Android Geek
O maior site de Android em Português

Xiaomi vê um crescimento impressionante no terceiro trimestre de 2020, a Huawei vai no caminho inverso

Apesar do impacto inicial do Coronavírus, a Xiaomi teve um crescimento impressionante ano a ano no terceiro trimestre de 2020, enquanto a Huawei enfrentou um declínio considerável durante o mesmo período. De acordo com informação da Gartner , o mercado geral de smartphones viu um declínio de 5,7 por cento ano a ano desde 2019.

Com a temporada de festas a aproximar-se, temos nova informação sobre o estado do mercado global de smartphones e há alguns detalhes interessantes. Apesar do impacto inicial do Coronavírus, a Xiaomi teve um crescimento impressionante ano a ano no terceiro trimestre de 2020, enquanto a Huawei enfrentou um declínio considerável durante o mesmo período.

 

De acordo com informação da Gartner , o mercado geral de smartphones viu um declínio de 5,7 por cento ano a ano desde 2019. Isso reduziu as remessas totais de smartphones para 366 milhões de unidades, embora em parte justificado pelo abrandamento no primeiro semestre deste ano.

CEO da Xiaomi, Lei Jun

A principal razão para a queda inicial foi o surto de COVID-19, mas os seus impactos ainda vão ter sequelas no terceiro trimestre. A informação revelou que a Samsung lidera o mercado, seguida pela Huawei, mas a Apple foi ultrapassada pela Xiaomi no terceiro lugar.

A gigante de tecnologia sul-coreana teve um crescimento insignificante de 2,2% neste trimestre em relação a 2019, mas o salto mais notável em números foi da Xiaomi, com um aumento de 34,9% nas remessas de aparelhos. A Xiaomi despachou mais de 44 milhões de unidades neste trimestre, mais de 32 milhões do que em 2019.

Relacionado:  Como ter todas as aplicações no vosso Huawei?

Outro OEM chinês, Oppo, entra na lista dos 5 principais fabricantes de smartphones também com um declínio mínimo de 2,3 por cento.

Xiaomi

O declínio na Huawei era esperado, tendo em conta a sua situação actual com o governo dos EUA. A empresa enfrentou sanções reforçadas , o que causou uma ruptura na sua cadeia de fornecedores. De acordo com Anshul Gupta, diretor sénior da Gartner, “pela primeira vez este ano, as vendas de smartphones para utilizadores finais em três dos cinco principais mercados, ou seja, Índia, Indonésia e Brasil aumentaram, 9,3%, 8,5% e 3,3%, respectivamente." Ele acrescentou ainda que “os consumidores estão a limitar os seus gastos, mesmo quando algumas condições de bloqueio começam a melhorar”.

Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!