Android Geek
O maior site de Android em Português

Qualcomm finalmente anuncia um novo Chipset smartwatch - o Snapdragon Wear 4100+

Faz muito tempo desde que a Qualcomm apresentou o seu chipset para Wearables SD2100 em 2016, mas a Qualcomm finalmente tem um novo processador para os relógios inteligentes com Wear OS - a plataforma Snapdragon Wear 4100+. Não, não adicionaram apenas um coprocessador como fizeram com o SD3100 , desta vez o fabricante de Chipsets deu-nos uma CPU construída no processo de 12 nm com núcleos mais rápidos e um aumento de 85% no desempenho.

Snapdragon Wear 4100

Ao contrário do lento Snapdragon Wear 3100, vale a pena ficar empolgado com esse novo Chipset, pois podemos esperar que novos smartwatches sejam lançados com ecrãs de alta resolução, desempenho veloz e até 25% melhor de duração da bateria.

  • Desempenho e conectividade super rápidos: O Snapdragon Wear 4100 é composto por quatro núcleos A53, uma GPU Adreno 504, suporte para memória LPDDR3 (750MHz) e ISPs duplos que suportam câmaras de até 16MP.
  • Co-processador Always-On mais inteligente: O coprocessador AON com melhorias suporta experiências enriquecidas, com suporte para até 64k cores, monitorização contínua da frequência cardíaca, sono e rastreio da saúde mesmo quando processador principal está ocioso
  • Plataforma de potência ultra baixa: O processo de fabrico de 12 nm traz eficiência de energia e suporta Clock dinâmico e escala de tensão. O Bluetooth 5.0 é suportado e oferece mais de 25% de duração da bateria estendida
  • Experiências mais ricas e aprimoradas: A plataforma híbrida melhora os modos interativo, ambiental, desportivo e ecrã, com um aumento no suporte para cores de 16k para 64k, com maior legibilidade e imagens mais nítidas.

Podemos esperar que o primeiro smartwatch com o Chipset Snapdragon Wear 4100 seja lançado algures no próximo mês, na forma do Z6 Ultra de próxima geração da imoo, um relógio direccionado especificamente para as crianças.

Ao contrário do SD3100, a Qualcomm parece ter apostado em alguns recursos com a plataforma Snapdragon Wear 4100+, o que pode finalmente ajudar o Wear OS a cumprir o seu potencial em vez de ser criticado por um desempenho medíocre. Mal podemos esperar para ver o que os fabricantes de relógios inteligentes podem fazer agora que têm poder de fogo para os seus Wearables.

Fonte: Qualcomm

Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!