Android Geek
O maior site de Android em Português

Quem é a Realme e o que tem a ver com a Oppo?

Da mesma forma que Huawei tem a Honor e Xiaomi tem agora a POCO, a Oppo, outra empresa chinesa que arrasa no seu mercado nativo e chegou à Europa há algum tempo tem a Realme. O objetivo das marcas com este tipo de estratégias comerciais é poder lançar produtos muito similares focados em públicos radicalmente diferentes.

Da mesma forma que Huawei tem a Honor e Xiaomi tem agora a POCO, a Oppo, outra empresa chinesa que arrasa no seu mercado nativo e chegou à Europa há algum tempo tem a Realme. O objetivo das marcas com este tipo de estratégias comerciais é poder lançar produtos muito similares focados em públicos radicalmente diferentes.

Quem é a Realme e o que tem a ver com a Oppo? 1

Se olharmos para o primeiro a fazer isto, a Huawei, vamos descobrir que, enquanto a empresa-mãe tem um estilo muito mais sóbrio e sério, a Honor é o oposto. A sua estratégia de comunicação é focada num público mais jovem e dinâmico. Prova disso a forma como comunicam nas redes sociais.

A Realme é algo parecido, com a diferença de que não procura o público jovem, mas procura estabelecer-se como uma referência na Índia. Este país, como sabemos, é um dos países emergentes que mais crescem. É um dos países mais populosos do mundo, metade dos seus cidadãos tem menos de 25 anos e é altamente qualificado, o que torna a Índia um mercado muito apetecível onde, por enquanto, Xiaomi, Samsung, Vivo e Oppo partilham os quatro primeiros lugares.

A marca foi oficialmente criada a 4 de maio de 2018, o Dia Nacional da Juventude da China pelo seu fundador, Sky Li.

A ideia principal por trás da Realme é o compromisso com o comércio electrónico. Por enquanto, só tem um terminal, o Realme 1, que só pode ser comprado através da Amazon India. Amazon.in é o site mais visitado em sistemas móveis e desktop, é a aplicação de compras online mais instalada e conquistou mais utilizadores no seu primeiro ano de lançamento na Índia do que em todos os países da história da Amazon, porque a Amazon Prime India inclui mais de 40 milhões de produtos locais oferecidos por terceiros. Se a Amazon é grande , na Europa e Estados Unidos, na Índia é ainda mais.

O Realme 1 é um terminal que se adapta às circunstâncias e contexto da Índia, tanto nas especificações quanto no preço. É um dispositivo de seis polegadas que tem 6 GB de RAM, 32/64/128 GB de armazenamento interno e processador MediaTek Helio P60 a 2 GHz. Tem Android 8.1 Oreo com a camada de personalização ColorOS 5.0 e uma bateria de 3.410 mAh , além de uma câmara traseira de 13 megapixels e uma câmara frontal de 8 megapixels. O Realme 1 é um terminal que pode ser considerado de alcance médio-alto (pelo processador), e preço, aos nossos olhos, é muito barato: 13,990 rúpias ou 135,96 euros (a versão mais cara).

No entanto, devemos ter em mente que o salario média na Índia é Rs 35.300 por mês, que chegam a ser 440,41 euros. Comprar um Realme 1 significa gastar mais do que 30% do salário médio num smartphone. Para se ter uma ideia, o preço do Note 9 é de 67.900 rúpias indianas, que é cerca de 838 euros. Comprar um terminal como esse significa investir o salário de dois meses, presumindo que o utilizador não come, não paga renda, serviços, etc.

Desta forma, o Realme é uma marca focada em vendas online que procura oferecer um smartphone com boas especificações a preços moderados para um país em desenvolvimento. Isso é exatamente o que outras empresas como a Xiaomi ou a Samsung estão a fazer, que ocupam as duas primeiras posições em equipamentos expedidos até agora em 2018. A Oppo, como tal, está na quarta posição com 2,5% de market share, embora cresça a cada ano. Em 2017, sua participação no mercado era de 2,2%.

 

Fonte

Gostaram? Podia ter sido melhor?
Partilhem com os vossos amigos e ajudem este projecto em Português.

Obrigado pela visita!

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais

Gostaram? Podia ter sido melhor?
Partilhem com os vossos amigos e ajudem este projecto em Português.

Obrigado pela visita!
close-link