Android Geek
O maior site de Android em Português

Galaxy S8, cinco coisas de que não gostámos

Foi ontem que assistimos à apresentação oficial do Samsung Galaxy S8 e tivemos a nossa chance de ter um contacto real com um dos mais esperados smartphones de 2017, e apesar de não termos tido ainda oportunidade de aprofundar a nossa opinião sobre o Galaxy S8, já temos pelo menos 5 coisas que não nos agradaram neste equipamento.

Não se esqueçam que podem confirmar aqui a apresentação oficial do novo topo de gama da Samsung e as respectivas primeiras impressões.

Galaxy S8, cinco coisas de que não gostámos 1
Image Credit: Chris Velazco/Engadget

A mesma câmara que o Galaxy S7

A câmara do Galaxy S7 é fantástica inclusivo na altura fizemos uma comparação com um concorrente de peso, e  gostamos bastante do resultado, logo quando ficamos a saber que o sensor seria o mesmo não ficamos totalmente desapontados. No entanto, considerando que a Google foi capaz de fazer com o Pixel , sabemos que há espaço para a Samsung melhorar. Apesar de o Galaxy S8 oferecer melhorias notáveis, a Samsung disse que apenas melhorou os seus algoritmos de software para produzir imagens de alta qualidade.

Apenas 4GB de RAM ?

A maioria dos melhores equipamento de hoje vêm com 4GB de RAM, logo o Galaxy S8 não está atrasado face à concorrência, e se formos justos, o sistema  Android já é bastante bom em limitar processos em segundo plano, algo que a Google pretende melhorar ainda mais com o Android O. Mas  infelizmente já vimos smartphones com 6GB de RAM, fora os rumores de uma versão com mais potência do S8, estávamos à espera de ver esse mesmo feito.

E como cada vez mais usamos os nossos smartphones para tarefas que faríamos num computador, como o caso de edição de fotos e vídeos, streaming, jogos, e-mail e muito mais, fora que a Samsung com o Samsung Dex Station quer levar a utilização do nosso smartphone ao patamar de um computar. Logo um acréscimo no departamento da RAM certamente não faria mal e separaria ainda mais o dispositivo de seus rivais mais próximos, como o LG G6 e o Google Pixel,

 

Posicionamento do sensor de impressão digital, really Samsung?

Galaxy S8, cinco coisas de que não gostámos 2

As opiniões são muitas mas a maioria está descontente com esta decisão da Samsung em colocar o sensor de impressão digital ao lado da câmera . Na visão da Samsung de forma a optimizar espaço e manter as linhas que definem o S8, até pode fazer algum sentido. Mas para as pessoas que vão ter suas mãos cheias de gordura a segurar um S8 todo o dia, é óbvio que poderá trazer alguns contratempos, já para nem falar na curva de aprendizagem, já que muita gente defendia o posição na parte frontal do Galaxy S7.

Inclusive muitos equipamentos irão começar a ter a lente cheia de manchas e ninguém gosta de fotografias,com dedadas, enquanto não se habituarem à nova posição do sensor, sem mencionar que é um lugar difícil de alcançar, especialmente quando o ecrã estiver virado para cima.

Mas como tudo,  primeiro estranha-se depois entranha-se, é muito possível que os utilizadores se acostumem com a colocação e eventualmente aprendam a gostar. Mas durante o  breve tempo  que tivemos o equipamento na mão , não parece ser o lugar mais inteligente para colocar um sensor de impressão digital .

 

Tamanho da bateria

Apesar do Galaxy S7 ter tido uma espantosa melhoria na sua autonomia, com a chegada do S8 e com o seu considerável tamanho, estávamos à espera de uma bateria à sua altura . Com apenas 3.000mAh , é menor do que o LG G6, Nexus 6P, OnePlus 3T e Pixel XL.

Considerando o que aconteceu com o Galaxy Note 7 no ano passado , faz sentido para a Samsung pretenda uma abordagem mais conservadora com o S8. Com o Snapdragon 835 a bordo, 3.000mAh deve ser mais que suficiente.

 

E claro o preço

Se pretenderem adquirir o mais recente flagship da Samsung vão ter que esperar até dia 28 de abril, que é quando o mesmo irá ficar disponível na Europa.

No entanto o período de Pré-venda do Galaxy S8 começou ontem após as 19h00 e todos os consumidores que fizerem o seu pedido até dia 19 de abril irão beneficiar de entrega do mesmo até oito dias antes de estarem disponíveis nas lojas.

Já a preços podem esperar gastar cerca de 695 euros para o Galaxy S8 e cerca de 787 euros para a sua versão Plus, o que não é propriamente barato.

É provável que muitas operadoras oferecem uma mensalidade competitiva, mas o custo para obtê-lo desbloqueado já deve dar um certo nó na garganta.

Partilhar é importante, mostra este artigo aos teus amigos!

Obrigado, ficamos a dever-te uma 😉

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais

Partilhar é importante, mostra este artigo aos teus amigos!

Obrigado, ficamos a dever-te uma ;)
close-link