Huawei armazenou chipsets Kirin 9000 para os smartphones P50 e Mate 50

‎A ‎‎Huawei‎‎ lançou recentemente o seu chipset HiSilicon Kirin 9000, que é provavelmente o último processador móvel topo de gama da empresa. Isto por enquanto, uma vez que a empresa ainda está impedida pelos Estados Unidos de utilizar tecnologia ou componentes americanos.

‎A ‎‎Huawei‎‎ lançou recentemente o seu chipset HiSilicon Kirin 9000, que é provavelmente o último processador móvel topo de gama da empresa. Isto por enquanto, uma vez que a empresa ainda está impedida pelos Estados Unidos de utilizar tecnologia ou componentes americanos.‎

Huawei armazenou chipsets Kirin 9000 para os smartphones P50 e Mate 50 1

‎A empresa tinha lançado os smartphones ‎‎da série Huawei Mate 40‎ alimentados pelo chipset Kirin 9000, que era esperado ser a última linha de smartphones topos de gama da empresa com a sua própria linha de processadores Kirin. No entanto, isto poderá não ser esse o caso.‎

‎De ‎‎acordo com as mais recentes informações‎‎ vindas da China, o executivo da Huawei revelou que a empresa reservou uma parte significativa do chipset Kirin 9000 para futuros smartphones, incluindo os futuros equipamentos da série ‎‎P50‎‎ e da série Mate 50 que poderá ser lançada este ano.‎

‎Está também a ser escrito em diversos sítios que os próximos smartphones da série Huawei P50 estarão equipados com os ‎‎chipsets Kirin 9000 e Kirin 9000e‎‎. A variante padrão terá um ecrã com uma taxa de atualização de 90Hz, enquanto o modelo topo de gama contará com um ecrã com taxa de atualização mais elevada de 120Hz.‎

Relacionado:  Façam o Download da aplicação Petal Clip - HarmonyOS e EMUI 11 [Link]

‎Os smartphones topo de gama da Huawei são conhecidos pelo seu desempenho das câmaras e espera-se que continue o seu legado nos futuros equipamentos, uma vez que a empresa não parou a sua Pesquisa e Desenvolvimento, para os telemóveis da série P e da série Mate.‎

kirin-9000-5g-1.png

‎Para manter a qualidade de imagem pela qual os telemóveis da Huawei são bem conhecidos, a empresa continuará a utilizar a ‎‎lente Leica.‎‎ Espera-se que a próxima linha P50 seja configurada para uma câmara semelhante à da linha Mate 40, mas com uma maior capacidade de zoom.‎

‎Espera-se que os smartphones da série P50 tenham carregamento rápido de 66W e carregamento sem fios de 50W, enquanto a variante topo de gama poderá acabar por suportar o carregamento de 135W se os testes de densidade e durabilidade das baterias passarem com sucesso.

Leiam as últimas notícias do mundo da tecnologia no Google News , Facebook  e Twitter e também no nosso Grupo de Telegram
Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!