OPPO a trabalhar num Chipset de ISP Oppo M1

Os fantásticos Chipsets Kirin da Huawei passaram por mais de uma década de pesquisa e desenvolvimento para chegar à posição de mercado atual.

O desenvolvimento de chipsets nunca é uma coisa fácil, envolve muito dinheiro, tecnologia, conhecimento do mercado e outros aspetos. Os fantásticos Chipsets Kirin da Huawei passaram por mais de uma década de pesquisa e desenvolvimento para chegar à posição de mercado atual.

Os fabricantes têm que investir muito em pesquisa e desenvolvimento, para serem capazes de atingir os seus objetivos um passo de cada vez. Desde que os smartphones foram equipados com câmaras, o sistema de imagem tornou-se uma parte importante do produto, e a qualidade das fotos tornou-se um importante ponto de venda para medir o valor do telefone.

OPPO a trabalhar num Chipset de ISP Oppo M1 1

Com o desenvolvimento da tecnologia, os smartphones tornaram-se cada vez mais ricos em recursos e as expectativas dos utilizadores relativamente a recursos de imagem são cada vez mais altas. Multi-câmaras, supertelefoto periscópica, lente macro teleobjetiva, câmara principal de mil milhões de pixels, câmara principal super wide são coisas que damos como adquiridas quando compramos um novo telefone.

Os esforços dos fabricantes de smartphones nas especificações de câmara dos smartphones, tornaram-se uma das áreas mais importantes da desenvolvimento nos últimos anos, onde o ISP desempenha o papel mais importante no processamento de dados de imagem.

Hoje, na rede social chinesa Weibo o conhecido Digital Chat Station deu a notícia de que a OPPO está a desenvolver um Chipset ISP Auto-desenvolvido (processamento independente de imagem), na esperança de ir mais longe no caminho da perfeição da captura de imagens com smartphones. Se a notícia for verdadeira, este Chipset ISP irá tornar-se o primeiro Chipset auto-desenvolvido da OPPO, o que é um avanço histórico para a marca chinesa.

Relacionado:  Atualização do Huawei Watch Fit adiciona password de ecrã de bloqueio e rejeição de chamadas [Global]

Para a OPPO, a importância do ISP auto-desenvolvido é entrar num clube restrito. Além da Huawei, Xiaomi e OPPO são as duas marcas de smartphones chinesas mais interessadas em investir em Chipsets. O Chipset Xiaomi Surge C1 ISP já está no mercado.

De acordo com uma informação da 36 Krypton, a OPPO criou uma Task Force de tecnologia de Chipset em outubro de 2019, onde se inclui muitos técnicos da OPPO, Realme e OnePlus, e nomeou o projeto de  “Projeto Mariana“.

Em novembro de 2020, a OPPO solicitou ao Escritório de Propriedade Intelectual da União Europeia a marca registada de OPPO M1, que foi considerado o primeiro Chipset autodesenvolvido da empresa chinesa. Em março do ano seguinte, a Digital Chat Station deu a notícia de que o primeiro fruto do “Projeto Mariana” da OPPO estava prestes a ser divulgado, mas não era o tão esperado Chipset SOC para smartphones. O OPPO M1 é provavelmente o nome de um Chipset ISP.

Um ano e meio após a criação, o “Projeto Mariana” da OPPO finalmente vem a público. Se a OPPO conseguir lançar com sucesso o Chipset ISP este ano, será um marco na evolução da empresa no mercado de smartphones.

Fonte, Através da

Leiam as últimas notícias do mundo da tecnologia no Google News , Facebook  e Twitter e também no nosso Grupo de Telegram
Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!