Qualcomm espera fornecer apenas 20% dos modems do iPhone de 2023

A partir de 2023, a mudança da Apple para longe dos modems de terceiros terá um impacto negativo no negócio do modem da fabricante de chips.

A Qualcomm tinha anunciado hoje (17 de novembro de 2021) que iria competir contra os Chips M da Apple Silicon, com os seus próprios processadores da próxima geração para PCs durante o evento do Dia do Investidor de 2021. Agora, um funcionário da empresa revelou futuras projeções para o negócio de modem da empresa, uma vez que a empresa se prepara para que os chips de modem da própria Apple sejam introduzidos ainda este ano.

 

A partir de 2023, a mudança da Apple para longe dos modems de terceiros terá um impacto negativo no negócio do modem da fabricante de chips. De acordo com o CFO da Qualcomm, Akash Palkhiwala, a empresa espera fornecer apenas 20% dos modems da Apple até 2023, uma diminuição face ao ano anterior. Ou seja, o monopólio da Apple no fornecimento de modems para os iPhones terminará em 2023, marcando o fim do domínio da empresa no mercado.

Qualcomm espera fornecer apenas 20% dos modems do iPhone de 2023 1

Para aqueles que desconhecem, a empresa sediada em Cupertino tem vindo a trabalhar no desenvolvimento dos seus próprios chips de modem já há já algum tempo. Recentemente foi noticiado que os modems internos da Apple serão incluídos nos iPhones que serão lançados em 2023, o que também está em linha com as expectativas do fabricante de chips.

A Qualcomm afirmou que esta ainda é apenas uma “hipótese de planeamento para efeitos de previsão”, mas parece que a empresa está a antecipar um lançamento em 2023 neste momento. Curiosamente, este anúncio surge numa altura em que o fabricante de chips, se encontra a tentar competir com os processadores da série M da Apple com os seus próprios processadores de PC baseados em ARM. Estes chips, que serão desenhados pela Nuvia, e irão “definir o benchmark de desempenho para computadores Windows”, de acordo com a empresa.

Qualcomm espera fornecer apenas 20% dos modems do iPhone de 2023 2

Por outro lado, a mudança para longe da Apple e para os seus próprios modems surge depois de uma longa batalha legal com a Qualcomm que foi finalmente resolvida em 2019. Uma vez que a Apple precisava de produzir chips de modem para os seus iPhones, as duas empresas formaram uma parceria de longo prazo como resultado deste evento. No entanto, a empresa começou a trabalhar por conta própria para se tornar autossuficiente no futuro também.

Leiam as últimas notícias do mundo da tecnologia no Google News , Facebook  e Twitter e também no nosso Grupo de Telegram
Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!