Android Geek
O maior site de Android em Português

Análise Honor View 20 um poderoso All In da submarca da Huawei

O Honor View 20 tem como pontos de destaque o seu design e ecrã, mas é muito mais que isso. É um smartphone muito bem equilibrado que visa tornar-se um dos melhores na sua faixa de preço.

Aqui temos a análise do Honor View 20, sem sombra de dúvida o melhor terminal alguma vez feito pela Honor a bem sucedida submarca da chinesa Huawei.

O Honor View 20 tem como pontos de destaque o seu design e ecrã, mas é muito mais que isso. É um smartphone muito bem equilibrado que visa tornar-se um dos melhores na sua faixa de preço.

As tentativas de oferecer uma experiência mais imersiva nos nossos smartphones têm tido de tudo um pouco  desde grandes entalhes como o Apple iPhone XS, até aqueles que parecem gotas de orvalho como o Huawei Mate 20 X, até alguns fabricantes, que contornaram completamente a ideia como o Xiaomi Mi Mix 3 tem um controlo deslizante para abrir a câmara frontal, enquanto o Vivo Dual Display tem (como o nome sugere) ecrãs na frente e atrás.

O melhor e o pior do Honor View 20

 

Nesta análise vamos falar sobre os pontos-chave do Honor View 20 em detalhe, mas vamos começar com um resumo da nossas impressões com o novo smartphone da Honor.

  • O melhor do Honor View 20 é a sua bateria: Temos uma grande bateria, um processador muito eficiente e um sistema que sabe controlar processos em segundo plano. É um conjunto que pode lidar com um dia intenso com facilidade, mas num uso moderado e normal é fácil chegar aos dois dias. É capaz de carregar de 15% a 70% em meia hora o que o torna quase perfeito neste aspecto.
  • O design é novo e original: Temos um ecrã que cobre praticamente toda a frente do terminal. Este é um Design muito interessante e do qual a Honor se deve orgulhar.
  • A câmara é excelente: Não é perfeito, mas herda muitos dos principais recursos do Huawei P20 Pro e Mate 20 Pro. O modo noturno é sublime.
  • Muito completo: Além de ser um dos smartphones mais poderosos do mercado, ele mantém recursos como o conector de fone de ouvido, a porta de infravermelho e  memória de sobra. Também temos duas slots para cartões SIM e ferramentas para ter duas contas WhatsApp.
  • Ainda assim, tem área de melhoria: Neste preço existem desde há alguns meses equipamentos que possuem recursos como carregamento sem fio, som stereo ou resistência à água. O Honor View 20 tem expansão de memória apenas usando nanoMemory Cards da Huawei o que parece um passo atrás.
  • Gostamos do ecrã, mas poderia melhorar: Ao nível de cores, achamos que é um bom painel, mas o seu nível de brilho é baixo para ser usado ao ar livre confortavelmente.
  • Uso de tecnologias proprietárias: Tanto o carregamento rápido quanto a expansão de memória são exclusivos da Huawei e Honor.

Um design que deslumbra e chama à atenção

 

  • Resolução de 6,4 polegadas, 2310 x 1080, ecrã LCD IPS
  • Scanner de impressão digital com posicionamento traseiro
  • Fone de ouvido de 3,5 mm na parte superior
  • 157 x 75 x 8,1 mm; 180g

O Honor View 20 inaugura um ecrã totalmente novo em comparação com outros dispositivos recentes. Embora o seu painel de 6,4 polegadas pareça no papel quase o mesmo que os de 6,39 polegadas usados ​​no Huawei Mate 20 Pro e Samsung Galaxy S9 +, há muitas diferenças: primeiro, o painel do Honor é LCD, não OLED; segundo, é uma relação de aspecto mais ampla, por isso é maior e fica mais larga na mão.

Nossa unidade é preta, um que consoante a incidência da luz mostra alguns feixes coloridos. O gradiente é discreto, mas marcante, como um contraste de luzes e sombras, mas não é a única surpresa que esse terminal nos trás.

Os Reflexos V-shaped verticais surpreendem. Podem inclinar o telefone para a luz e ver como essas curiosas reflexões aparecem em todo o corpo do terminal. A verdade é que o efeito é incrível, uma demonstração da Honor do que é capaz de fazer para criar telefones coloridos. numa época em que a frente do smartphone é toda ecrã e todas as traseiras são feitas de vidro, são decisões como esta que fazem um equipamento destacar-se dos restantes.

