Android Geek
O maior site de Android em Português

iOS 14 "roubou" estes 9 recursos do Android

A WWDC deste ano foi onde a Apple apresentou o iOS 14, que parece ser uma das actualizações mais substanciais do iOS desde há algum tempo. Fonte:

A Apple realizou ontem a sua Conferência Mundial do programador, também conhecida como WWDC. A WWDC deste ano foi onde a Apple apresentou o iOS 14, que parece ser uma das actualizações mais substanciais do iOS desde há algum tempo.

iOS 14

Fonte: Apple

 

O ecrã inicial está mais personalizável do que nunca, os widgets estãoddisponíveis para o utilizador e.. Surpresa, a Apple adicionou uma gaveta de aplicações.

Se vos parece algo que isso são coisas que o Android tem há anos, estão certos. A Apple pode apontar alguns dos recursos do iOS como revolucionários e inovadores, mas, verdade seja dita, está mais parecido com o Android do que nunca.

Ctrl C, Ctrl V?

Vejam uma breve descrição de 8 coisas que o iOS 14 copiou do Android.

O iOS 14 apresenta a maior mudança no ecrã inicial do iOS do que nunca, a primeira parte desta revolução vem na forma de widgets do ecrã inicial.

Widgets

 

Os widgets existem no iOS há algum tempo, mas até agora estavam limitados à página mais à esquerda. Com o iOS 14, não só os widgets foram completamente redesenhados, mas agora podem adicioná-los ao ecrã inicial. Os widgets podem ter tamanhos diferentes para garantir que o utilizador tenha a quantidade certa de informações que deseja e que pode colocar quantos Widgets quiser, como no Android.

A Apple também criou um novo widget "Smart Stack" que exibe automaticamente diferentes widgets de aplicações com base na hora do dia e, embora isso não tenha sido visto no Android antes, a ideia de widgets no ecrã inicial é a base no Android desde o início.

Gaveta de aplicações

Por falar em ecrã inicial, outra coisa que chega ao iOS é uma gaveta de aplicações. A Apple chama-lhe "App Library", mas é a mesma coisa. A App Library fica na extremidade direita dos ecrãs iniciais do iOS 14 e agrupa todas as aplicações instaladas em pastas inteligentes. Também podem usar a barra de pesquisa para encontrar uma aplicação específica, como no Android.

Isso também significa que o iOS 14 agora permite ocultar aplicações nos ecrãs iniciais, convertendo-o numa experiência muito semelhante ao Android.

Picture in Picture

Se possuem um telefone Android, é provável que estejam familiarizados com a função Picture in Picture. Com esta funcionalidade é possível reproduzir um vídeo numa pequena janela enquantoccontinuamos a usar o equipamento. Já temos isso no Android desde o Android 8.0 Oreo, mas os nossos amigos do iOS passaram a vida sem este recurso, mas agora já têm! Como no Android.

Também podem ocultar o PiP player numa barra lateral se desejarrm manter o áudio em execução, mas ocultar o vídeo.

A Apple pode não ter inventado o picture-in-picture, mas está bem executado. O iOS 14 permite que o utilizador ajuste facilmente o tamanho do PiP player arrastando o canto, que é um pequeno truque que deve tornar a experiência substancialmente melhor.

Definir aplicações padrão

Uma das queixas de longa data sobre o iOS era a incapacidade de definir aplicações de terceiros como uma aplicação padrão. Por exemplo, mesmo se tiverem o Google Chrome instalado como o navegador web preferido, tocar num link abriria sempre o Safari e não havia maneira de alterar.

Finalmente, isso muda com o iOS 14, agora os utilizadores têm a possibilidade de definir as suas aplicações de e-mail e navegador padrão.

A Apple escondeu isso sorrateiramente num pequeno gráfico durante a apresentação da WWDC, em vez de falar explicitamente sobre isso, por isso, mesmo que a empresa tenha um pouco de vergonha de finalmente ceder, é um ótimo toque que beneficiará muitos utilizadores.

App de Tradução

Traduzir aplicação no iOS 14

Fonte: Apple

 

O Google tem muitas aplicações / serviços excelentes, mas um dos mais úteis é o Google Translate. O Translate é uma ferramenta excelente para comunicar com pessoas que não falam o mesmo idioma que nós.

A Apple aproveitou o iOS 14 para apresentar a sua própria aplicação Translate, que funciona basicamente da mesma maneira. O utilizador escolhe o idioma que deseja falar e para qual idioma deseja traduzir e depois basta começar a falar. Quando terminar, o Translate lê a mensagem e também mostrará o texto traduzido no ecrã.

A aplicação em si parece ser boa, mas há uma grande diferença em relação ao que o Google oferece. O Apple Translate estreia com apenas 11 idiomas suportados, o Google Translate funciona com mais de 100.

Clipes de aplicações

Clips para aplicações do iOS 14

Fonte: Apple

 

Em 2017, o Google lançou o teste inicial do Android Instant Apps - uma maneira de executar aplicações e jogos leves, sem precisarem instalá-los. Basta tocar num botão e vão ter acesso instantâneo a uma versão leve de uma aplicação completa. Cerca de um ano depois, em maio de 2018, os Android Instant Apps foram disponibilizados para todos os programadores com o nome "Google Play Instant".

Com o iOS 14, a Apple copia uma página do manual do Google novamente com "App Clips".

Os clipes de aplicações são a versão da Apple do Google Play Instant, permitindo que o utilizador execute uma versão leve de uma aplicação iOS sem precisar instalá-la. Digitalizar um código QR, passar o iPhone numa etiqueta NFC ou tocar num link da web basta para correr um App Clip.

Os clipes de aplicações são exibidos na nova biblioteca de aplicações e se desejarmos, temos um atalho para instalar facilmente a aplicação completa.

Novo design Siri

Nova interface Siri no iOS 14

Fonte: Apple

 

Antes do iOS 14, ativar a Siri faria com que o assistente digital ocupasse todo o ecrã inicial. Isso distraia o utilizador do que estava a fazer anteriormente.

A Siri aparece agora com um pequeno indicador na parte inferior do ecrã que mantém o utilizador na aplicação ou site actual com o qual o utilizador estava a interagir. É uma abordagem muito mais semelhante à aparência de quando o utilizador aciona o Google Assistant num telefone Android e, embora seja um pequeno ajuste, não há como negar que o Android fez isso primeiro.

Permissões das aplicações na App Store

Permissões da App Store no iOS 14

Fonte: Apple

 

O Android concentrou-se em renovar as permissões de aplicações nos últimos anos, resultando num sistema operativo mais amigável e consciente da privacidade do que nunca. A privacidade é um dos ideais da empresa que a Apple mais se orgulha, o que torna muito mais divertido o facto de só agora estar a adicionar permissões de aplicações à App Store.

Ao visualizar uma aplicação na App Store no iOS 14, o utilizador finalmente verá quais as permissões que esta aplicação solicita. É uma ideia bastante básica, mas é algo que anteriormente não havia sido disponibilizado no iOS.

Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!