Android Geek
O maior site de Android em Português

Os negócios globais da Xiaomi já são metade da receita bruta

O discurso incluiu um elogio à equipa pelos os seus esforços, que fizeram a empresa crescer a passos largos nos últimos 10 anos. De acordo com o CEO , a empresa decidiu começar com software, pois não tinha muito conhecimento sobre hardware de telefones.

No 2020 Zhongguancun Forum, o fundador e CEO da Xiaomi, Lei Jun, falou sobre a sua skin MIUI, entre outros detalhes do progresso da empresa nos últimos 10 anos. O discurso incluiu um elogio à equipa pelos os seus esforços, que fizeram a empresa crescer a passos largos nos últimos 10 anos.

Xiaomi CEO Lei Jun

De acordo com o CEO , a empresa decidiu começar com software, pois não tinha muito conhecimento sobre hardware de telefones. A ROM personalizada MIUI foi criada com esta ideia. Lei Jun revelou que a ROM da MIUI ganhou destaque em 20 de setembro de 2010, quando um programador no fórum XDA Developers publicou um comentário a chamar a atenção de outros membros do fórum para uma nova ROM.

Naquele momento, a primeira versão da MIUI tinha apenas 100 utilizadores depois de ser lançada na China a 16 de agosto. Surpreendentemente, a ROM tornou-se popular primeiro fora da China, antes que a base de utilizadores domésticos começasse a crescer.

Com a recomendação oficial recebida no XDA, surgiu a ideia de traduzir MIUI para vários idiomas e adaptá-la para smartphones locais. Isso foi o início da globalização da Xiaomi.

Lei Jun disse ainda que a receita da Xiaomi com os seus negócios internacionais representa mais da metade de toda a receita e atribui isso às sementes que a MIUI plantou na mente do público há dez anos atrás. No entanto, o CEO da Xiaomi não partilhou nenhum dado que mostre a receita bruta da empresa no mercado global em comparação com a da China.

Atualmente, a MIUI está na sua 12ª geração (MIUI 12) com milhões de utilizadores espalhados por várias regiões do mundo.

Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!