Talvez o que mais preocupante nesses efeitos é que, no começo, elas são muito vistosos, mas com o passar dos meses o utilizador acaba por ficar entediado.  Mas tudo isso é uma questão e uma experiência pessoal que depende de cada um. Ficamos com a boa intenção da Honor
na criação de algo original e colorido.

Outros elementos que apreciamos na traseira são o leitor de impressões digitais e a câmara. Este smartphone inclui apenas uma câmara traseira, já que o outro sensor que podemos apreciar não é uma segunda câmara, mas um sensor inovador do qual revelaremos os seus segredos posteriormente.

 

No lado direito temos o botão de energia, que tem textura, e os botões de volume. Na parte inferior, uma porta USB C com alto-falante e microfone, enquanto no lado esquerdo, temos a bandeja do SIM.

Surpresas no quadro superior. Entrada de fone de ouvido, outro microfone e porta de infravermelhos. Elementos que cada vez menos estão dísponiveis nos smartphones actuais e dos quais a Honor não quis abdicar. Também temos um pequeno LED de notificação.

 "Ecrã inteiro" com menos compromissos

A Honor é uma marca que não tem problemas em se adaptar às tendências do mercado. Quando os ecrãs chegaram com entalhe eles incluíram um no Honor 10 e no Honor
View 20 deram mais um passo na direcção do futuro.

  • Resolução de 6,4 polegadas, 2310 x 1080, ecrã LCD IPS
  • Scanner de impressão digital com posicionamento traseiro
  • Fone de ouvido de 3,5 mm na parte superior
  • 157 x 75 x 8,1 mm; 180g

O ecrã deste terminal é um dos principais pilares do design do dispositivo, uma vez que ocupa praticamente toda a frente.

Tentar ter uma frente "toda ecrã" é um desafio a nível tecnológico. O entalhe surgiu como uma solução para todos aqueles elementos que um smartphone ainda precisava no dia a dia. Vimos outras soluções para ocultar esses elementos, como sistemas retráteis ou móveis que simplesmente escondiam a câmara frontal.

A decisão da Honor é inteligente. O fone de ouvido para chamadas é integrado a um quadro de tamanho mínimo e a câmara aparece no canto superior esquerdo, por meio de uma micro perfuração no painel.

Eu considero isso uma ótima solução. Os mecanismos que escondem a câmara são suscetíveis a avarias e trazem mais inconveniências do que vantagens. Em uso vertical não é um grande aborrecimento, e em uso horizontal nem percebo que lá está. Tudo isso depende dos hábitos de cada um com o smartphone, claro.

E como é o painel? É um ecrã IPS de boa qualidade, com boa reprodução de cores, embora eu tenha experimentado algumas dificuldades com o brilho. É um ecrã que custa usar em plena luz solar e teríamos apreciado um nível mais alto de brilho.

Nós temos duas configurações de cores (normal e viva) e podemos personalizar a temperatura de cor facilmente. Não é muito difícil calibrar o ecrã a gosto, por isso, neste aspecto, não temos nenhum problema.

Para completar a experiência multimédia, temos uma única coluna. Tem um som alto e em altos níveis de volume não distorce muito. Um bom desempenho sonoro, embora tenhamos preferido uma coluna dupla.

Desempenho e bateria: até dois dias de excelência com carregamento rápido

  • Chipset Kirin 980, (octa-core: 2x 2.6GHz, 2x 1.92GHz, 4x 1.8GHz)
  • 8 GB de RAM, armazenamento de 256 GB (sem expansão microSD)
  • Software Magic UI 2.0 (o software EMUI 9.0 com Android 9.0)
  • Capacidade da bateria de 4000mAh, carregamento rápido USB-C (5V)

O desempenho é um dos pontos-chave do Honor View 20. Este equipamento conta com o melhor processador da Huawei, o HiSilicon Kirin 980, um processador que já pudemos testar no Huawei Mate 20 Pro, e que também está no Mate 20 e Mate 20X. Com 6 ou 8 GB de RAM, o desempenho deste terminal está garantido.

Para registar a capacidade deste terminal, é um dos três telefones Android capazes de jogar Fortnite a 60 frames por segundo (eles também oferecem uma skin exclusiva com este telefone, mas esse detalhe não é uma amostra de performance). Não há jogo ou aplicação que resista a esse dispositivo.

