Android Geek
O maior site de Android em Português

Primeiro olhar Huawei Mate X: Três modos de ecrã, quatro Câmaras, 5G

A moda são telefones 5G e dobráveis. Portanto, é lógico que a Huawei aposte forte em ambas as categorias nesta feira de Barcelona.

O Mobile World Congress 2019 está obsessivamente concentrado em duas grandes tendências: telefones 5G e dobráveis. Portanto, é lógico que a Huawei aposte forte em ambas as categorias nesta feira de Barcelona.

Primeiro olhar Huawei Mate X: Três modos de ecrã, quatro Câmaras, 5G 1

Huawei Mate X deixou todos de boca aberta

Este é o Huawei Mate X. É super-fino, (supostamente) super-rápido e diferente de qualquer um dos dobráveis ​​que vimos até agora. O design básico deste dobrável é o que podem chamar de “outie” – o ecrã está do lado de fora em oposição ao Samsung Galaxy Fold, que tem o seu ecrã no interior e outro ecrã do lado de dentro.

Primeiro olhar Huawei Mate X: Três modos de ecrã, quatro Câmaras, 5G 2

Isso significa que o Mate X pode ser dividido em três secções do ecrã, dependendo de como é dobrado. Quando está totalmente plano, oferece um ecrã de tablet de 8 polegadas quadrado ( relação de aspecto exata é um 8: 7,1) a 2480×2200. No modo de telefone tem um painel 18,5: 9 de 6,6 polegadas em 2480×1148.

Isso é aproximadamente o mesmo tamanho de um telefone grande regular, apenas sem os painéis ou entalhe de ecrã que podiam estar à espera. Quando está dobrado, o outro lado do dispositivo abriga um ecrã de 6,38 polegadas, que fica ao lado dos módulos da câmara.

O Mate X é absolutamente uma incrível obra de engenharia.

Essa orientação e o grande número de configurações do ecrã demoram um pouco a perceber mas na verdade faz sentido. E sem o notch do Galaxy Fold.

A Huawei anuncia o Mate X: o primeiro grande smartphone que se dobra para Para além!

Quem puder pagar algo deste género o tem todos os benefícios de um tablet Android, por exemplo, como suporte a várias janelas e navegação mais fácil em aplicações com vários painéis, como o Gmail.

O painel do telefone é exatamente o que se esperaria: uma face frontal totalmente em ecrã, sem entalhe, porque não há necessidade de uma câmara frontal.

Parece um smartphone moderno, de ecrã cheio, apenas mais espesso e ligeiramente mais angular.

Mas antes continuarmos vale a pena salientar porque não precisa de uma Câmara frontal?

A resposta está num dos principais pontos fortes de dispositivos dobráveis ​​como este.

Basta virar o dispositivo e temos uma parte do ecrã ao lado com o conjunto de câmara quádrupla Leica e conseguimos tirar as fotos que quisermos.

 

No modo tablet, temos uma câmara que é tão boa quanto um smartphone de topo – pelo menos em teoria. O conjunto de Câmara quad é assinado pela Leica, a Huawei não revelou muitos detalhes adicionais no evento de pré-estreia em Barcelona. É seguro dizer, no entanto, que dado o histórico da Huawei e da Leica, este Mate X deve tirar fotos melhores do que um tablet comum.

 

A natureza dobrável do ecrã do Mate X também abre as portas a algumas características únicas em retratos. No modo telefone, quando o utilizador está a enquadrar a foto no ecrã maior, podem deixar a pessoaqque estão a fotografar ver como está a sua aparência no ecrã traseiro na parte menor do ecrã. Além disso, Podem ver-se a si mesmo quando estão a tirar uma selfie sem precisarem de uma câmara frontal dedicada – o que significa que as selfies (novamente, em teoria, porque não sabemos nada sobre as câmaras) parecem tão boas quanto os retratos tirados com a câmara traseira de um telefone de topo.

No entanto aproveitar o potencial de um aparelho dobrável está longe de ser simples. Considerando que ainda não conseguimos estar com o dispositivo, vale a pena aceitar as afirmações da Huawei mas com alguma prudência.

