Android Geek
O maior site de Android em Português

O Android 11 traz apenas melhorias incrementais e isso é bom

Vimos já quatro Developer Previews para o sistema operativo até agora, mas agora temos o primeiro lançamento projetado não apenas para programadores, mas para membros do público em geral. Obviamente, é uma versão beta, portanto só devem instalá-lo se estiverem confortáveis em viver com alguns Bugs.

O Google lançou o primeiro Android 11 beta. Vimos já quatro Developer Previews para o sistema operativo até agora, mas agora temos o primeiro lançamento projetado não apenas para programadores, mas para membros do público em geral.

Obviamente, é uma versão beta, portanto só devem instalá-lo se estiverem confortáveis em viver com alguns Bugs.

Com esta primeira versão beta, começamos a ter uma ideia concreta do que o Android 11 será. Infelizmente, se estavam ansiosos por uma mudança drástica que funcione de maneiras completamente diferentes em comparação com outras versões do Android, é melhor tirar o cavalinho da chuva.

O Android 11 traz apenas melhorias incrementais e isso é bom 1

Verdade seja dita, o Android 11 parece-se muito com o Android 10, que pela sua vez se parecia muito Android 9 Pie.

Eu diria que o Android 11 aparentemente sem surpreender é realmente uma atualização muito boa. Isso significa que o sistema operativo amadureceu até ao ponto em que as coisas funcionam da maneira que queremos e tudo em que o Google se recisa focar são melhorias sutis.

Android mudou muito nos seus primeiros dias

Até ao momento, existem 18 versões principais do Android. No início, cada nova versão da API parecia radicalmente diferente da versão anterior.  Até os ecrãs iniciais eram incrivelmente diferentes, para não falar das gavetas de aplicações, tons de notificação, páginas de configurações etc.

Essas duas versões do Android foram lançadas um ano após a outra. Um ano!

Agora, vejam as diferenças entre o Android 9 Pie e o Android 11, que são separados por quase dois anos:

Obviamente, existem algumas diferenças, mas a estética geral do design permanece inalterada. Os ícones, a barra de Pesquisa do Google, o widget do tempo e até as fontes são todos iguais.

Não vou abordar todas as facetas das duas versões aqui, mas confiem em mim quando digo que as gavetas de aplicações, os tons de notificação e outros aspectos do Android também são semelhantes entre o Pie e o Android 11.

A diferença entre os primeiros dias do Android e agora é que o Google sabe o que deve ser o Android. Demorou muito tempo até chegar lá, mas descobriu como apresentar o sistema operativo ao utilizador. Simplesmente não há necessidade de voltar à estaca zero a cada ano e reformular a aparência do Android.

Em vez disso, o Google está agora focado nas minúcias de tornar o Android melhor e mais funcional. Não é emocionante, mas é essencial.

Android 11 não é o que queremos mas o que precisamos

O Google é inteligente o suficiente para saber que uma reformulação selvagem do Android nesta altura provavelmente traria mais dissabores que qualquer outra coisa.

Portanto, não lamentem que o Android 11 não seja uma experiência totalmente nova. Em vez disso, fiquem satisfeitos com a ideia de que o Android é como é e será provavelmente assim por um muito tempo. Isso é uma coisa boa.

 

Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!