A velocidade é absoluta, mas a camada de personalização ainda tem algum trabalho pela frente. Quando usamos os gestos, não sentimos que as animações do sistema sejam completamente fluidas. São pequenos detalhes a serem polidos, já que no uso normal não há qualquer dificuldade. A velocidade do sistema é fluída e com bom tempo de resposta.

Talvez o que eu mais gostei noHonor View 20 é a sua bateria. Temos uma bateria de 4000 mAh, que em conjunto com um processador muito eficiente e um sistema que cuida dos processos em segundo plano, permite um uso moderado de dois dias. No uso normal eu costumo terminar o dia com 60% da bateria, depois de 3 a 4 horas de uso do ecrã + 2 horas de música ou streaming de podcast. Se formos para um uso mais intenso, Podem passar o dia todo com-o sem medo de ficar sem bateria.

Inclui o sistema de carregamento rápido de 22,5W Huawei capaz de carregar totalmente o smartphone numa hora. Sendo um sistema de carregamento rápido proprietário, o utilizador não terá um carregamento rápido em powerbanks ou carregadores de terceiros, embora a marca venda powerbanks com a sua tecnologia.

Adeus Emui. Olá Magic UI

Talvez uma das mudanças mais marcantes seja a mudança da camada de personalização. A Honor decidiu deixar de lado o Emui para uma nova camada de personalização chamada Magic UI. É apenas uma mudança de nome ou há mais?

A nossa experiência com a camada de personalização foi positiva. O número de aplicações pré-instaladas foi drasticamente reduzida, mantendo o Facebook, o Booking e a Amazon as aplicações de terceiros incluídas (e que desinstalámos desde o primeiro momento). Também inclui aplicações do Google e aplicações básicas do sistema.

Temos também um menu que é mais simples. A camada de personalização está carregada com recursos que são úteis no dia-a-dia, mas não parece sobrecarregada. Demora menos de 10 minutos para percorrer todas as configurações para deixar o telefone ao nosso gosto. Essas funções não são exclusivas da Magic UI, mas parecem adicionar valor real à experiência de utilizador:

 

  • Aplicações duplas: Desde que tenham dois SIMs, Podem ter a aplicação WhatsApp clonada para cada SIM.
  • Gestão de bateria: A inteligência artificial controla quais as aplicações que são executadas em segundo plano, e o utilizador pode definir quais as aplicações que serão controladas pelo sistema e quais terão maior liberdade. Essencial para as aplicações que desejam manter em segundo plano.
  • Interacção por gestos: Podem ativar a navegação por gestos semelhantes aos do iPhone ou usar os botões clássicos do Android. Vocês decidem
  • Optimizador do WhatsApp: Nas configurações de armazenamento, há uma função para limpar os dados do WhatsApp. Bom pormenor.
  • Projeção sem fio: Permite usar o Honor View 20 como um computador desktop. Podem conectá-lo via ecrã sem fio ou com um cabo.
  • Gravação do ecrã: Nas configurações rápidas temos incluída esta opção, não precisamos instalar uma aplicação.
  • Equilíbrio digital: Um recurso que o Google apresentou com Android 9 Pie, com algumas melhorias extra.

48 megapixels, uma grande inovação e muita inteligência artificial que tira boas fotos

A fotografia tornou-se o fator final e decisivo para determinar se um smartphone de alto orçamento vale o seu preço ou não. A inovação geralmente aparece nos principais smartphones e, à medida que os custos são reduzidos e a tecnologia amadurecida, começa a chegar os smartphones mais acessíveis.

  • Câmaras duplas traseiras: 48MP, f / 1.8, (tamanho 1 / 2in, pixels 0,8µm); TOF (tempo de voo) para detecção de profundidade
  • Câmara frontal: 25MP, f / 2.0, 27mm (equivalente)

Já vimos alguns equipamentos espetaculares como o Huawei P20 Pro e sua solução de câmara tripla e a sua evolução com o Mate 20 Pro.

O Honor View 20 também funciona à sua maneira, com um sensor de 48 megapixels na traseira, combinado com um sensor grande (bem, grande para um telefone) e uma abertura rápida de f / 1.8.

Isso é muita resolução - mais do que em qualquer outro telefone de momento. Apenas a Xiaomi tem referido o uso futuro de tal resolução, o que sugere que o sensor é, de facto, do mesmo fabricante (que será Sony).

O Honor View 20 é um telefone com duas câmaras na parte traseira, mas a segunda câmara não está lá para produzir imagens. Em vez disso, esta câmara 'TOF' de baixa resolução - que é 'Time Of Flight' - está lá apenas para detectar a profundidade, que pode ser aplicada a fotos de coisas como fundos com efeito Bokeh no modo Retrato.

