Android Geek
O maior site de Android em Português

EUA tem duas caras e quer trabalhar com a Huawei na criação de padrões 5G

Republican presidential candidate Donald Trump smiles during a campaign event at the Adler Theater, Saturday, Jan. 30, 2016, in Davenport, Iowa. (AP Photo/Paul Sancya)

Já com a Huawei acusada de ser uma ameaça à segurança nacional nos estados, o fabricante foi colocado na Lista de Entidades do Departamento de Comércio, impedindo-o assim de aceder à sua cadeia de fornecedores nos EUA. Isso tem um impacto nas vendas de smartphones Huawei nos mercados ocidentais pois não têm permissão para executar as aplicações Android do Google.

Há um ano, os EUA abriram hostilidades com a Huawei alegando ligações da empresa chinesa ao governo Chinês. Já com a Huawei acusada de ser uma ameaça à segurança nacional nos estados, o fabricante foi colocado na Lista de Entidades do Departamento de Comércio, impedindo-o assim de aceder à sua cadeia de fornecedores nos EUA. Isso tem um impacto nas vendas de smartphones Huawei nos mercados ocidentais pois não têm permissão para executar as aplicações Android do Google. 

EUA tem duas caras e quer trabalhar com a Huawei na criação de padrões 5G 1

Departamento de Comércio assina lei que permite que empresas de tecnologia dos EUA trabalhem com a Huawei para criar padrões 5G

Pelo que escrevemos acima fica evidente que os EUA e a Huawei não são certamente os melhores amigos. Apesar das táticas políticas e comerciais que os EUA empregaram num esforço para impactar negativamente os negócios do fabricante, a Huawei ainda conseguiu vender aproximadamente 240 milhões de aparelhos no ano passado. Isso representa 35 milhões a mais do que o ano anterior, o que posiciona a empresa em segundo lugar atrás da Samsung, mas à frente da Apple. Paralelamente a Huawei é o maior fornecedor mundial de equipamentos de rede.

Os EUA tentaram ativamente substituir os equipamentos da Huawei nas redes 5G, mas a tecnologia da Huawei está cerca de 18 meses à frente de rivais como Nokia e Ericsson. E, graças às suas ligações com o Banco da China, a Huawei pode fornecer condições de financiamento generosas aos seus clientes.
A Reuters noticia que o Departamento de Comércio está prestes a assinar uma nova lei que permita que as empresas americanas trabalhem com a Huawei para criar padrões para a próxima geração de redes 5G. A regra permitirá que as empresas dos EUA participem de órgãos de padrões dos quais a Huawei também é membro. Essas reuniões decidem as especificações e os protocolos das redes de última geração, para que os equipamentos de rede de diferentes empresas possam trabalhar com conjunto sem problemas.

Depois da Huawei ter sido colocada na lista de entidades em maio passado, as empresas de tecnologia dos EUA não sabiam que informações podiam revelar nos órgãos de padrões nos quais a Huawei estava incluída. Como resultado, os engenheiros dos EUA ficaram em silêncio durante essas reuniões, permitindo que a Huawei tivesse uma voz mais forte na determinação de padrões para redes 5G. Se a proposta que está a ser analisada pelo Departamento de Comércio for aprovada, ainda vai ser necessário um sinal verde de outras agências dos EUA antes de se tornar uma política oficial.

 

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais