Android Geek
O maior site de Android em Português

Gionee às portas da falência depois do presidente perder $144 milhões num casino

A chinesa Gionee não tem a mesma presença ou popularidade das mais conhecidas do público, como o caso da Huawei, Oppo, Vivo e Xiaomi, mas é um fabricante de smartphones de longa data. E agora parece que a marca chinesa está em dificuldades financeiras e à beira da falência.

A chinesa Gionee não tem a mesma presença ou popularidade das mais conhecidas do público, como o caso da Huawei, Oppo, Vivo e Xiaomi, mas é um fabricante de smartphones de longa data. E agora parece que a marca chinesa está em dificuldades financeiras e à beira da falência.

Gionee.

A marca chinesa de smartphones Gionee está à beira da falência

De acordo com Securities Times  a empresa não conseguiu pagar aos fornecedores e  tem se reunido com eles de forma a trabalhar num acordo. A reunião acontece depois de 20 fornecedores entraram com pedidos de recuperação judicial no Tribunal Popular Intermediário de Shenzhen a 20 de novembro.

O site chinês Jiemian também relatou na semana passada que o presidente da Gionee, Liu Lirong, perdeu mais de 10 biliões de yuans (US $ 1,4 bilião) enquanto jogava num casino em Saipan. Mas Lirong depois disse ao Securities Times que ele teria perdido mais de um bilião de yuans (US $ 144 milhões).

O chairman alega que não usou de forma inapropriada o dinheiro de Gionee para jogar, mas sugeriu que poderia estar a usar em forma de “empréstimos os fundos da empresa“. Isso contribui para uma enorme mudança nas fortunas de uma das marcas mais fortes da China.

O presidente da Gionee também admitiu perder mais de US $ 144 milhões a jogar num casino

De acordo com as fontes a Gionee foi responsável por 4,6 por cento de participação no mercado da Índia quando chegou apresentou smartphones focados em selfie (OEMs que oferecem uma câmera selfie acima de 8MP) no primeiro trimestre de 2017. O fabricante também esteve presente como uma das cinco marcas com o crescimento mais rápido na gama de entrada durante o mesmo período.

No entanto, Gionee viu um declínio acentuado em remessas mundiais no segundo trimestre de 2018, juntamente com a Lenovo, Micromax e Sony. E com as cinco principais marcas da China à procura de uma participação maciça de 87% no mercado da região, no 3º trimestre de 2018, parece que tempos difíceis estão à frente para as OEMs chineses mais pequenas.

Partilhar é importante, mostra este artigo aos teus amigos!

Obrigado, ficamos a dever-te uma 😉
Fonte

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais

Partilhar é importante, mostra este artigo aos teus amigos!

Obrigado, ficamos a dever-te uma ;)
close-link