Já sabemos os chipsets que vão alimentar os equipamentos Samsung em 2022

Num artigo publicado pela Elec, afirma-se que a Samsung pretende lançar um total de 64 smartphones e tablets.

O ano de 2021 está prestes a chegar ao fim e a Samsung prepara-se para lançar novos smartphones e tablets no ano de 2022. Temos conseguido obter cada vez mais informações sobre estes próximos dispositivos ao longo das últimas semanas. Agora de acordo com um relatório recente, os chipsets que serão usados para alimentarem estes próximos produtos também foram revelados.

Já sabemos os chipsets que vão alimentar os equipamentos Samsung em 2022 1

Num artigo publicado pela Elec, afirma-se que a Samsung pretende lançar um total de 64 smartphones e tablets. Os chips Qualcomm serão utilizados em 31 modelos, enquanto que os novos SoC Exynos co-desenvolvidos pela Samsung e AMD serão utilizados em 20 modelos, os chipsets MediaTek serão utilizados em 14 modelos, e os chipsets UNISOC serão utilizados em três modelos.

Chipsets usados em smartphones e Tablets Samsung em 2022

  • Total – 64 Modelos
  • Qualcomm – 31
  • Exynos – 20
  • MediaTek – 14
  • UNISOC – 3

Em termos de dispositivos específicos, a série Galaxy S22 será alimentada por chipsets Exynos (Coreia do Sul, Europa) e Qualcomm (Estados Unidos). Ainda de acordo com os relatórios, em vez de processadores Exynos, os processadores Qualcomm serão usados na Índia e no continente africano.

Além disso, espera-se que o Galaxy S22 FE seja inteiramente equipado por silício Exynos e que entre em produção em massa no terceiro trimestre de 2022. O Galaxy S21 FE, por outro lado, será alimentado por uma combinação de chipsets Qualcomm e Exynos.

Já sabemos os chipsets que vão alimentar os equipamentos Samsung em 2022 2

O Galaxy Z Fold4 e o Galaxy Flip4 só estarão disponíveis com um chipset Qualcomm, enquanto o Galaxy Tab S8, Galaxy Tab S8+, e Galaxy Tab S8 Ultra só estarão disponíveis com um chipsets Exynos, de acordo com a Samsung.

Curiosamente, o Galaxy A53 será o primeiro dispositivo da Samsung a utilizar chips Exynos em vez da Qualcomm. Na mesma linha, o Galaxy A33 fará a mudança de MediaTek para Exynos. Afinal de contas, o Galaxy A73 será alimentado por um chipset Qualcomm, mais concretamente o Snapdragon 778G.

Dito isto, uma vez que a escassez global de semicondutores ainda está em vigor, as informações acima mencionadas estão sujeitas a alterações.

Leiam as últimas notícias do mundo da tecnologia no Google News , Facebook  e Twitter e também no nosso Grupo de Telegram
Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!