Android Geek
O maior site de Android em Português

Primeiro trimestre de 2019 evidencia dificuldades da Samsung e da Apple, e um incrível crescimento da Huawei

Curiosamente, as duas empresas de pesquisa parecem não concordar com a extensão do declínio do mercado, já que uma estimativa coloca as vendas em pouco mais de 330 milhões de unidades, 4% abaixo das 345,4 milhões no primeiro trimestre de 2018, A outra conta apenas 310,8 milhões de expedições ao em todo o mundo durante os primeiros três meses de 2019, o que representaria uma queda ano-a-ano muito maior de 6,6%. Embora os números não pareçam muito encorajadores, a Strategy Analytics tem uma perspectiva significativamente mais positiva, alegando que os números de smartphones expedidos estão finalmente a “mostrar sinais de estabilização”, A IDC destaca a sexta queda trimestral consecutiva do mercado, que também representa um declínio maior do que o relatado no ano passado.

Os projetos dobráveis ​​e conectividade 5G são a esperança para eventualmente trazer um novo crescimento ao mercado estagnado de smartphones, não deveria ser uma grande surpresa saber que os principais intervenientes do setor não facturaram o que pretendiam durante o primeiro trimestre de 2019.

Primeiro trimestre de 2019 evidencia dificuldades da Samsung e da Apple, e um incrível crescimento da Huawei 1

Os equipamentos expedidos globalmente  caíram no período de janeiro a março em relação ao mesmo período de 2018, de acordo com Strategy Analytics e a International Data Corporation (IDC).

Curiosamente, as duas empresas de pesquisa parecem não concordar com a extensão do declínio do mercado, já que uma estimativa coloca as vendas em pouco mais de 330 milhões de unidades, 4% abaixo das 345,4 milhões no primeiro trimestre de 2018, A outra conta apenas 310,8 milhões de expedições ao em todo o mundo durante os primeiros três meses de 2019, o que representaria uma queda ano-a-ano muito maior de 6,6%.
as informações do mercado global do primeiro trimestre de 2019 destacam as dificuldades da Samsung e da Apple, o incrível crescimento da Huawei

Embora os números não pareçam muito encorajadores, a Strategy Analytics tem uma perspectiva significativamente mais positiva, alegando que os números de smartphones expedidos estão finalmente a "mostrar sinais de estabilização", A IDC destaca a sexta queda trimestral consecutiva do mercado, que também representa um declínio maior do que o relatado no ano passado. Mas se há uma coisa que as duas empresas de pesquisa podem concordar, é no nome do vencedor global do primeiro trimestre de 2019.

Huawei intensifica a pressão na Samsung

Ultrapassar Samsung e mesmo a Apple em volume mundial parecia um objetivo absurdo para a Huawei concretizar há não muito tempo, mas se a Huawei conseguir manter o seu ritmo de crescimento fenomenal, o número um entre os OEMs de dispositivos móveis é definitivamente possível no prazo de um ano. Richard Yu disse que queria ser número um até 2020, parece cada vez mais provável que aconteça.
À primeira vista, a Samsung parece estar  a gerir uma liderança sólida , mas a diferença está a esfuma-se rapidamente, já que os equipamentos expedidos da Huawei aumentaram de forma surpreendente em 50% no primeiro trimestre, de cerca de 39 para 59 milhões de unidades. Isso é o suficiente para uma incrível participação de mercado entre 17,9 e 19 por cento, em comparação com 22 ou 23 por cento da fatia da Samsung, o que equivale a menos de 72 milhões de unidades, uma queda de 8 por cento ante os 78 milhões do ano passado.
as informações do mercado global do primeiro trimestre de 2019 destacam as dificuldades da Samsung e da Apple, o incrível crescimento da Huawei

Não é um segredo que a Samsung está a ter problemas para se firmar no crucial mercado chinês, o seu portfólio de produtos de média gama continua a não conseguir grandes resultados em todo o mundo. A Huawei, por outro lado, está em alta em todos os mercados (excepto nos Estados Unidos) e em cada faixa de preço, com modelos sofisticados para criar uma "forte afiliação" em dispositivos de gama média e baixa, sendo estes últimos grandes responsáveis pelo "desempenho geral" da companhia.

Apple e praticamente todos os fabricantes estão em dificuldades mundo

Provavelmente já sabem que os números oficiais de vendas do iPhone já não estão incluídos nas demonstrações financeiras trimestrais da Apple, o que parece estar a causar grande confusão para a Strategy Analytics e o IDC.  Os números do primeiro trimestre de 2019 não estão remotamente próximos, com 43,1 e 36,4 milhões de equipamentos expedidos, respectivamente, embora de qualquer forma, a Apple esteja em terceiro lugar, depois de perder paraaa Huawei o segundo lugar geral em 2018.
A participação de mercado da gigante de tecnologia baseada em Cupertino está obviamente a encolher também, de 15 para algo entre 11,7 e 13 por cento, principalmente devido ao fraco desempenho de vendas do iPhone em todo o mundo. Regiões chave como a China e Índia.
Mas enquanto uma das empresas de pesquisa espera que a Apple "recupere ligeiramente nesses dois países" no segundo trimestre graças a cortes de preços recentes, a outra calcula que os iPhones podem "enfrentar um resto de 2019 difícil ", à medida que os concorrentes intensifiquem o seu foco em dispositivos dobráveis ​​e velocidades de 5G.
o Mate 20 Pro pode ser uma das razões pelas quais o iPhone XS Max não está a vender exatamente como hotcakes

O Mate 20 Pro pode ser uma das razões pelas quais o iPhone XS Max não está a vender exatamente como esperavam.

 

Em quarto e quinto lugar, Xiaomi e Oppo também não tiveram o melhor dos trimestres, pelo menos de acordo com a IDC, que estima que os números do segundo trimestre caíram 10 e 6 por cento, respectivamente. Curiosamente, a Vivo está empatada com a marca irmã Oppo em quinto lugar no ranking global da IDC, A Strategy Analytics não menciona nada sobre a Vivo, alegando que os equipamentos expedidos da Oppo na verdade cresceram ligeiramente no período de janeiro a março.

Em resumo, há várias diferenças importantes, possíveis erros de cálculo e pontos de interrogação deixados depois de analisar essas informações, mas uma coisa é clara e incontestável - a indústria móvel como um todo está a sofrer devido a uma falta geral de inovação e ciclos de atualização mais longos.

 

Partilhem com os vossos amigos e ajudem este projecto em Português.

Obrigado pela visita!

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais

Partilhem com os vossos amigos e ajudem este projecto em Português.

Obrigado pela visita!
close-link