Huawei começa testes públicos para a sua aplicação Petal Translate

Para quem não sabe, o Petal Translator da gigante tecnológica chinesa é um aplicação de tradução inteligente que foi introduzida pela sua Equipa de Inovação em Serviços em Nuvem da empresa.

‎A Huawei começou recentemente os testes públicos para uma das suas aplicações, que fazem parte do HMS (Huawei Mobile Services). Esta é a aplicação oficial Petal Translate, que traz funcionalidade baseada em tradução para o ecossistema da empresa.‎

‎Para quem não sabe, o Petal Translator da gigante tecnológica chinesa é um aplicação de tradução inteligente que foi introduzida pela sua Equipa de Inovação em Serviços em Nuvem da empresa. Este app foi baseada nos recursos de tradução automática do HMS e chega com inúmeros recursos. Os recursos incluem tradução de vários idiomas diferentes, tradução inteligente de reconhecimento de OCR de imagem e até tradução em tempo real de diálogos, entre outras funções.‎

Huawei começa testes públicos para a sua aplicação Petal Translate 1

‎Agora, o teste público da aplicação Petal Translate trouxe algumas características importantes para a fase de teste aberta. Isso inclui a tradução de texto, que traz suporte para tradução de texto multilíngue com base em textos. Além disso, também oferece tradução de imagem, o que possibilita que um dispositivo com o aplicação traduza texto a partir de imagens. Após essas traduções, pode-se até criar um cartão de partilha e partilhá-lo em plataformas de mensagens como WeChat e Moments.‎

Huawei começa testes públicos para a sua aplicação Petal Translate 2

‎Finalmente, a tradução de diálogo basicamente adiciona suporte à tradução de fala multilíngue. Isto inclui a sua aplicação Petal Map baseada em localização e até mesmo os serviços de Pesquisa de Petal também. Por outras palavras, o Petal é essencialmente uma versão Huawei dos Google Mobile Services como Maps ou Google Search e até mesmo Google Translate.‎

Huawei começa testes públicos para a sua aplicação Petal Translate 3

De acordo com Zhang Pingan, vice-presidente sénior da Huawei, CEO da Huawei Cloud, e presidente de Consumer Cloud Services, o ecossistema HMS habilitado para a nuvem Huawei tornou-se o terceiro maior ecossistema de aplicações móveis. O novo ecossistema tem uma forte base de utilizadores na China e está pronto para o mundo. O ecossistema de aplicações HMS atualmente atende 730 milhões de utilizadores em mais de 170 países e regiões, ultrapassando 2,7 milhões de programadores.

Leiam as últimas notícias do mundo da tecnologia no Google News , Facebook  e Twitter e também no nosso Grupo de Telegram
Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!