Uma fonte não identificada revelou  que o telefone de nome código Princeton possui sensores desenvolvidos pela Sony Corporation. A Huawei pretende tornar-se líder global na indústria de smartphones. Uma das maneiras que ela planeia alcançar esse feito é a oferecer recursos que ainda não estão disponíveis em marcas líderes como Samsung e Apple. O Honor V20 deverá chegar com recurso de câmara 3D para criar com precisão modelos 3D de pessoas e objectos em tempo real que podem ser compartilhados com outras pessoas. Os modelos 3D podem ser usados ​​com aplicações RA (Realidade Aumentada).

Além de gerar imagens em 3D, a câmara 3D vai permitir que os programadores controlem aplicações e jogos de forma inovadora, como gestos com as mãos. Espera-se também que o recurso de câmara 3D esteja disponível nos próximos telefones da Huawei que chegam em 2019.

Honor V20 (View 20) com recurso de câmara 3D lançado ainda em Dezembro 1

Parece que o telefone poderá ser equipado com sensores de câmara tripla, dos quais o terceiro sensor será uma câmara de detecção 3D ToF. Funciona emitindo luz infravermelha na superfície de um objecto que regressa ao sensor. O sensor também mede a profundidade determinando as diferenças nos níveis de energia, o que ajuda na criação de mapas 3D do objecto.

Segundo os rumores o Honor V20 será oficializado a 27 de dezembro na China com um preço de 2.799 yuans – 358 euros. Especula-se que traga um ecrã que suporte resolução de 2310 x 1080 pixeis com a câmara no ecrã. Ele será carregado com o Android 9 Pie. O aparelho será alimentado pelo chipset Kirin 980 e terá suporte para carregamento rápido de 22,5W.