Há mais no Mate X do que a maneira como o ecrã funciona e os recursos da câmara e o que ela permite.

Mas há mais no Mate X do que a maneira como o ecrã funciona e os recursos da câmara e o que ela permite. O dispositivo em si também é excepcionalmente fino, porque armazena todos os componentes volumosos na área onde as câmaras estão. (Essa área também é projetada para facilitar a utilização com uma mão.) A parte do ecrã mede apenas 5,4 mm de espessura – mais fina que a da geração actual de iPads. A Huawei afirma que a espessura dobrada do telefone é de apenas 11 mm, o que, com um pouco de matemática, significa que o Mate X está a duplicar mais ou menos o seu volume no estado plano, ao contrário do espaço deixado pelo dobrável Samsung Galaxy Fold.

A Huawei também está interessada em salientar os painéis significativamente menores permitidos por esta abordagem – embora o dispositivo permaneça mais grosso que os smartphones não dobráveis ​​padrão.

Primeiro olhar Huawei Mate X: Três modos de ecrã, quatro Câmaras, 5G 3

Nós só pudemos ver o novo design de dobradiça de “asa de falcão” da Huawei a certa distância, mas parece menos intrusivo do que a dobradiça emborrachada e feia do FlexPai. Mais importante, permite que o Mate X, fique completamente plano em qualquer configuração.

A folha de especificações do Huawei Mate X ainda tem algumas lacunas, já que a empresa não revelou todas as especificações internas do dispositivo antes do lançamento. No entanto, sabemos que o telefone possui um processador Kirin 980, o mesmo Chipset que alimenta a série Mate 20, e está emparelhado com o modem Balong 5000 5G da Huawei para velocidades de até 4,6Gbps em redes 5G sub-6GHz.

Primeiro olhar Huawei Mate X: Três modos de ecrã, quatro Câmaras, 5G 4

Essas velocidades são impressionantes, mas serão mais impressionantes quando as redes 5G sub-6 estiverem a funcionar.

Também temos um scanner de impressões digitais escondido no pequeno botão de energia ao lado para segurança biométrica. E é tudo alimentado por uma bateria dividida 4500mAh com uma nova abordagem da tecnologia SuperCharging da Huawei. A versão mais recente chega a 55W e permite carregar 85% em apenas 30 minutos. (comparem com os 40W do Mate 20 Pro é vejam a brutalidade).

 

Mate X é impressionante mas dúvidas persistem

O Huawei Mate X é uma peça de tecnologia impressionante, mas muitas questões permanecem á volta dos recursos , desempenho e software. Uma das áreas potenciais de fraqueza é a interface EMUI da Huawei, que tem uma reputação desser um pouco confusa, particularmente em tablets.

São legítimas algumas preocupações sobre como a EMUI pode adaptar-se a um novo fator de forma. Para além disso com o tempo,  estas novas tecnologias, como desgaste na dobradiça, e arranhões no ecrã flexível revestido de plástico.

Com o Mate X, como quase todas as outras as opções dobráveis é muito cedo para dizer se o Mate X é o melhor dobrável do Android, ou até mesmo uma coisa em que devam considerar gastar dinheiro. Neste estágio inicial, tudo o que podemos dizer com certeza é que, depois de alguns meses extremamente desafiadores para a empresa chinesa, a Huawei volta a ser noticiada pelas razões certas.

Preços Mate X

Como seria de esperar o preço do Mate X são algo proibitivos e até a tecnologia estar maturada não aconselhamos ninguém a ir a correr comprá-lo. Mas que deixou todos boquiabertos deixou. É uma obra de engenharia impressionante.

Primeiro olhar Huawei Mate X: Três modos de ecrã, quatro Câmaras, 5G 5

 

Ajuda-nos a chegar mais longe, partilha com os teus amigos

Obrigado pela visita!

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais

Ajuda-nos a chegar mais longe, partilha com os teus amigos

Obrigado pela visita!
close-link