Programadores do CamScanner pedem desculpas e explicam por que a aplicação foi removida do Google Play

Caros utilizadores do CamScanner Android, a nossa equipa do CamScanner detectou recentemente que foi relatado que o SDK de publicidade fornecido por um terceiro chamado AdHub, integrado na versão 5.

A Google decidiu retirar da Play Store a aplicação CamScannerno início desta semana, depois de descobrir um Trojan no seu código, que aparentemente foi introduzido na aplicação entre os meses de junho e julho, logo após a aplicação ter sido apanhada numa controvérsia devido à decisão dos seus criadores de inundar a aplicação de publicidade, além de basear o seu modelo de financiamento numa assinatura paga que desiludiu e irritou muitos dos seus utilizadores. A INTSIG, a empresa por trás do desenvolvimento do CamScanner, finalmente decidiu falar sobre esta situação, para garantir que a aplicação não caiu nas mãos de uma rede fraudulenta e confirmar a intenção de voltar a colocar a aplicação na loja de aplicações do Google o mais rápido possível.

CamScanner para Android

Caros utilizadores do CamScanner Android, a nossa equipa do CamScanner detectou recentemente que foi relatado que o SDK de publicidade fornecido por um terceiro chamado AdHub, integrado na versão 5.11.7 do Android, contém um módulo malicioso que produz cliques de publicidade não autorizados. A injeção de códigos suspeitos viola a Política de Segurança do CamScanner! Tomaremos uma ação legal imediata contra o Adhub! Felizmente, após diversas rondas de verificação de segurança, não encontramos nenhuma evidência que o módulo poderia causar uma fuga de informação de dados dos documentos. Removemos todos os anúncios SDK não certificados pelo Google Play e uma nova versão será lançada. Podem entrar em contato com [email protected] para uma atualização> direta ou fazer o download da nova versão. Agradecemos a paciência e compreensão. Atenciosamente, CamScanner

Além disso, a publicação oferece um link para download para a versão mais recente do CamScanner , supostamente livre do módulo de publicidade que continha o Trojan. No entanto, existem muitos boas alternativas existentes no Google Play, e este talvez tenha sido o último prego no caixão de uma aplicação que, desde abril passado, estava em queda livre.

Relacionado:  Samsung Galaxy Watch 4 Classic aparece em imagens oficiais

 

Leiam as últimas notícias do mundo da tecnologia no Google News , Facebook  e Twitter e também no nosso Grupo de Telegram
Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!