Realme retirada da OPPO Mall, significa que a marca poderá tornar-se independente

Agora, nem mesmo um único produto Realme pode ser encontrado na OPPO Mall. Além disso, a secção de marca da Realme também foi retirada da loja online, enquanto que a OnePlus não foi afectada de forma alguma.

De acordo com relatórios da ITHome, a marca chinesa de smartphones Realme foi alegadamente retirada da OPPO Mall. A OPPO Mall (anteriormente conhecida como Huantai Mall app) é uma loja online baseada no comércio electrónico que foi apelidada de loja oficial da OPPO, OnePlus, e Realme na China.

Se acreditarmos no popular leaker Digital Chat Station, a Realme tem planos para abrir uma loja comercial independente de comércio electrónico para os seus dispositivos. Isto foi uma surpresa, pois a Realme é afiliada da OPPO e OnePlus, e foi fundada em Agosto de 2018. A Realme e a OnePlus tinham as suas próprias secções especiais no OPPO Mall, que serviu como uma plataforma de comércio electrónico dedicada.

Realme retirada da OPPO Mall, significa que a marca poderá tornar-se independente 1

Agora, nem mesmo um único produto Realme pode ser encontrado na OPPO Mall. Além disso, a secção de marca da Realme também foi retirada da loja online, enquanto que a OnePlus não foi afectada de forma alguma.

O link que abriu a secção de smartphones Realme no OPPO Mall mostra agora a seguinte notificação – “Este produto foi retirado das prateleiras, vamos procurar outros produtos”. Entretanto, o Realme Mall oficial pode ser acedido normalmente.

A saída da Realme da loja comercial OPPO desta vez deverá assinalar um desempenho mais forte da marca. Anteriormente, o mercado tinha uma preferência por um vários produtos Realme, e esta preferência aumentou significativamente.

Realme retirada da OPPO Mall, significa que a marca poderá tornar-se independente 2

Realme é quem mais cresce no mercado de smartphones 5G

A estratégia de crescimento dos smartphones 5G da Realme, segundo um analista passa por: “a Realme oferecer um portfólio 5G mais amplo desde 2020, tendo crescido de apenas dois smartphones 5G no início de 2020 para 15 no início de 2021 e bem mais do dobro até ao 4º trimestre de 2021.

Simultaneamente, o preço médio de venda (ASP) destes dispositivos também diminuiu – de perto dos 270 dólares no 1º trimestre de 2020 para 250 dólares no quarto trimestre de 2021. Isto apesar da subida do ASP nos equipamentos 5G observada nos últimos trimestres devido ao aumento de preços no GT Neo Flash, Q3 Pro Carnival e V5 5G no 3º trimestre de 2021 e ao lançamento do GT Neo 2 a 350 dólares (preço grossista) no 4º trimestre de 2021.”

Vai gostar de saber:  OPPO lança Enco Buds2 Pro: Os auriculares TWS ideais para o novo ano letivo

Realme retirada da OPPO Mall, significa que a marca poderá tornar-se independente 3

O desempenho da Realme na Europa, o diretor associado Jan Stryjak afirmou que “A Realme foi a marca que mais cresceu na Europa em 2021, tendo passado de força em força na região. Entrou no mercado em junho de 2019 e rapidamente encontrou o seu espaço com a sua abordagem de “flagship killer”, oferecendo dispositivos de alta especificação a preços competitivos.”

O rápido crescimento da Realme na Europa permitir-lhe-á ganhar uma posição maior na região, como tem feito em países das regiões do Médio Oriente & Norte de África e Ásia-Pacífico, que constituem a maioria dos 20 países em que os envios de smartphones 5G da Realme estão entre os cinco primeiros.

A ascensão meteórica da Realme é de ser notada, o crescimento que tem tido é realmente impressionante. A sua estratégia tem sido muito bem delineada, e tem conseguido captar muitos utilizadores, em diversas regiões. E ainda tem as suas próprias edições limitadas muito interessantes. Pessoalmente é uma marca que me agrada bastante, e claramente com diversos equipamentos para todas as carteiras.

Leiam as últimas notícias do mundo da tecnologia no Google News , Facebook  e Twitter e também no nosso Grupo de Telegram
Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!