Android Geek
O maior site de Android em Português

Queriam um Pixel Watch? A Google diz para esquecerem isso este ano

Apesar de no passado rumores terem alegado o contrário, A Google não vai lançar um Pixel Watch este ano. A empresa confirmou isso por meio de Miles Barr, o diretor de engenharia da Wear OS, a falar para o Tom's Guide numa entrevista.

Apesar de no passado rumores terem alegado o contrário, A Google não vai lançar um Pixel Watch este ano. A empresa confirmou isso por meio de Miles Barr, o diretor de engenharia da Wear OS, a falar para o Tom’s Guide numa entrevista.

Apesar de no passado rumores terem alegado o contrário, A Google não vai lançar um Pixel Watch este ano. A empresa confirmou isso por meio de Miles Barr, o diretor de engenharia da Wear OS, a falar para o Tom’s Guide numa entrevista.

O Pixel Watch foi dito que poderia ser revelado ao lado do Pixel 3 e Pixel 3 XL os smartphones que veremos no próximo evento do Google no início de outubro. No entanto, o gigante das pesquisas diz que se quer concentrar nos seus parceiros no espaço wearable e na melhoria do Wear OS.

Existe efectivamente um caminho a percorrer para o Wear OS, e a Google parece querer ir ao encontro daquilo que os consumidores querem. Por exemplo, é um facto que as pessoas querem que tanto o NFC como um monitor de frequência cardíaca estejam presentes nos seus dispositivos wearable. E é por isso que dispositivos recém-anunciados como o Skagen Falster 2 (foto abaixo) incorporaram essas tecnologias, ao contrário das gerações anteriores.

Queriam um Pixel Watch? A Google diz para esquecerem isso este ano 1

A empresa não quer para já desenvolver o seu próprio hardware porque não há um relógio perfeito para cada pessoa. Este ponto é muito destacado pela diversidade no ecossistema Wear OS, com alguns wearables destinados a entusiastas de fitness, outros para actividades ao ar livre, enquanto outros são tudo sobre design.

Embora o Google ainda não tenha criado um smartwatch que seja indispensável para todos, se a empresa começasse um projeto desse tipo, eles concentrar-se-iam no Google Assistant, “para integrar a aprendizagem de IA e de máquina no dispositivo, que é o forte do Google “, disse Barr.

A recém revelada mudança do sistema operativo será seguida no início do próximo ano por uma nova atualização que será focada na melhoria da vida útil da bateria. Para conseguir isso, o Google usará estratégias semelhantes às que já estão empregadas no Android. O modo Doze desativará as coisas quando o utilizador estiver a interagir menos com o relógio. A Aprendizagem de máquina será usada para otimizar quando o dispositivo executa diferentes processos, a fim de minimizar o uso de energia.

O novo lançamento em 2019 não será chamado Wear OS 3.0, porque o Google quer-se afastar dos números de versão.

Os números “levaram a uma armadilha onde só podemos atualizar uma vez por ano. A experiência do SO Wear está a evoluir, e este é o começo dessa evolução. Queremos continuar a implementar melhorias regularmente para que os utilizadores não fiquem à espera “, Explica Barr.

Fonte

Ajuda-nos a chegar mais longe, partilha com os teus amigos

Obrigado pela visita!

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais

Ajuda-nos a chegar mais longe, partilha com os teus amigos

Obrigado pela visita!
close-link