Honor com Google Mobile Services nos smartphones é um concorrente de peso

A empresa estabelece diversos contratos com fornecedores de componentes, mas também está a trabalhar para obter o suporte da Google, e os seus respetivos Google Mobile Services.‎

‎A Honor‎‎, empresa que recentemente se separou da Huawei na China, está atualmente a reformular os seus negócios e a estabelecer novas relações com parceiros e fornecedores. A empresa estabelece diversos contratos com fornecedores de componentes, mas também está a trabalhar para obter o suporte da Google, e os seus respetivos Google Mobile Services.‎

Logotipo de honra

‎De ‎‎acordo com esta última informação‎‎ vinda da Rússia, os Google Mobile Services (GMS) podem em breve fazer um retorno para os equipamentos da Honor. Isso acontece principalmente porque a empresa não faz mais parte da Huawei e, portanto, as sanções impostas pelos Estados Unidos à gigante chinesa não se aplicam mais à Honor.‎

 

Esta nova informação ainda menciona que o retorno dos serviços da Google, para os smartphones Honor poderá acontecer por volta da Primavera. A empresa já está a trabalhar em duas novas linhas de smartphones que terão suporte para ‎‎os Google Mobile Services.‎‎ Isto deverá trazer de volta o suporte oficial do Android, bem como uma série de outras aplicações da Google.‎

‎Com a introdução dos serviços da Google em smartphones Honor, os novos equipamentos a serem lançados pela empresa não vão ter mais a Huawei AppGallery pré-instalada. No entanto, os seus equipamentos mais antigos continuarão a ter ‎‎AppGallery‎‎.‎

Relacionado:  43 Aplicações Gratuitas para começar bem a semana

Honor com Google Mobile Services nos smartphones é um concorrente de peso 1

‎Para os mais desatentos, em maio de 2019, o presidente dos EUA, Donald Trump, assinou uma ordem executiva proibindo a Huawei de trabalhar com empresas americanas, cortando o acesso aos serviços do Google, bem como muitos outros. Como a Honor era uma submarca da Huawei, os seus equipamentos também não obtiveram licenças para usar o GMS. Para garantir que a marca iria sobreviver a estes tempos, a Huawei decidiu ‎‎vender a Honor em novembro do ano passado.‎

‎Além de estabelecer novos contratos com fornecedores, a empresa também está a trabalhar para consolidar a sua presença no mercado. A Honor ‎‎iniciar a sua própria loja online‎‎ chamada Honor Mall e está planear lançar várias lojas offline.‎

Leiam as últimas notícias do mundo da tecnologia no Google News , Facebook  e Twitter e também no nosso Grupo de Telegram
Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!