Apple iPhone 13 vai ter mais displays da chinesa BOE do que da Samsung

‎Esta oferta da BOE limitou-se a iPhones reparados e recondicionados, mas a Apple agora parece interessada em expandir para novos iPhones também, embora apenas os modelos mais acessíveis o receberão por enquanto.‎

‎A Apple‎‎ adicionou a fabricante chinesa de componentes eletrónicos BOE Technology à sua lista de fornecedores para os displays do seu último iPhone, fornecendo um grande impulso às ambições tecnológicas de Pequim e adicionando pressão sobre a ‎‎Samsung‎‎, a atual fornecedora de ecrãs para a Apple.‎

‎A fabricante de ecrãs com sede em Pequim já fornece um pequeno número de painéis OLED para o modelo ‎‎iPhone 13‎‎ standard de 6,1 polegadas desde setembro, mas agora espera-se que aumente os envios em breve, se o processo final de verificação da durabilidade dos ecrãs for superado, informa a ‎‎Nikkei Asia.‎

Sim, é um iPhone 13 rosa à esquerda - iPhone 13 vs iPhone 12

‎Esta oferta da BOE limitou-se a iPhones reparados e recondicionados, mas a Apple agora parece interessada em expandir para novos iPhones também, embora apenas os modelos mais acessíveis o receberão por enquanto.‎

‎”Está em processo de testes finais, mas com base nos resultados de amostras anteriores, a BOE não deverá ter problemas em passar nos testes”, disse uma fonte executiva com conhecimento direto do assunto ao Nikkei Asia. “A base da colaboração entre a Apple e a BOE é baseada no seu projeto anterior iPhone 12, e tanto a Apple quanto a BOE querem que isso aconteça em breve.”‎

‎Inicialmente, a BOE dividiu os pedidos com a Samsung para o ecrã de 6,1 polegadas do iPhone 13, o que compõe cerca de 20% das unidades. No entanto, a empresa pretende elevar esse número para 40% no cenário mais otimista.‎

Apple iPhone 13 vai ter mais displays da chinesa BOE do que da Samsung 1

‎Os ecrãs OLED da BOE para o iPhone 13 estão ser fabricados no complexo Mian Yang, na província de Sichuan, onde a empresa já está a produzir o mesmo ecrã para a Huawei, Honor, Xiaomi e Vivo.‎

‎Esta situação da BOE irá aumentar a pressão na LG Display e na Samsung Display, especialmente este último, que tem dominado o fornecimento de ecrãs OLEDs para iPhones desde 2017. Um terceiro fabricante para a Apple irá conceder à empresa maior poder de negociação sobre os seus fornecedores sul-coreanos.‎

‎A BOE já faz displays LCD para o Apple iPad, mas tem vindo a tentar há anos entrar na cadeia de fornecedores do iPhone com sucesso limitado. Mas agora parece que isso está a começar a mudar.‎

Leiam as últimas notícias do mundo da tecnologia no Google News , Facebook  e Twitter e também no nosso Grupo de Telegram
Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!