Android Geek
O maior site de Android em Português

Coronavírus afetará fabrico e remessa global de smartphones

Como a maioria das empresas de smartphones está sediada na China, o novo coronavírus afetará a cadeia de fornecedores e a capacidade de fabrico de smartphones devido a restrições de isolamento e viagens que levarão à falta de mão-de-obra e à interrupção do fabrico. Segundo as informações, Huawei, Vivo e Xiaomi serão apenas alguns dos maiores players a enfrentar o desafio do Coronavirus.

Uma informação recente proveniente dos melhores analistas de mercado revelou que a remessa global de smartphones em2019 atingiu 1,4 mil milhões de unidades,  este ano esse recorde de remessa pode levar um grande rombo por culpa do Coronavírus.

Como a maioria das empresas de smartphones está sediada na China, o novo coronavírus afetará a cadeia de fornecedores e a capacidade de fabrico de smartphones devido a restrições de isolamento e viagens que levarão à falta de mão-de-obra e à interrupção do fabrico.

Segundo as informações, Huawei, Vivo e Xiaomi serão apenas alguns dos maiores players a enfrentar o desafio do Coronavirus. Além disso, a Apple também pode enfrentar escassez de produção devido à situação actual no mercado chinês.

“Prevê-se que as remessas globais de smartphones sejam 2% inferiores às remessas projetadas para 2020 devido aos novos Coronavirus, Espera-se também que as remessas chinesas de smartphones caiam 5%, com um declínio de 30% no mercado chinês de smartphones este ano. disse Linda Sui, diretora da Strategy Analytics.

Visto pela primeira vez no ano passado, as Remessas de smartphones 5G atingiram 19 milhões de unidades em 2019 e é esperado que os smartphones 5G também venham a experienciar uma desaceleração.

“O recente medo do coronavírus está atualmente a restringir o comércio em algumas partes da China e isso pode causar uma desaceleração na oferta ou procura de 5G na Ásia ou no mundo todo durante a primeira metade de 2020. Os participantes do setor devem estar preparados para vendas menores de 5G em alguns mercados. Neil Mawston, diretor executivo da Strategy Analytics.

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais