Galaxy Z Fold 3 pode mudar para sempre os telefones dobráveis

Os telefones dobráveis vão registar uma enorme evolução num futuro próximo, com o Samsung Galaxy Z Fold 3s a tornar-se provavelmente o embaixador mais popular e mais durável com uma nova tecnologia de visualização.

Se o Samsung Galaxy Z Fold 3 sair como é esperado, então podemos acreditar numa evolução significativa face a tudo o que já vimos relativamente a smartphones dobráveis.

Os telefones dobráveis vão registar uma enorme evolução num futuro próximo, com o Samsung Galaxy Z Fold 3s a tornar-se provavelmente o embaixador mais popular e mais durável com uma nova tecnologia de visualização. Os Galaxy Z Fold 3 são a principal aposta da Samsung para o mercado dos telefones dobráveis nesta segunda metade de 2021.

"De acordo com a OTI Lumionics, uma empresa referência de materiais OLED e investigação que possui conhecimentos especializados no que diz respeito a ecrãs, dobráveis ou não"

Galaxy Z Fold 3 pode mudar para sempre os telefones dobráveis 1

"A a OTI Lumionics, disse que telefones dobráveis como o Galaxy Z Fold 3 irão destacar-se por apresentar um vinco menos visível nos ecrãs dobráveis, juntamente com outras melhorias tecnológicas,

Galaxy Z Fold 3

Juntamente com o vinco reduzido, os estudos de mercado da OTI Lumionics, juntamente com relatórios da Display Supply Chain Consultants (DSCC), vêem o Galaxy Z Fold 3 receber um ecrã táctil mais reactivo e uma impressionante câmara debaixo do display.

Dado que a OTI Lumionics desenvolveu uma nova tecnologia que está atualmente a ser usada pela cadeia de fornecimento OLED, está confiante que o Galaxy Z Fold 3 traga tudo o que de mais avançado se faz neste campo.

Se esta tecnologia for adoptada pela Samsung, poderá liderar uma evolução nos telefones dobráveis.

O Galaxy Z fold 3 será o primeiro smartphone a ter uma tecnologia de filtragem em encapsulação a cores (CoE), que é muito mais fina do que os tradicionais polarizadores circulares.

A Galaxy Z Fold 3 pode dispensar o círculo polarizador e o sistema óptico, tornando-o mais fino do que qualquer outro smartphonedobrável.

O problema é que um polarizador circular pode ter 81 microns de espessura, quase o de uma folha de papel. Isso pode não parecer muito, mas todas estas camadas se somadas pode levar a um telefone mais volumoso. O actual Samsung Galaxy Z Fold 2 dificilmente pode ser considerado um telefone fino, por isso é lógico que a Samsung esteja a tentar reduzir a espessura do seu sucessor.

Um ecrã muito fino também é melhor em termos de durabilidade.

A OTI Lumionics e a DSCC acreditam ambas que a Samsung optará por um material CoE em vez de um polarizador circular para a neutralização da luz de entrada, reduzindo a espessura.

"Ao saltar para esta nova tecnologia chamada filtro de cor no encapsulamento, basicamente vão mais espaço para outras coisas

E Qiu observou que a utilização de materiais mais finos permitiria à Samsung utilizar depois vidro dobrável mais espesso para o visor do Galaxy Z Fold 3. E, como resultado, seria menos propenso a vincos visíveis. Um relatório recente de Ross Young, co-fundador e CEO da Display Supply Chain Consultants em Austin, corroborou eficazmente os relatórios anteriores.

No entanto, Young não acredita que a Samsung utilize vidro mais grosso para reduzir os vincos do visor ou que a pilha do visor seja mais fina do que antes. Pelo contrário, Young afirma que a Samsung irá incorporar uma camada de polímero reforçado com carbono na Galaxy Z Fold 3's Ultra Thin Glass (UTG), que é o mesmo vidro utilizado pela versão antecessora.

A cama dade ecrã no Z Fold 3 é quase 40% mais espessa que o Z Fold 2, apesar da remoção do polarizador circular devido à adição do digitalizador relativamente espesso.

