Android Geek
O maior site de Android em Português

Xiaomi lidera mais um mercado de smartphones no terceiro trimestre

Um novo relatório da International Data Corporation (IDC) revelou hoje que a Xiaomi tornou-se novamente a marca número um na Índia no terceiro trimestre de 2018, com uma participação de mercado de 27,3%. A fabricante de smartphones chinesa teve um terceiro trimestre, com 11,7 milhões de unidades e consequentemente, derrubou a Samsung do primeiro lugar.

Um novo relatório da International Data Corporation (IDC) revelou hoje que a Xiaomi tornou-se novamente a marca número um na Índia no terceiro trimestre de 2018, com uma participação de mercado de 27,3%. A fabricante de smartphones chinesa teve um terceiro trimestre, com 11,7 milhões de unidades e consequentemente, derrubou a Samsung do primeiro lugar. Além disso, a diferença entre o primeiro e o segundo agora parece estar a ampliar-se, com a Samsung a ter uma participação de mercado de 22,6%. Quanto à Vivo manteve a sua terceira posição com uma taxa de crescimento de 36%, segundo o relatório.

Xiaomi-Mi-Store-France.jpg

O principal fator do ressurgimento da Xiaomi pode ser atribuído às vendas de comércio electrónico antes da época festiva de Diwali. “O comercio online continua a gerar acessibilidade com múltiplas opções de financiamento, como EMIs zero ou de baixo custo, garantias de recompra e cashback em cartões de débito / crédito”, disse Upasana Joshi, gestor de Pesquisa Associado da IDC Índia. Uma grande parte dessas vendas deveu-se ao enorme sucesso da Xiaomi Redmi 5A e Redmi Note 5 Pro além do recém-anunciado Redmi 6 / 6A. A Samsung, apesar de ter perdido o primeiro lugar, registou um crescimento anual de 4,8%, graças aos novos modelos acessíveis, como o Galaxy J6, com um Infinity Display.

O segmento off-line também registou um crescimento de 6,6% no mesmo trimestre. No geral, o mercado de smartphones atingiu um novo recorde de 42,6 milhões de unidades vendidas no terceiro trimestre, representando um crescimento ano-a-ano de 9,1% (YOY).

No entanto, com vendas tão robustas, um aumento de preço da Xiaomi e Realme também atingiu a indústria. Devido à rupia cada vez mais em queda, ambos as OEMs acima mencionados aumentaram os preços de vários dos seus produtos. A Xiaomi aumentou os preços do Redmi 6 e do Redmi 6A enquanto que a Realme subiu os preços do Realme C1 e Realme 2 recentemente no seu país.

 

Ajuda-nos a chegar mais longe, partilha com os teus amigos

Obrigado pela visita!
Fonte gadgets ndtv

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais

Ajuda-nos a chegar mais longe, partilha com os teus amigos

Obrigado pela visita!
close-link