Android Geek
O maior site de Android em Português

A inteligência artificial do Huawei Mate 20 Pro passaria o teste de Turing?

As máquinas podem pensar? Pergunta difícil, uma grande questão da humanidade que foi aprofundada por Alan Turing que iniciou a revolução da era digital que conhecemos actualmente.  Alan Turing.

As máquinas podem pensar? Pergunta difícil, uma grande questão da humanidade que foi aprofundada por Alan Turing que iniciou a revolução da era digital que conhecemos actualmente. 

Alan Turing. Quem foi?

Alan Mathison Turing foi um matemático, lógico, criptoanalista e cientista da computação britânico. Foi influente no desenvolvimento da ciência da computação e na formalização do conceito de algoritmo e computação com a máquina de Turing, desempenhando um papel importante na criação do computador moderno

huawei ia mate 20 pro

inteligência artificial faz parte do nosso dia-a-dia, ainda mais porque os smartphones propuseram usá-la para um (ainda) número limitado de tarefas diárias, como tirar a melhor foto, otimizar a eficiência energética ou ajudar a executar tarefas de uma forma simples, apenas ao falar com um assistente virtual.

Os telefones querem "pensar" como seres humanos para antecipar as nossas necessidades, entender o espaço em aplicações de realidade aumentada ou virtual, reconhecer objetos e ajudar a resolver problemas antes mesmo de os termos, a AI está em franco desenvolvimento e bem encaminhada para nos entender a nós e aos nossos cérebros.

Ainda assim, é difícil responder se uma máquina pode pensar, embora aparentemente, consiga adoptar um comportamento inteligente semelhante ao humano.

Teste de Turing. O que é?

Teste de Turing testa a capacidade de uma máquina exibir comportamento inteligente equivalente a um ser humano, ou indistinguível deste. No exemplo ilustrativo original, um humano entra numa conversa, em linguagem natural, com outro humano e com uma máquina projetada para produzir respostas indistinguíveis de outro ser humano. Todos os participantes estão separados fisicamente uns dos outros. Se não for capaz de distinguir com segurança a máquina do humano, diz-se que a máquina passou no teste.

Hoje as máquinas conseguem fazer coisas que há poucos anos seriam impossíveis  como neste caso em que a Google nos deixou boquiabertos com o seu Google Duplex.

Como distinguir uma máquina de um ser humano

A inteligência artificial evoluiu muito desde a época de Turing, mas o génio matemático que mudou o curso de uma grande guerra teve o suficiente para fazer uma evolução lenta mas imparável da IA.

Pode parecer mentira, mas seis décadas de pesquisa e desenvolvimento foram necessárias,  é verdade que o mundo teve que esperar até 2014 para ver uma IA passar o teste de Turing e foi o bot de Eugene Goostman que conseguiu enganar 30 observadores e 5 máquinas num jogo de conversação onde imitou a personalidade de um adolescente ucraniano.

E, no entanto, no mesmo teste feito na Universidade de Reading, foi mostrado que em 66,7% dos casos as máquinas não conseguem enganar os juízes. 

Parece claro, então, que não haverá em breve uma revolução das máquinas. Muitos especialistas ainda duvidam que esses testes possam mostrar se uma máquina pensa ou não pensa por si mesma.

A inteligência cognitiva em que a Huawei trabalha, e nessa capacidade de ter conhecimento e usá-lo para resolver problemas corretamente, é a chave para uma máquina capaz de pensar, e é aí que o fabricante chinês se tem destacado graças ao Chipset HiSilicon Kirin 980 que com o seu Duplo NPU e a sua tecnologia de fabrico a 7 nanômetros se encontra na vanguarda dos avanços da IA.

huawei mate 20 reconhecimento facial ia ia

A Huawei quer fazer smartphones que entendam a mente humana e possam tirar partido disso

Ninguém duvida que a médio prazo vamos ver dispositivos capazes de reter conhecimento da nossa forma de os usar e sobre o que precisamos deles, para que consiga antecipar as nossas necessidades e fazer o que precisamos antes sequer de sabermos que precisamos.

Em alguns anos, os carros autonomos serão comuns e a AI estará dentro dos nossos dispositivos móveis a fazer quase tudo, essas melhorias não são um futuro incerto, mas o presente. A Huawei já tem o Mate 20 Pro e Mate 20 X que são provavelmente os telefones mais avançados do mundo em inteligência artificial.

Estes equipamentos têm um maior poder para as atividades relacionadas com aprendizagem de máquina isso implica um tempo de resposta muito mais rápido e capacidade de gerir melhor os recursos. A Huawei com seu NPU duplo está na pole position da AI e nos desenvolvimentos relacionados a esta tecnologia.

huawei mate 20 pro câmara fotos ia

Os Huawei Mate 20 são capazes de analisar o que a câmara vê para entender a cena que querem fotografar e adaptar-se bem entre mais de 1.500 cenários e configurações para conseguir o melhor resultado sem intervenção direta do utilizador.

modo inteligente da câmara do Huawei Mate 20 é realmente inteligente, podendo ajudar com o foco, com a iluminação, com o enquadramento, com o balanço de branco, com a saturação, etc.

Não só isso, os mais recentes telefones da Huawei também podem aprender como e para o que usamos o smartphone, adaptando os recursos para oferecer o máximo desempenho quando necessário e economia de energia quando não precisamos de força bruta.

Sem dúvida, os nossos telefones estão num caminho onde a Inteligência artificial estará no centro da interação homem-máquina, e isso trará maneiras muito diferentes de usar smartphones que têm como limite a imaginação dos programadores.

Mais informações | Huawei

 

Partilhem com os vossos amigos e ajudem este projecto em Português.

Obrigado pela visita!

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais

Partilhem com os vossos amigos e ajudem este projecto em Português.

Obrigado pela visita!
close-link