O vidro mais espesso pode não ser o único truque do Galaxy Z Fold 3. De acordo com os engenheiros da Samsung isto acontece porque "um ecrã dobrável num substrato flexível tem melhor integridade estrutural" Assim, mesmo sem vidro temperado mais espesso, estes novos ecrãs poderiam resistir a dobrar como nunca antes. Esta tecnologia poderá em breve ser usada também pelas cadeias de fornecimento de outros fabricantes de telefones - o que significaria dispositivos móveis mais fortes com estruturas reforçadas num futuro próximo!

Relacionado:  Smartphone dobrável do Google será lançado este ano sob a linha Pixel

Será que a câmara debaixo do ecrã do Galaxy Fold 3 pode ser comparada com as câmaras frontais tradicionais?

Os principais telefones da Samsung estão há muito tempo na nossa melhor lista de telefones com câmara, especialmente com o Galaxy S21 Ultra. Mas eles vão precisar de manter o foco se quiserem ficar no topo- e isso significa continuar a sua evolução de melhorar as câmaras em modelos mais recentes como o "Galaxy Z Fold 3". Este novo modelo pode ser um dos melhores de sempre graças à sua tecnologia CoE.

Com as câmaras debaixo do ecrã iniciais, havia apenas cerca de 20 a 22% de transparência, o que não permite grandes fotografias. Vimos isto acontecer no ZTE Axon 20 5G, um dos primeiros telefones a ser apresentado com uma câmara debaixo do ecrã.

A utilização de um filtro de material CoE permitirá que muito mais luz se mova através do visor. E mais luz significava melhores fotografias.

"Assim, se conseguir essa melhoria de 50 a 100%, poderá chegar a 30% de transparência global " "Ainda é menos de metade da transparência anterior, mas pode, com algoritmos de backend mais poderosos, e melhores câmaras, conseguir resultados semelhantes"

Galaxy Z Fold 3 melhorou o toque e suporte S Pen

"Uma mudança na tecnologia de visualização também vai tornar o ecrã do Galaxy Fold 3 mais reactivo ao toque e ter compatibilidade com a S Pen"

De acordo com uma apresentação feita por Young na Conferência Empresarial SID 2021, o Galaxy Z Fold 3 poderá fazê-lo utilizando tecnologia electrostático activo em vez de ressonância electro-magnética para a S Pen.

Como resultado, a resposta ao toque será melhorada no Galaxy Z Fold 3. E isso será útil uma vez que os dobráveis utilizam um vidro mais macio do que o encontrado nos smartphones normais, o que significa que há mais folga no visor que os pode tornar menos reactivos quando se utiliza uma stylus. Mas, se o Galaxy Fold 3 se conseguir, isto pode abrir caminho para outros.

O futuro dos preços dos telefones dobráveis

Galaxy Z Fold 3 pode mudar para sempre os telefones dobráveis 2

Enquanto o Samsung Galaxy Z Fold 3 parece o telefone dobrável do futuro, Recentemente Google, Oppo, Vivo e Xiaomi compraram painéis LTPO 120Hz UTG para lançamento de dobráveis no Q4 de 2021.

Mesmo com mais empresas a envolverem-se neste segmento, os produtos dobráveis continuam fora do alcance de muitos compradores devido ao elevado custo associado. O Galaxy Z Fold 2 lançada por $2.000, por exemplo. E com a nova tecnologia, o próximo telefone dobrável da Samsung não pode sair assim tão mais barato, teremos que aguardar mais desenvolvimentos até podermos esperar que os fabricantes reduzam os preços no futuro.

Sri Peruvemba, CEO da empresa Marketeer International, prevê que os produtos dobráveis como o Z Fold 3 poderão descer abaixo da marca dos $1000 nos próximos três anos.

Já há rumores que apontam para o Galáxia Z Flip 3 se aproxime do ponto de preço de 1000 dólares.

Saibam tudo o que já se sabe sobre os novos dobráveis da Samsung aqui.

 

Leiam as últimas notícias do mundo da tecnologia no Google News , Facebook  e Twitter e também no nosso Grupo de Telegram
Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!