Apesar de não ser um smartphone de 1000 euros, o Honor A View 20 é o FlagShip da marca e eles deram o melhor de si para oferecer uma experiência fotográfica que promete ser única. O seu principal ativo, o novo sensor da Sony, o IMX 586, que tem uns impressionantes 48 megapixels. Pode produzir fotografias desse tamanho, mas por padrão oferecerá fotos de 12 megapixels. Isso deve-se à tecnologia de sensores, que usa informações de 4 pixels para ter um único pixel mais detalhado.

Tudo isto traduz-se num desempenho superior? O software do Honor View 20 e a sua inteligência artificial (desactivada por padrão, mas de fácil acesso) pode processar imagens com grande detalhe e nitidez. Normalmente, é uma câmara que atende a uma boa faixa dinâmica, balanço de brancos e cores naturais.

A interface da câmara não nos convence esteticamente, mas compensa em usabilidade. O Honor View 20 está carregado com recursos que o tornam portador de uma câmara versátil. Temos filtros e pormenores que nos ajudam a uma experiência de qualidade.

A melhor característica é o modo noturno. Já havíamos testado no P20 Pro e no Mate 20 Pro, e é igualmente espetacular. É um modo que capta uma exposição longa, corrigindo qualquer trepidação com um recurso que a Huawei chama de "estabilização com inteligência artificial".

A Huawei foi pioneira nesta tecnologia e traz valor acrescentado para uma câmara já de si espectacular.

Outra grande inovação do Honor View 20 é o sensor TOF (Time of Flight)  É um sensor projetado para medir distâncias que servem para melhorar o modo retrato, bem como a realidade aumentada. Nos nossos testes, o modo retrato funciona muito bem, mas apenas com pessoas. Se quisermos desfocar objetos, teremos que usar o modo de abertura na câmara.

A gravação de vídeo não é das melhores, mas funciona bem. Também temos gravação Ultra slo-motion a 960 fps mas não é perfeita, já que foca mal e a activação automática com o movimento do objecto por vezes falha.

Vale a pena comprar o Honor View 20?

Partindo do principio que este Honor View 20 custa cerca de metade dos FlagShips de marcas como Huawei ou Samsung e que apresenta uma sólida experiência. Potência, memória, câmara e bateria, o Honor View 20 está em conformidade com os quatro pilares fundamentais que completam a experiência do utilizador.

Temos poucas críticas a este smartphone, já que todos os pontos que poderíamos apontar como áreas de melhoria são comuns aos FlagShips de outras marcas que custam o dobro.

Características técnicas da Honor
View 20

  • Corpo
    • Dimensões: 156,9 x 75,4 x 8,1 mm
    • Peso: 180 gramas
  • Screen
    • Tipo: IPS LCD
    • Tamanho: 6,4 polegadas
    • Proporção: 19h25: 9
    • Resolução: 1080 x 2310 pixels
  • Características principais
    • Processador: HiSilicon Kirin 980
    • GPU: Mali-G76 MP10
    • Sistema operativo: Android 9.0 (Pie), Magic UI 2
  • Memória
    • Interno: 128/256 GB
    • NanoSD: Sim
    • RAM: 6/8 GB
  • câmaras
    • Parte traseira: 48 Mpx f / 1,8 PDAF + TOF
    • Frente: 25 Mpx
  • Bateria
    • Capacidade: 4000 mAh
    • Carga rápida: Sim
  • Conectividade
    • WiFi 802.11ac
    • Bluetooth 5.0
    • NFC
    • USB-C
    • Jack 3,5 mm
  • Preço

    • 6 GB de RAM e 128 GB de ROM: 569 €
    • 8 GB de RAM e 256 GB de ROM: 699 €

Se considerarmos o preço do modelo de 128 GB, que é o que recomendamos. É um excelente negócio. O Honor View 20 já está dísponivel em Pré-Venda em Portugal e pode ser comprado na Phone House por 569€ com OFERTA de uma Smartband Honor Band 4

 

Análise Honor View 20 um poderoso All In da submarca da Huawei
Análise Honor View 20 um poderoso All In da submarca da Huawei 1

O Honor View 20 tem como pontos de destaque o seu design e ecrã, mas é muito mais que isso. É um smartphone muito bem equilibrado que visa tornar-se um dos melhores na sua faixa de preço.

Editor's Rating:
4.6

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais