Android Geek
O maior site de Android em Português

2019 foi um ano incrível para smartphones

Se como eu são entusiastas de tecnologia,  já repararam que – o mercado está a ficar um pouco cansado. Por exemplo, quando a série iPhone 11 chegou em 2019, alguns apelidaram os equipamentos de “aborrecidos”, enquanto outros responderam que “são incríveis!

A cada ano, vemos novos Flagships e a cada ano os usamos, julgamos, analisamos e, às vezes, desfrutamos. Se como eu são entusiastas de tecnologia,  já repararam que - o mercado está a ficar um pouco cansado. Por exemplo, quando a série iPhone 11 chegou em 2019, alguns apelidaram os equipamentos de "aborrecidos", enquanto outros responderam que "são incríveis!".

Ambos os lados têm razão - se fazem parte do grupo de quem segue os smartphones há muitos anos, Podem estar a sentir alguma nostalgia dos tempos em que a tecnologia estava em constante crescimento e tínhamos grandes avanços a cada ano. Mas os que argumentam do outro lado da barricada também têm razão - os smartphones hoje em dia são tudo menos aborrecidos. São dispositivos super poderosos com ecrãs lindos, conectividade rápida à Internet, câmaras incríveis, carteiras digitais e segurança biométrica impressionante que se encaixam perfeitamente nos bolsos.

Vamos tentar ver as coisas do lado positivo! Se olharmos para trás, 2019 foi um ano incrível para os smartphones.

Aqui estão 5 coisas importantes que aconteceram:

Vimos e tocamos em telefones dobráveis ​​reais

É verdade que o lançamento foi um pouco ... atribulado  mas os telefones dobráveis ​​agora são um facto! Vimos o Samsung Galaxy Fold, o Motorola Razr (2019) (ironicamente, que será lançado no início de janeiro de 2020) e até o desconhecido Royole Flexpai.E sim, são caros - tão caros que comprar um provavelmente não é uma boa ideia. Mas o mesmo acontece com carros eléctricos.

Sim, ainda não podemos ter certeza de que os telefones dobráveis ​​são o futuro. Mas eles definitivamente serão pelo menos um caminho para futuros Smartphones.

O hadware é incrivelmente poderoso

 

 

 

 

 

 

Os Chipsets de smartphones da Apple surpreenderam nas últimas gerações. Mas a Qualcomm também evoluiu nos últimos anos. O Snapdragon 855 é incrivelmente rápido e os flagships Android são suaves, rápidos e um prazer de usar.

Também não devemos esquecer que vemos mais e mais ecrãs de alta taxa de atualização. A OnePlus liderou a corrida com uma taxa de atualização de 90 Hz no seu OnePlus 7 Pro e, em seguida, a Asus entrou a matar com 120 Hz no ROG II E sim, vimos 120 Hz no Razer Phone antes ... mas era LCD, O OnePlus e a Asus fizeram isso com painéis AMOLED, o que é incrível.

As câmaras móveis estão melhores do que nunca

Sim, as câmaras dos smartphones foram excelentes argumentos de venda nos últimos três anos. Mas este ano, não tivemos apenas pequenos ajustes e melhorias, mas também o módulo de câmara tripla como recurso principal.

Portanto, temos zoom ópticos de perder a cabeça, lentes de grande angular e fotografias impressionantes de forma geral. No ano passado o Pixel 3 era o rei em termos de imagens, este ano todos os fabricantes apostaram tudo ao ponto de ser difícil escolher um favorito de forma consistente.

E as melhorias nos modos noturnos têm sido monumentais, especialmente para os iPhones da Apple, que não apresentaram esse recurso nos últimos dois anos.

Bateria de longa duração agora é um padrão do setor

Durante anos, os utilizadores implorar aram "Dêm-nos baterias grandes!". Algumas empresas ouviram, outras preferiram continuara a apresentar dispositivos super finos e super leves.

Em 2019, a tecnologia está tão evoluída que conseguimos ter um pouco dos dois - os telefones não precisam ser enormes, mas as capacidades da bateria cresceram visivelmente. Até a Apple, que é notória por usar baterias menores, agora possui uma célula de 4.000 mAh no iPhone 11 Pro Max.

E sim, alguns fabricantes ainda falham nas otimizações de software para manter essas baterias enormes a durar o que podem. Mas estamos a chegar lá!

O fim das guerras de preços?

2017 e 2018 foram preocupantes. Os preços dos smartphones estavam em constante crescimento e sem fim à vista. O aumento de preço foi a resposta dos fabricantes para os utilizadores que optaram por renovar os seus equipamentos com menos frequência (entre outras coisas). Sim, ninguém estava feliz e a insatisfação do cliente estava a começar a causar danos.

Sim, os fabricantes acenderamoo cachimbo da paz um com um "FlagShip mais barato" - a Apple tinha o iPhone XR, que ainda parecia um pouco caro demais por US $ 750, a Samsung teve o Galaxy S10e pelo mesmo preço, mas só era bom negócio para quem gosta de smartphones compactos.

Em 2019, a Apple não apenas voltou ao preço inicial de US $ 699, como também incluiu uma câmara secundária com as modernas lentes de grande angular. Os modelos do iPhone 11 Pro são de nível superior, sim, mas são tratados como uma ramificação premium destinada apenas a super fãs ou profissionais. O ponto é que a mensagem geral é que "o iPhone 11 por US $ 699 é o iPhone a comprar".

E vendeu muito bem. Os fabricantes concorrentes certamente serão pressionados a responder com uma alternativa mais em conta que mantenha as principais caraterísticas  do FlagShip mais dispendiosos.

Isso deve manter controlada a inflação de preços que vêm ocorrendo nos últimos 2 anos

 

Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais