquer fundição que fabrique os seus Chipsets com recurso a equipamentos baseados nos EUA agora precisa de uma licença dos EUA para vender componentes à fabricante chinesa.

A Huawei está tem mais desafios pela frente. A 15 de maio, o Departamento de Comércio dos EUA anunciou uma alteração numa regra de exportação que permite bloquear o envio de Chipsets para a Huawei. Qualquer fundição que fabrique os seus Chipsets com recurso a equipamentos baseados nos EUA agora precisa de uma licença dos EUA para vender componentes à fabricante chinesa. Os Chipsets em produção quando o anúncio foi feito ainda podem ser enviados para a empresa, desde que sejam entregues dentro de um período de cortesia de 120 dias.

Como terá a Huawei acesso a Chipsets FlagShip no próximo ano?

Embora o período de carência possa permitir à Huawei adquirir suficientes chipsets Kirin 1020 de 5nm da TSMC para a linha Mate 40 prevista para este outono, a Huawei tem que decidir o que azer para o próximo ano e além. A empresa, através da sua unidade HiSilicon, possui chipsets avançados fabricados pela TSMC, que é a maior fundição por contrato do mundo. A Huawei é o segundo maior cliente da TSMC depois da Apple e a fundição está agora a produzir em massa os seus Chipsets de 5nm este ano. Nesse nó do processo, 171,3 milhões de transistores encaixam dentro de um mm quadrado em comparação com os 96 milhões que se encaixam no mesmo espaço com o modo 7nm.

Para termos noção da evolução dos 5nn, o A14 de 5nm da Apple terá 15 mil milhões de transistores, em comparação com os 8,5 mil milhões dos Chipsets A13 biônicos de 7nm atualmente utilizados. Quanto maior o número de transistores dentro de um Chipset, mais poderoso e energeticamente eficiente. Os modelos 2020 do iPhone 5G podem ser os primeiros smartphones equipados com um Chipset de 5nm e a linha Mate 40 poderia seguir-lhes as pisadas como os primeiros Android com Chipsets neste nó de produção.

Uma coisa que sabemos sobre a Huawei é que a empresa é resiliente. Na verdade, cresceu em equipamentos vendidos 17% no ano passado, mesmo depois de ser banida da cadeia de fornecedores dos EUA. Os 240 milhões de aparelhos vendidos no ano passado foram 35 milhões a mais que o número entregue em 2018, o que permitiu superar a Apple no segundo lugar. Mas uma vez que a Huawei não é mais capaz de aceder a produção do TSMC, para onde se pode virar?
Acontece que, mesmo antes do anúncio de 15 de maio, a Huawei estava já a desviar alguns dos seus pedidos de Chipsets para a SMIC. Mas a maior fundição da China só consegue produzir Chipsets de 14nm Neste momento. Eles compõem aproximadamente 43 milhões de Chipsets num mm quadrado e são usados ​​para telefones de faixa baixa a média. A 12 de maio, a Huawei anunciou o Kirin 710A de 14nm construído pela SMIC.
Mas o nó de processo de 14nm não ajudará a Huawei a produzir o tipo de smartphones topo de gama que permitem competir com aparelhos criados pela Samsung e Apple.

A Huawei tem opções

O SMIC tem trabalhado em P&D que permitiria criar Chipsets com recurso aos nós de processo de 7nm e 8nm. A Huawei pode sobreviver com Chipsets de 7nm como o Kirin 990 SoC, que alimenta a série Mate 30 e a linha P40
A SMIC importou recentemente o equipamento necessário, mas não é a tecnologia EUV mais avançada. A última usa raios ultravioleta para gravar linhas mais finas nos chips, permitindo que mais transistores sejam incluídos dentro de um Chipset. Como um funcionário da SMIC disse: "Para concluir, podemos precisar de três ou quatro etapas. A falta de máquinas litográficas FlagShip é o problema mais crítico".

Outra opção para a Huawei é usar chipsets MediaTek. O designer de Chipsets também tem os seus Chipsets produzidos pela TSMC, mas não há nada neste momento que impeça a MediaTek de enviar os seus próprios Chipsets de marca para a Huawei, mesmo que sejam fabricados pela TSMC. E como os Chipsets da MediaTek já alimentam alguns dos dispositivos gama média da Huawei, as duas empresas estão familiarizadas.

 

Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!