Android Geek
O maior site de Android em Português

Huawei pode construir os seus produtos sem componentes dos EUA, lista negra tem impacto limitado

“Não importa se haverá uma extensão, em termos do seu real impacto na Huawei, será muito limitada”, disse Liang em comentários traduzidos durante um painel.

O governo dos EUA anunciou uma nova prorrogação para a Huawei que permitirá que a empresa atenda os seus clientes existentes no país, o que terá um pequeno impacto na gigante da tecnologia chinesa, diz um executivo sénior da Huawei.

O SoC 5G de médio alcance da MediaTek será construído no nó de 7 nm

O Presidente da Huawei, Liang Hua, em entrevista à CNBC disse, a Huawei pode vender os seus produtos a clientes sem depender de componentes aos EUA, na conferência East Tech West, no distrito de Nansha, em Guangzhou, China, na segunda-feira.

"Não importa se haverá uma extensão, em termos do seu real impacto na Huawei, será muito limitada", disse Liang em comentários traduzidos durante um painel. "Os nossos produtos podem ser enviados sem a dependência dos componentes e Chipsets dos EUA".

Este ano, em maio, o Departamento de Comércio dos EUA adicionou Huawei à lista das entidades em lista negra e impôs restrições comerciais que a proíbem de comprar tecnologias americanas.

Liang afirma que, se as empresas norte-americanas não puderem vender componentes à Huawei, poderão "causar maiores danos" a elas próprias. A Huawei tem a capacidade de garantir que todos os seus principais produtos, onde se incluem estações base 5G, possam ser fabricados e fornecidos aos seus clientes sem depender de componentes dos EUA.

No mês passado, a Huawei anunciou ter conseguido mais de 60 contratos comerciais para 5G com as principais operadoras globais e enviar mais de 400.000 estações base 5G. Além disso, prevê mais de 500.000 estações este ano.

Segundo as informações, a produção anual da Huawei no próximo ano deverá ultrapassar 1,5 milhões de unidades, em comparação com as 600.000 estimadas para este ano, e algumas delas incluem peças fabricadas nos EUA.

Ren Zhengfei, fundador e CEO da Huawei, afirma que a empresa planeia vender mais de 2 milhões de estações base 5G nos próximos dois anos, apesar da proibição dos EUA.

Em setembro, soubemos que a Huawei já começou a produzir estações base 5G sem componentes dos EUA e a produção total de estações base 5G deve dobrar em 2020.

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais