Android Geek
O maior site de Android em Português

Huawei P50 pode ser alimentado por Snapdragon 875G, Mate 40 estará disponível em duas variantes de Chipsets

Isso tem impacto na estratégia da empresa chinesa e tem se falado até de uma estratégia de Chipset duplo para o próximo FlagShip da série Mate 40. Mais ou menos o que a Samsung faz com os seus Exynos e Qualcomm.

A Taiwan Semiconductor Manufacturing Company (TSMC), a fundição que fabrica Chipsets para clientes de alto nível como Apple e Qualcomm, confirmou que parou de receber novos pedidos da Huawei desde 15 de maio para cumprir uma ordem dos EUA que exige que empresas de fora dos EUA tenham que pedir permissão explícita antes de usar a tecnologia de origem americana para fornecer produtos à Huawei. Isso tem impacto na estratégia da empresa chinesa e tem se falado até de uma estratégia de Chipset duplo para o próximo FlagShip da série Mate 40. Mais ou menos o que a Samsung faz com os seus Exynos e Qualcomm.

imagem renderizada Mate 40 Pro

No entanto, estas útimas sanções dos EUA não vão afectar nenhum pedido que já tivesse sido feito anteriormente, o que significa que podemos esperar chipsets fabricados pela TSMC no próximo Huawei mate 40 antes de 14 de setembro. O Huawei Mate 40 supostamente será alimentado pelo Kirin 1020 SoC baseado num processo de 5 nm. Parece que a Huawei encomendou apenas 8 milhões de unidades antes das novas restrições serem colocadas e está agora num dilema. Prevê-se que as vendas dos dois Mate 40 ultrapassem a marca de 10 milhões, o que significa que a empresa precisa de mais SoCs.

Como a Huawei não pode recorrer áTSMC, está a pensar em usar outra variante Chipset.

Anteriormente, ouvimos dizer que a Qualcomm planeia pedir uma licença ao Departamento de Indústria e Segurança do Departamento de Comércio para poder fornecer Chipsets à Huawei. Essa informação corroborava que a empresa poderia vender os seus Chipset Snapdragon para uso no Mate 50 e P50 do próximo ano.

Algumas variantes do Mate 40 provavelmente terão um Chipset MediaTek

Este ano, porém, as únicas opções da Huawei são os Chipsets Exynos da Samsung e os SoCs da MediaTek, e as hipóteses são de que alguns Mate 40 tragam mesmo SoCs Mediatek. O Kirin 1020 supostamente oferecerá um 50% de aumento de desempenho em relação ao Kirin 990 e é essencial que o outro Chip que a Huawei escolha, garanta uma experiência de equivalente.

O Mate 40, alimentado por Kirin 1020, será provavelmente exclusivo da China, e os telefones com a variante MediaTek serão vendidos em outros mercados.

Huawei Mate 40. O que sabemos

Não se sabe muito sobre a série, mas podemos contar com um sistema com quatro câmaras com um sensor principal de 108MP e o sensor apresentará uma lente 9P fluída que reduzirá a degradação e distorção da imagem.

 

Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!