MacBook Air redesenhado vai trazer display Mini-LED da BOE e SoC M2

‎Kuo afirmou que estes modelos de MacBook Air atualizados irão contar com um “design totalmente novo” com um fator de forma semelhante aos próximos modelos MacBook Pro, que também segundo os rumores devem apresentar displays Mini LED com bordas superiores e inferiores mais lisas.

‎A Apple aparentemente está a planear lançar o novo MacBook Air redesenhado com Mini Led em algum momento no meio do próximo ano. A notícia chega do conhecido analista Ming-Chi Kuo, que acredita que a nova linha será lançada em múltiplas opções de cores em meados de 2022.‎

MacBook Air redesenhado vai trazer display Mini-LED da BOE e SoC M2 1

 

‎Kuo afirmou que estes modelos de MacBook Air atualizados irão contar com um "design totalmente novo" com um fator de forma semelhante aos próximos modelos MacBook Pro, que também segundo os rumores devem apresentar displays Mini LED com bordas superiores e inferiores mais lisas. Também segundo informações anteriores haviam afirmado que os novos portáteis MacBook Air irão receber o mais novo chipset Apple M2 e um cabo de energia magnética MagSafe também.‎

‎Além disso, Kuo acrescentou que a gigante baseada em Cupertino também descontinuará o MacBook Air existente depois que o novo modelo Mini LED entrar em produção em massa. Por outras palavras, isso também pode afetar o preço desses portáteis. Kuo acredita que após a descontinuação do MacBook Air M1, o modelo redesenhado provavelmente deverá começar a partir do mesmo preço de 999 dólares americanos.‎

MacBook Air redesenhado vai trazer display Mini-LED da BOE e SoC M2 2

 

Por isso o modelo M1 mais antigo deverá ter um corte de preço, se ele ainda estiver disponível ao lado do novo MacBook Air redesenhado. Notavelmente, a fabricante chinesa BOE irá fornecer os painéis de ecrã Mini LED para o novo MacBook Air. Por outro lado, a LG, a Sharp e a subsidiária da Foxconn, GIS, irão fornecer os ecrãs Mini LED para os modelos MacBook Pro high-end, conforme o mesmo analista Kuo afirmou.

MacBook Air redesenhado vai trazer display Mini-LED da BOE e SoC M2 3

Em notícias relacionadas com a marca, de acordo com novas informações vindas de ‎‎WccFTech, ‎a gigante de Cupertino espera uma procura elevada para a sua série de iPhones de 2021 e, assim, pediu aos fornecedores que elevem a produção em 20% em relação à geração anterior do iPhone 12. Os fornecedores incluem a maior fabricante de chips de contrato do mundo, a TSMC, que vai fornecer à fabricante de iPhones, 100 milhões de unidades do seu chipset personalizado, de acordo com as informações recentes.‎

‎Embora, as remessas de chipsets A15 Bionic não serão apenas para o próximo iPhone 13. A empresa também está  supostamente a manter um stock extra do chipset, para eventuais produtos futuros. Isso pode incluir o iPad Mini 6, que deverá ser lançado ainda este ano com um design totalmente novo. Informações anteriores também haviam confirmado que o A15 Bionic iria equipar também o próximo iPhone SE.‎

Leiam as últimas notícias do mundo da tecnologia no Google News , Facebook  e Twitter e também no nosso Grupo de Telegram
Relacionado:  Apple responde ao movimento 'AppleToo' sobre racismo, sexismo e desigualdade salarial
Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!
Através de Via