Android Geek
O maior site de Android em Português

Pedido de patente da Apple pode resolver um grande problema com a Siri

Além de algumas das coisas habituais que já falámos no passado, como a incapacidade da Siri de entender as perguntas que fazemos ou as respostas incorretas, a Siri também tem o hábito de se ativar acidentalmente. Essas ativações acidentais foram detectadas mais frequentemente no Apple Watch e HomePod.

Alguns utilizadores do iPhone da Apple têm reportado dificuldades com a Siri. Além de algumas das coisas habituais que já falámos no passado, como a incapacidade da Siri de entender as perguntas que fazemos ou as respostas incorretas, a Siri também tem o hábito de se ativar acidentalmente. Essas ativações acidentais foram detectadas mais frequentemente no Apple Watch e HomePod.

Pedido de patente da Apple pode resolver um grande problema com a Siri 1

Patente revela como a Apple planeia "resolver" um dos problemas da Siri

De acordo com um novo pedido de patente apresentado pela Apple no Escritório de Patentes e Marcas dos Estados Unidos, a empresa está a trabalhar numa tecnologia que reduzirá ao mínimo as ativações acidentais da Siri. O pedido de patente, intitulado "Dispensa do assistente virtual Attention Aware", usa critérios para determinar o quão interessado o utilizador está em receber uma resposta do assistente digital. Para fazê-lo, o Siri pode usar câmaras para verificar o olhar ao chamar o assistente digital. Creepy Stuff.

Por exemplo, se estiverem a olhar directamente para o iPhone ao chamar a Siri, o iPhone vai perceber que o utilizador realmente pretendia ativar o assistente digital usando a hotword "Hey Siri". Ao mesmo tempo, aumenta as hipóteses de o utilizador dizer "Ei, Siri" e não "Tom e Jerry" ou "ai, si".

Além de olhar para o telefone ao ativar o Siri, a duração do olhar também desempenha um papel na determinação se o utilizador do iPhone realmente deseja a ajuda da Siri. Por exemplo, digamos que o estão a olhar para o telefone, e dizem a hotword "Hey Siri" e depois se distraem com alguém antes de dar ao Siri uma pergunta ou tarefa para executar. Se o iPhone puder determinar que a intenção é realmente dar uma tarefa ao assistente digital, o sistema pode instruir a Siri a não desativar, para que o utilizador possa dar ao assistente a tarefa que deseja que execute.

Além de ser irritante, as ativações acidentais da Siri também podem afetar negativamente a bateria do iPhone. A Apple observa que, com o Siri mais rápido e eficiente, o uso de energia é reduzido e a vida útil da bateria, melhorada.

 

A Apple mencionou isso na patente, e diz: "Determinar, com base em dados obtidos usando um ou mais sensores do dispositivo eletrónico, se um ou mais critérios que representam desinteresse expresso do utilizador são satisfeitos (e / ou se um ou mais critérios que representam interesse expresso do utilizador estão satisfeitos) permite determinar se um utilizador está interessado numa atividade com o assistente virtual. Saber se um utilizador está interessado permite a tomada de decisão inteligente sobre se o sistema deve desativar a sessão de assistente virtual.

No iOS 14, o Siri ocupará muito menos de ecrã quando ativado por um utilizador e o assistente será também capaz de enviar mensagens de voz. Se a patente for aprovada, só teremos que nos preocupar com os nossos iPhones ativarem as câmaras para ver o que estamos a fazer.

Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!