Android Geek
O maior site de Android em Português

Samsung Display pretende adquirir licença para abastecer Huawei

Este pedido chega um pouco antes das restrições às exportações dos EUA entrarem em vigor na próxima semana. De acordo com a Reuters , a unidade de ecrãs da gigante da tecnologia sul-coreana está a tentar continuar a fornecer a marca chinesa de acordo com uma fonte da indústria.

A Samsung Display está aparentemente a fazer o possível para adquirir uma licença de exportação para continuar a fornecer componentes à Huawei. Este pedido chega um pouco antes das restrições às exportações dos EUA entrarem em vigor na próxima semana.

Samsung

De acordo com a Reuters , a unidade de ecrãs da gigante da tecnologia sul-coreana está a tentar continuar a fornecer a marca chinesa de acordo com uma fonte da indústria. De salientar que, a Apple também é um grande cliente da Samsung pelos seus ecrãs OLED.

No início desta semana, o rival da Samsung Display, LG Display, disse num comunicado que as sanções dos EUA à Huawei não têm efeito real sobre a empresa devido ao seu número limitado de remessas para a empresa chinesa.

Para quem não sabe, os EUA estão a aumentar suas restrições contra a Huawei. A administração de Donald Trump reforçou certos regulamentos, o que tornará mais difícil para a gigante de telecomunicações adquirir componentes e tecnologias de fabrico americano ou originárias dos Estados Unidos. Portanto, as empresas que pretendam continuar a vender tecnologia com cunho dos Estados Unidos devem adquirir uma licença especial do governo.

Samsung

Anteriormente, o Departamento de Comércio dos EUA havia anunciado restrições semelhantes, mas apenas em relação a semicondutores que são cruciais para as operações. Agora, expandiu a proibição para incluir também outros componentes e tecnologia dos EUA em geral. Neste momento, a Huawei está em “Modo de Sobrevivência” e resta saber se a Samsung Display consegue adquirir a licença.

 

Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!