Xiaomi a trabalhar num Chipset 5G independente devido á escassez de Snapdragons

De acordo com a Xiaomi, o Surge C1 é um processador de imagem ISP, levou dois anos de pesquisa e um investimento de 140 milhões de yuans.

Na conferência de primavera da Xiaomi, o Chipset Xiaomi Surge é atualizado finalmente passados quatro anos, como ISP, e o novo Xiaomi MIX FOLD será o primeiro equipado com este Chipset. De acordo com a Xiaomi, o Surge C1 é um processador de imagem ISP, levou dois anos de pesquisa e um investimento de 140 milhões de yuans.

lei-jun-xiaomi.jpg

De acordo com a informação da AnTuTu, a Xiaomi está a preparar o Chipset Surge 5G, com suporte à banda Sub 6GHz 5G, as últimas notícias apontam que a Xiaomi acelerou o progresso de desenvolvimento, e pretende estrear antes do final do ano. Ao contrário do Surge C1, este Chipset 5G é usado no núcleo do telefone, após o Surge S1 em 2017, este será o segundo processador para Smartphone da Xiaomi. Não está claro o posicionamento específico deste Chipset, provavelmente usará o processo de 6nm, 7nm ou 8nm. A escassez de Chipsets é um problema para todos os fabricantes de tecnologia este ano, e a indústria de de smartphones também está a sofrer com a extrema escassez de Chipsets este ano.

Relacionado:  Redmi AirDots 3 Pro oficializados com cancelamento adaptativo de ruído

Recentemente, o General Manager da marca Redmi foi entrevistado pela imprensa sobre a escassez de Chipsets e Lu Weibing aponta que a escassez de Chipsets é o momento ideal para testar a capacidade dos fabricantes.

Quantos Snapdragon 888's a Xiaomi tem em stock? Lu Weibing respondeu: que para além da Qualcomm e da MediaTek, a Xiaomi também está a trabalhar nos seus Chipsets, como o recém-lançado Surge C1 e o recentemente anunciado Chipset Surge 5G. A Xiaomi irá provavelmente colaborar com Samsung, com a qual já se reuniu cinco vezes, não sabemos especificamente qual a forma de cooperação.

A notícia de que a Xiaomi acelerou o progresso do seu desenvolvimento de chipsets, abre a possibilidade de ainda este ano vermos produtos acabados no mercado com chipsets Xiaomi.

Fonte

Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!