Android Geek
O maior site de Android em Português

Ex-funcionário da Samsung deixa empresa chinesa por controvérsia sobre espionagem industrial

O ex-executivo da Samsung, Chang Won-ki (esquerda), tinha dito que se juntou à Eswin por amizade com o presidente Wang Dongsheng (direita) (imagem via TheElec) Segundo uma nova informação, o ex-presidente da Samsung China deixou a Eswin devido à controvérsia que se gerou à volta dele. Chang recusou essas alegações e chegou a afirmar que a única vez em que fez parte do departamento de semicondutores da Samsung foi no ramo de memória quando a gigante tecnológica sul-coreana produzia 1MB de DRAM.

O antigo executivos da Samsung Chang Won-ki renunciou ao cargo na firma de tecnologia chinesa Beijing Eswin Computing Technology depois de ter estado no centro de um escândalo sobre sobre espionagem industrial de tecnologia na China.

Samsung
O ex-executivo da Samsung, Chang Won-ki (esquerda), tinha dito que se juntou à Eswin por amizade com o presidente Wang Dongsheng (direita) (imagem via TheElec)

Segundo uma nova informação, o ex-presidente da Samsung China deixou a Eswin devido à controvérsia que se gerou à volta dele. Chang recusou essas alegações e chegou a afirmar que a única vez em que fez parte do departamento de semicondutores da Samsung foi no ramo de memória quando a gigante tecnológica sul-coreana produzia 1MB de DRAM. Além disso, o motivo da mudança para a Eswin também envolveu uma amizade pessoal com Wang Dongsheng, que atualmente dirige a Eswin.

De salientar que, Wang também foi presidente do fabricante de tecnologia de ecrãs BOE, que é um rival conhecido da Samsung. Isso também acabou por adicionar lenha à fogueira. Alegadamente, Chang deixou a Eswin porque não queria nenhum mal-entendido desnecessário e que não queria prejudicar acidentalmente a Samsung ou os seus sucessores. O ex-executivo da Samsung ingressou na empresa em 1981 e trabalhou lá até 2017.

(Através da)

 

Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!