LG G7 ThinQ depois de desiludir em RAM revela uma bateria ridícula para um Flagship

Os nossos amigos na LetsGoDigital descobriram uma recente certificação da Anatel que revela mais uma desilusão com o LG G7 ThinQ. O LG G7 ThinQ com número de modelo LM-G710EMW foi analisado a 27 de março de 2018 e revelou uma bateria de apenas 2980 mAh.

LG G7 ThinQ depois de desiludir em RAM revela uma bateria ridícula para um Flagship 1

Os documentos da autoridade de inspecção brasileira revelam mais detalhes sobre a capacidade da bateria do LG G7 ThinQ. O smartphone premium contará com uma bateria de 2,890 mAh. Ele contém uma bateria não removível com código de modelo BL-T39 Esta bateria também recebeu um certificado da Anatel, em 17 de abril de 2018.

Bateria G7 ThinQ

O G7 ThinQ será o primeiro smartphone da LG com um entalhe. O dispositivo terá um ecrã de 6,1 polegadas muito brilhante com uma proporção de 19,5: 9. O telefone será alimentado pelo processador Snapdragon 845 com 4 GB de RAM. Além disso, o smartphone premium possui uma câmara dupla,  de 16 megapixels com flash LED. Além disso, o LG G7 ThinQ tem um botão dedicado do Google Assistant e vem com uma entrada de áudio de 3,5 mm.

LG G7 ThinQ depois de desiludir em RAM revela uma bateria ridícula para um Flagship 2

A LG apresentará sua próxima geração da série G em 2 de maio de 2018, em Manhattan, Nova York. É provável que o smartphone chegue nas cores Aurora Black, Platinum Grey, Marroquino Blue, Marroquino Blue (Matte) e Raspberry Rose.

Benchmarks LG G7 ThinQ

LG G7 ThinQ já foi certificado na Coreia sob o nome de código LGE GM-710, esse número  apareceu no banco de dados Geekbench, fazendo algumas revelações que confirmam rumores das especificações.

Em primeiro lugar, o telefone será efectivamente equipado com o mais recente e melhor chipset Snapdragon 845 da Qualcomm , o que significa velocidades de clock de até 2,8 GHz, até 1,2 Gbps LTE Cat. Exclentes velocidades de download e gravação de vídeo 4K a 60fps são suportados.
O sistema registou pontuações bastante altas de um e vários núcleos que estão de acordo com os resultados do Galaxy S9 , já que ambos possuem o mesmo poder de computação.
O mais novo processador A11 da Apple regista resultados muito mais altos, especialmente em testes single-core, mas aparentemente em velocidades de clock médias mais altas, o Snapdragon 845 no G7 será mais poderoso.

 

Relacionado:  Primeiro carro elétrico com tecnologia Huawei à venda a partir de hoje

O LG G7 ThinQ deverá chegar com um ecrã FullView, com um Entalhe (Notch) e ainda um botão lateral dedicado a um assistente virtual. Existe a possibilidade ainda de o botão dedicado, ser apenas uma funcionalidade IA da sua câmara, em vez dedicado a um assistente digital como o Bixby da sua vizinha Samsung.

Em termos de especificações tudo indica que o LG G7 ThinQ, venha com uma combinação de hardware de topo, tal como os seus principais rivais. Mas poderá vir a ser destronado em breve pelos futuros, Galaxy Note 9, e o próximo equipamento da linha Pixel da Google.

A parte menos agradável nas especificações reveladas, é a quantidade de RAM. Ele está listado como “apenas” 4GB, enquanto que rumores anteriores apontavam para 6GB , e há até rumores de 8GB RAM. Se a história nos ensinou alguma coisa, é que a LG poderá lançar uma versão do G7 com mais memória RAM e armazenamento.

Ok LG, o topo de gama que esperávamos não era este, 4GB de RAM e 2980mAh de bateria não são simplesmente apetecíveis em 2018. Temos pena.

Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!
Fonte LetsGoDigital