Android Geek
O maior site de Android em Português

Huawei continuará a oferecer actualizações de segurança e serviços pós-venda aos smartphones actuais

Um sistema usado em praticamente todos os dispositivos móveis, bem como nos seus próprios flagships. Antes de mergulharmos na resposta da Huawei, queria deixar aqui umas notas sobre a situação actual, o mais factualmente que consigo.

Nós já temos a resposta oficial da Huawei sobre a decisão do Google de parar de colaborar com a empresa e cortar o acesso às actualizações do Android. Através de um comunicado, a Huawei defende a sua posição mais uma vez apresenta-se como um aliado fundamental no desenvolvimento do sistema operativo Android. Um sistema usado em praticamente todos os dispositivos móveis, bem como nos seus próprios flagships.

Antes de mergulharmos na resposta da Huawei, queria deixar aqui umas notas sobre a situação actual, o mais factualmente que consigo.

Huawei continuará a oferecer actualizações de segurança e serviços pós-venda aos smartphones actuais 1

Primeiro que tudo esta decisão é baseada na declaração de Estado de Emergência pelos EUA. Por definição o estado de emergência é temporário. O importante é o que vai acontecer a partir de agora.

O governo de Trump fez esta jogada suja para ganhar "leverage" e pressionar a Huawei e a China a cederem em acordos comerciais. Esta proibição não é sustentável a longo prazo. Isto porque só a Huawei é responsável por 15 mil milhões de dólares em compras a empresas dos EUA e assegura a rede de vários estados onde sem a Huawei simplesmente não haveria Internet.

Por último a China irá obviamente retaliar se isto se mantiver e a catástrofe será muito maior, e podemos ver Apple a cair, assim como todas as empresas dos EUA que se apoiam na china para fabricar os seus produtos. Se estivessemos a falar de pessoas sâs da cabeça eu diria que isto se vai resolver rapidamente, como é o Donald Trump... vamos ver.


Huawei responde a proibição originada pelo governo de Donald Trump

A Huawei vem confirmar novamente que o Google cumprirá a ordem executiva da Administração Trump, mas não fica por aí.

A Huawei contribuiu significativamente para o desenvolvimento e crescimento do Android em todo o mundo. Como um importante parceiro do Android, trabalhamos em conjunto com a plataforma de código aberto para desenvolver um ecossistema que beneficiou tanto a indústria quanto os utilizadores.

Estamos a falar do segundo maior fabricante de dispositivos móveis em todo o mundo e ao longo dos últimos trimestres, superou a Apple. Esta posição lembra a Huawei serve para explicar que contribuíram significativamente para o desenvolvimento do Android em todo o mundo.

Huawei continuará a oferecer actualizações de segurança e serviços pós-venda aos smartphones actuais 2

A Huawei também lembra a filosofia de código aberto do Android, facto que pode ajudar a marca a continuar com esse sistema operativo apesar de deixar de ter acesso ao Google Play nos seus futuros terminais.

A Huawei continuará a apresentar actualizações de segurança e serviços pós-venda para todos os smartphones, tablets e dispositivos Huawei e Honor
, tanto aqueles que já foram vendidos quanto aqueles que ainda estão em stock em todo o mundo.

Em relação às actualizações, a Huawei explica que manterá as actualizações de segurança e serviços pós-venda, embora não especifique o que acontecerá com as actualizações do Android como aquela que no final do ano deve chegar aos seus topo de gama, o Android 10. Ao contrário das actualizações do Android, que devem ser aprovadas pelo Google, os patches de segurança mensais são oferecidos abertamente.

A Huawei refere-se não apenas aos smartphones existentes, mas também àqueles que ainda estão em stock em todo o mundo. Portanto, é possível que alguns telefones que serão apresentados em breve já tenham sido certificados, se mantiverem os recursos usuais.

Continuaremos a construir um ecossistema de software seguro e sustentável para oferecer a melhor experiência a todos os utilizadores do mundo.

Finalmente, a declaração da Huawei diz que continuará a construir um ecossistema de software. Dependendo de como a situação evolui, eles referem-se à EMUI ou talvez a um plano B na forma do seu próprio sistema operativo cuja existência já foi confirmada.

 

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais