Android Geek
O maior site de Android em Português

Huawei está presente na apresentação oficial 5G da Grã-Bretanha. Revelado no programa BBC Breakfast

O facto de um país que está a colaborar com os EUA nesta acção injusta, usar tecnologia 5G da Huawei, mostra que a hipocrisia é forte para aqueles lados e que não é , nem nunca foi uma questão de segurança nacional.

A Grã-Bretanha lançou oficialmente a primeira rede 5G do país e a BBC orgulhou-se de fazer a primeira transmissão televisiva sobre 5G. Mas, a parte interessante da história é que o equipamento usado para tornar isso possível é.. só podia ser: da Huawei.

Huawei está presente na apresentação oficial 5G da Grã-Bretanha. Revelado no programa BBC Breakfast 1

O simples uso de equipamentos da Huawei não seria habitualmente digno de ser notícia, mas dada a guerra fria entre os EUA e os seus aliados contra a China e Huawei , o facto de um país que está a colaborar com os EUA nesta acção injusta, usar tecnologia 5G da Huawei, mostra que a hipocrisia é forte para aqueles lados e que não é , nem nunca foi uma questão de segurança nacional.

Merece que seja assinalado que pelo menos a Grã-Bretanha está a usar tecnologia 5G da Huawei num momento tão crucial como o lançamento.

Ninguém teria conhecimento do uso do aparelho de transmissão da Huawei, mas a emissora estatal publicou fotos do equipamento no seu site. A carrinha de transmissão externa estava a ser usada para transmitir o programa matinal da BBC News. No entanto, pouco depois de partilharem as imagens, as imagens foram excluídas. Ups!

Huawei está presente na apresentação oficial 5G da Grã-Bretanha. Revelado no programa BBC Breakfast 2

A EE, uma das operadoras de rede móvel do Reino Unido, lançou oficialmente a rede 5G rede em seis cidades do país, onde se incluem Belfast, Birmingham, Cardiff, Edimburgo, Londres e Manchester. Para ajudar a ilustrar uma das maiores vantagens do 5G, o repórter da BBC Rory Cellan-Jones fez um live report durante o programa BBC Breakfast, transmitido pela rede 5G da EE.

A Huawei recusou-se a celebrar a ocasião publicamente, o que é compreensível, dado que a EE, cuja rede foi ativada hoje, retirou rapidamente o FlagShip Huawei Mate 20 da lista de aparelhos da sua lista de dispositivos 5G após a proibição dos EUA.

Apesar de os EUA, a Austrália e a Nova Zelândia proibirem a Huawei de fornecer equipamentos de telecomunicações, nenhum país europeu bloqueou formalmente a Huawei e a maioria dos actuais contratos globais de 5G da empresa são com empresas que operam na Europa.

De acordo com as informações, apesar da pressão dos Estados Unidos, a Alemanha recusou uma proibição, A França já indicou que planeia seguir uma linha de relacionamento normal com a empresa chinesa.

(Através da)

 

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais