Huawei duplica o uso de componentes chineses, nos seus novos smartphones

e acordo com um relatório ‎da NikkeiAsia,‎ a gigante tecnológica chinesa duplicou os componentes chineses em telefones recém-lançados. Agora, os dispositivos da empresa abrigam mais de 60% das peças fabricadas no seu país de origem.

‎A Huawei Technologies aparentemente elevou o uso de componentes fabricados na China para os seus smartphones mais recentes. A notícia chega à medida que a empresa se afasta das peças feitas pelos EUA devido às sanções.‎

‎De acordo com um relatório ‎da NikkeiAsia,‎ a gigante tecnológica chinesa duplicou os componentes chineses em telefones recém-lançados. Agora, os dispositivos da empresa abrigam mais de 60% das peças fabricadas no seu país de origem. Para quem não sabe, a empresa teve que substituir peças feitas pelos EUA, já que a empresa foi colocada na lista negra do governo dos EUA, que a proibiu de usar muitas tecnologias americanas cruciais. Agora, a marca tem trabalhado no uso de componentes fabricados localmente, mais peças enviadas do exterior.‎

Huawei duplica o uso de componentes chineses, nos seus novos smartphones 1

‎Nikkei em parceria com o especialista de pesquisa Fomalhaut Techno Solutions, com sede em Tóquio, e desmancharam um modelo Mate 40E. Este equipamento tem suporte para rede 5G e no seu interior encontraram várias peças chinesas que representavam cerca de 60% do valor total de todos os componentes. Por outras palavras, é cerca de duas vezes mais do que o seu antecessor, o Mate 30. Embora, a Huawei ainda esteja a usar certos semicondutores-chave como os chips fabricados nos EUA que ainda tem no seu inventário. No entanto, isso também significa que a empresa ainda depende dessa tecnologia e poderá enfrentar um novo declínio devido à sua situação atual.‎

‎Notavelmente, Fomalhaut descobriu que grande parte do aumento da participação de componentes chineses chegou quando a empresa começou a usar ecrãs da BOE Technology Group em detrimento de painéis da Samsung Electronics. O display por si só representa quase 30% do valor global de um smartphone. Outras peças chinesas incluem o interruptor de antena do Mate 40E, chips de controle de energia e outros como o sensor de impressão digital e a bateria.‎

Leiam as últimas notícias do mundo da tecnologia no Google News , Facebook  e Twitter e também no nosso Grupo de Telegram
Relacionado:  CEO da Qualcomm confirma planos de fundições Europeias para aumentar a produção de chips
Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!