Android Geek
O maior site de Android em Português

iPhone 11 - Apple pode enfrentar escassez de abastecimento OLED

Agora que a Huawei conseguiu sair da lista de proibição de comércio imposta pelo governo de Trump parece haver uma nova tensão comercial entre a Coreia e o Japão, que pode ter um impacto negativo no próximo iPhone. O Japão prometeu emitir declarações oficiais amanhã 4 de julho ondeovai oficializar que restringirá a exportação de poliimida fluorada e de fluoreto de hidrogénio (HF) de alta pureza e resistência para a Coreia.

Todos sabemos que a nova geração do iPhone da Apple será lançada nos próximos meses. As informações dizem que será apelidado de iPhone 11, mas seja qual for o nome, há indicações de que veremos dois modelos iPhone 11 com painéis OLED e resoluções maiores que produzirão cores e imagens mais vivas, a versão mais básica contará com painel LCD semelhante ao iPhone XR do ano passado.

Agora que a Huawei conseguiu sair da lista de proibição de comércio imposta pelo governo de Trump parece haver uma nova tensão comercial entre a Coreia e o Japão, que pode ter um impacto negativo no próximo iPhone. O Japão prometeu emitir declarações oficiais amanhã 4 de julho ondeovai oficializar que restringirá a exportação de poliimida fluorada e de fluoreto de hidrogénio (HF) de alta pureza e resistência para a Coreia. Esses materiais são essenciais para fazer displays e Chipsets de smartphones. A resistência, em particular, é usada para transferir padrões de circuitos no substrato de um semicondutor. Isso é feito hoje em dia com litografia ultravioleta extrema (EUV) para marcar onde os transistores serão colocados dentro de um Chipset. O fluoreto de hidrogénio de alta pureza (HF) é usado para gravar o Chipset. Deve-se notar que o Japão representa 90% da poliimida fluorada globalmente, bem como 70% do gás de gravura, o que significa que as empresas coreanas, onde se incluem a Samsung, dependem em grande parte desses materiais para fazer painéis OLED.

Com a concretização destas medidas por parte do Japão, os exportadores para a Coreia precisarão da permissão das autoridades, que normalmente leva até 90 dias.

Embora a Apple tenha supostamente feito um enorme investimento na empresa que fornece os ecrãs LCD Liquid Retina para os ecrãs iPhone XR e OLED para o Apple Watch, a empresa pode não ser capaz de alimentar a procura da Apple em paineis OLED tanto em qualidade quanto em quantidade. A Samsung e a LG são o único grande fornecedor de Painéis OLED para os iPhones da Apple, e com a guerra comercial entre o Japão e a Coreia, os fabricantes que dependem destas tecnologias podem vir a enfrentar tempos. A menos que já tenham um stock de painéis OLED aos milhões.

Fonte

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais